Alergia ao leite e seus derivados

    0
    77

    O que é alergia ao leite e seus derivados?

    O leite é um alimento super importante principalmente na infância. Além de fonte de proteína ele é rico em cálcio e auxilia na formação óssea. No entanto são comuns casos de pessoas que desenvolvem alergia ao leite e seus derivados e ficam impossibilitadas de lidar com este alimento.

    Este tipo de alergia é diferente da intolerância à lactose que também impede que as pessoas tomem leite. No primeiro dos casos o indivíduo tem uma alergia às proteínas presentes no leite da vaca e nos seus derivados já no segundo da intolerância à lactose o indivíduo tem dificuldade em digerir e absorver o açúcar presente no leite a lactose.

    Estima-se que cerca de 25% das crianças com idade inferior a 2 anos de idade possuam alergia ao leite e aos seus derivados. É preciso encontrar outra saída para suprir as necessidades de cálcio e tomar cuidado com os sintomas e reações.

    Como se adquire

    A alergia ao leite de vaca e aos seus derivados é mais frequente entre os lactantes e crianças pequenas sendo pouco comum em adultos. Isto ocorre devido à maior permeabilidade do trato intestinal dos pequenos que ainda estão passando por diversas transformações. Com esta permeabilidade excessiva proteínas estranhas acabam passando para o corpo além disto o sistema imunológico dos bebês e crianças pequenas ainda não está totalmente desenvolvido.

    O leite materno dá ao bebê fatores imunológicos hormônios e outras substâncias que auxiliam na maturação do trato digestivo. Entretanto quando o bebê é geneticamente predisposto a tanto nem mesmo o leite materno ajuda.alergia ao leite de vaca

    Sintomas

    Os sintomas podem surgir minutos horas e até mesmo dias depois da ingestão do leite de vaca ou de seus derivados. Independente da quantidade de leite ingerida ou da quantidade de derivados os sintomas irão surgir.

    Vômitos cólicas diarréia dores na barriga sangue nas fezes prisão de ventre e manchas na pele podem surgir assim como pequenas bolhas com descamação. Em alguns casos podem ocorrer problemas respiratórios como asma rinite e chiados no peito. Muitas crianças chegam a perder peso nessas circunstâncias devendo os pais procurar um médico assim que se derem conta dos sintomas.

    Diagnóstico

    Diante dos sintomas os pais devem levar o bebê ou a criança ao médico. Este irá avaliar os sintomas e fazer algumas perguntas aos responsáveis de forma a identificar no histórico da criança ou até mesmo dos pais algum sinal de alergia ao leite e aos seus derivados.

    Para ajudar no diagnóstico alguns exames podem também ser solicitados assim como testes cutâneos. O que dá certeza ao diagnóstico no entanto é o teste de desencadeamento que consiste basicamente na remoção do leite de vaca e de seus derivados da dieta e na observação do paciente durante a posterior reintrodução dos mesmos.

    Após a certeza do diagnóstico algumas medidas precisam ser tomadas. Tanto a mãe que estiver amamentando como o bebê devem parar de tomar leite e de comer seus derivados assim como inserir na dieta algo para suprir as necessidades de cálcio e de proteína principalmente.

    Como é feito o tratamento

    Basicamente o tratamento consiste na não mais ingestão de leite e de seus derivados. A mãe que está amamentando deve parar de beber leite de vaca e de comer seus derivados e bebês que já tomam leite de vaca devem fazer o mesmo. Além do leite seus derivados também precisam ser cortados da dieta como leite condensado achocolatado em pó doce de leite queijos chantilly leite em pó bolachas ao leite cereais com leite bolos feitos com leite pães feitos com leite iogurtes sorvetes ao leite entre outras coisas.

    Passado o período de amamentação a mãe pode voltar a tomar leite e a comer seus derivados. O leite materno passa para o bebê fatores imunológicos hormônios e uma série de substâncias importantes para o bom desenvolvimento de seu trato digestivo. Com o tempo a grande maioria das crianças melhora esta condição.

    Cuidados

    Como o leite e seus derivados foram cortados da dieta é preciso encontrar alguma forma de suprir a necessidade de cálcio tão importante na infância já que participa do processo de formação óssea. Mais de 90% das crianças com alergia ao leite de vaca também são alérgicas ao leite de cabra portanto substituir um pelo outro não é uma solução.

    Uma boa alternativa é substituir o leite de vaca pelo leite de soja e ver como a criança lida com isto. No entanto algumas crianças não respondem bem nem ao leite de soja não conseguindo muitas vezes absorver adequadamente os nutrientes. Neste caso o ideal é optar pelo hidrolisado protéico extensivo. A reintrodução do leite de vaca e dos seus derivados deve ser feita gradualmente. Ano após ano os pais devem tentar com supervisão médica reintroduzir o leite. Mais de 90% das crianças estão curadas até atingir os 3 anos.

    Deixe uma resposta