Afasia

    0
    85

    O que é afasia?

    A afasia é considerada como a perda da capacidade e das habilidades de se comunicar tanto de forma falada como de forma escrita. É algo peculiar aos seres humanos a comunicação pela língua falada sendo que a diferença está localizada na região do hemisfério esquerdo do cérebro correlacionando-se a outras simetrias anatômicas.

    Sintoma muito comum dentro da neurologia clínica ela pode ser decorrente de acidente vascular cerebral ou de outras condições. Na grande maioria das vezes a disfunção está próxima à artéria cerebral média esquerda ou nos ramos perto da região do cérebro que é responsável pela linguagem.

    Algumas peculiaridades diferenciam as afasias e permitem ao médico determinar o exato local afetado. Independente da causa que levou a tal condição as afasias podem ser dividas em de Broca de Wernicke de condução e global. A que recebe o nome de afasia de Broca é caracterizada por uma grande dificuldade na fala porém a compreensão da linguagem continua intacta. Já a afasia de Wernicke causa dificuldade na compreensão porém a fala é fluente. A de condução afeta a capacidade de repetir as palavras de forma correta. A afasia global é a perda tanto da fala como da leitura e da escrita.

    Agente causador

    Esta situação é decorrente de alguma lesão cerebral. A origem das lesões é na grande maioria das vezes provocada por desordens nas artérias ou nas veias do cérebro. Estas desordens são chamadas de apoplexia de derrame ou de hemorragia cerebral. Em termos médicos recebe o nome de AVC ou acidente vascular cerebral.

    O cérebro necessita de glicose e de oxigênio para funcionar da forma correta. Quando a circulação fica prejudicada devido a um AVC ou a outros problemas as células da região vão morrendo. Dependendo do local afetado certas funções ficam comprometidas. Em casos de afasia esta morte se dá no lado esquerdo do cérebro em uma área específica.

    Como se descobre a doença (diagnóstico)

    É muito importante que se estabeleça um diagnóstico diferencial para que o tratamento seja o mais efetivo possível. As diversas modalidades de afasia envolvem danos diferentes como na fala na escrita na leitura no entendimento ou em tudo. Portanto um profundo estudo deve ser feito para que os danos possam ser minimizados.afasia

    A histórica clínica do paciente deve ser colhida e a origem da lesão estudada. Testes de qualificação são realizados de forma a descobrir quais áreas foram afetadas. A elaboração do diagnóstico leva em conta uma série de fatores como a idade o sexo a lateralidade a etiologia o tempo de evolução a personalidade prévia da pessoa a escolaridade e o meio social.

    Testes de língua de função dos lábios de laringe de repetição e de denominação são empregados. O estudo é cuidadoso e longo para que o correto diagnóstico seja estabelecido. Após o detectar do tipo de afasia diversas medidas podem ser tomadas para o tratamento. Geralmente é necessário um certo tempo de hospitalização e nem sempre fica claro para o paciente que ele precisa de ajuda devido aos problemas de comunicação.

    Sintomas

    Estes variam de acordo com o tipo de afasia. Podemos dizer que basicamente o que se nota em cada caso é o seguinte:

    • Afasia de Broca: dificuldade na fala porém a compreensão se mantém preservada. Os pacientes conseguem executar a leitura no entanto a escrita fica comprometida. O membro superior direito exibe certa fraqueza assim como a hemiface. Os indivíduos sabem o que está acontecendo e tendem a ficar deprimidos;
    • Afasia de Wernicke: há dificuldade na compreensão porém a fala é fluente o que leva a pessoa a desenvolver discursos sem sentido. É frequente haver parafasias ou seja substituição de uma palavra por outra como chamar uma colher de mulher. Estas pessoas não tendem a apresentar fraquezas associadas e muitos não se dão conta do que está ocorrendo. A recuperação é difícil;
    • Afasia de condução: a compreensão fica relativamente preservada. A fala é fluente e de forma espontânea. No entanto há uma grande dificuldade em se repetir corretamente palavras;
    • Afasia global: neste caso há perda de todas as capacidades da linguagem. Tanto a compreensão a fala a leitura e a escrita são afetadas. Os pacientes perdem completamente a força no lado direito do corpo. Frequentemente demência vem associada. O prognóstico é um tanto quanto reservado.

    Prevenção

    Como tal condição é provocada por lesões no cérebro algumas medidas podem ser tomadas com o intuito de prevenir tal acontecimento. O AVC ou acidente vascular cerebral pode por exemplo ser provocado através do uso de drogas. Situações de estresse são também grandes contribuintes para hemorragias intracranianas. Portanto é preciso ter hábitos de vida saudáveis.

    No entanto outras situações como acidentes automobilísticos podem levar a sérias lesões. A idade avançada também contribui para o enfraquecer da elasticidade de veias e de artérias. Consultar um médico periodicamente e realizar exames de rotina podem ser medidas úteis nesta última circunstância.

    Tratamento

    Nem sempre a pessoa que sofre de afasia está ciente de sua condição o que acaba dificultando o tratamento em alguns casos. São fonoaudiólogos que trabalham junto ao indivíduo no sentido de ajudar a recuperar a comunicação total ou de minimizar os danos que foram causados.

    A duração do tratamento é muito variável. Depende de uma série de fatores inclusive das condições médicas de um país. Em pessoas com afasia severa por exemplo o entender de palavras-chaves é a meta. Paciente com formas mais leves podem adquirir novamente a comunicação sempre com certas restrições. É preciso muita paciência e perseverança. Saber lidar com a pessoa é fundamental.

    Deixar bilhetes falar pausadamente e utilizar palavras-chave são medidas que ajudam em alguns casos. Geralmente livros de comunicação são montados pelo fonoaudiólogo com desenhos por exemplo. Indivíduos com dificuldade na fala precisam ter sempre uma caneta e um papel por perto.

    São muitas as opções para o tratamento. A afasia global possui um prognóstico mais restrito porém pacientes com afasia de Broca por exemplo tendem a recuperar parte da linguagem falada em alguns meses. É preciso muito trabalho mas resultados positivos são uma realidade.

    Deixe uma resposta