Agranulocitose

    0
    125

    O que é agranulocitose?

    É uma doença aguda do sangue caracterizada pela ausência ou pela redução de leucócitos granulosos. Estes podem ser neutrófilos eosinófilos ou basófilos e são células de defesa do corpo humano. Portanto ao haver uma redução destas células o indivíduo fica mais vulnerável a uma série de condições especialmente a infecções diversas que podem acabar resultando em complicações preocupantes.

    O uso frequente de certos medicamentos pode levar ao desenvolvimento da condição assim como a exposição à radiação a desnutrição a AIDS e fatores genéticos por exemplo. Existe também uma forma mais rara de agranulocitose que é herdada de pais para filhos.

    Os sintomas podem variar de acordo com a intensidade da condição e o tipo de infecção que possibilitou o início. Alguns dos sintomas mais frequentes são por exemplo dores pelo corpo febre dor de garganta úlceras na boca nas genitálias calafrios e prostração. O diagnóstico é feito por meio de exames clínicos físicos e laboratoriais. O tratamento pode ser efetivo quando a condição é precocemente detectada visto que o corpo fica vulnerável a uma série de condições devido à redução dos leucócitos granulosos. Diante dos sintomas da agranulocitose faz-se portanto medida fundamental procurar por ajuda médica de forma a realizar o diagnóstico e de dar início ao tratamento mais adequado.

    Como se adquire?

    A agranulocitose é provocada geralmente pelo uso frequente de alguns medicamentos assim como quando do uso de drogas e do contato com produtos químicos. A exposição à radiação a AIDS fatores genéticos e desnutrição são também causas possíveis da agranulocitose.

    A condição pode afetar homens e mulheres de todas as idades não havendo preferência por um dos sexos e as complicações possíveis são bastante diversas. Dependendo do motivo e do estado do organismo do paciente a agranulocitose pode levar a complicações tais como danos nos rins septicemia broncopneumonia e necrose hemorrágica nas mucosas.

    agrabulocitose

    Sintomas

    Os sinais variam de acordo com a intensidade da falta de leucócitos granulosos com o estado de saúde do paciente e com as possíveis condições que venham a se desenvolver devido à debilitação da saúde.

    Alguns dos sintomas mais frequentes são febre dor de garganta úlceras dores pelo corpo calafrios e ulcerações na boca. Pode também haver prostração ulceração vaginal pneumonia infecções do aparelho urinário ulceração retal e outras infecções localizadas.

    Diante dos sintomas é muito importante buscar por ajuda médica. A grande maioria das condições pode ser melhor tratada quando precocemente detectada por isso não hesite em procurar pela ajuda de um profissional de forma a realizar o diagnóstico e de dar início ao tratamento mais adequado.

    Diagnóstico

    O diagnóstico da agranulocitose é feito geralmente por meio de anamnese em conjunto com uma contagem completa dos elementos do sangue. Outras condições podem provocar sintomas parecidos com os da agranulocitose portanto é interessante fazer um diagnóstico diferencial de outras doenças de forma a dar início ao tratamento mais adequado para a condição.

    Exames físicos clínicos e laboratoriais são portanto fundamentais. Pode ser necessário um exame de escarro uma ultrassonografia eletrocardiograma e exame de material nasofaríngeo. O mielograma exame da medula óssea é também um procedimento muito importante para o correto diagnóstico. Depois de determinado o que vem provocando os sintomas é preciso dar início ao tratamento.

    Tratamento

    O tratamento visa a eliminação do fator que vinha provocando a redução ou a anulação dos leucócitos granulosos. Portanto ele pode envolver a supressão da droga causadora o tratamento de micoses e infecções repouso moderado e administração de analgésicos.

    Dietas específicas também podem ser recomendadas geralmente de alto teor vitamínico ou calórico. Hospitalização pode ser necessária especialmente durante a fase aguda da doença. Após a internação é preciso realizar adequadamente a higiene pessoal. É muito importante buscar por ajuda médica diante dos primeiros sintomas visto que as complicações podem ser bastante preocupantes tais como infecções diversas broncopneumonia septicemia e necroses hemorrágicas das lesões nas mucosas. Portanto não hesite em procurar por um profissional diante dos primeiros sintomas de forma a dar início ao tratamento mais adequado.

    Prevenção

    Com relação à prevenção da agranulocitose recomenda-se evitar o contato com produtos químicos e evitar o uso dos medicamentos que já tenham provocado anteriormente a condição. Como a agranulocitose tem ligação genética é medida fundamental ter atenção redobrada com a condição quando de casos na família.

    A exposição à radiação é também algo que pode levar ao desenvolvimento da agranulocitose por isso é muito importante evitar tal situação. Outro fator que pode levar ao desenvolvimento da agranulocitose é a desnutrição portanto cuide de sua alimentação e da saúde em geral lembrando de procurar por ajuda sempre que o corpo emitir algum sinal. Por fim a AIDS é também uma condição que favorece muito para o desenvolvimento da agranulocitose assim como para o desencadear das complicações sendo por isso fundamental ter atenção redobrada nestas circunstâncias.

    Deixe uma resposta