Alimentos que mais causam Refluxo

0
62
O refluxo

A doença do refluxo gastroesofágico ou refluxo é caracterizada pelo retorno do ácido estomacal ao esôfago ao invés de seguir o fluxo da digestão. O ácido estomacal é o grande responsável pela digestão dos alimentos no estômago e quando este passa do estômago para o esôfago provoca irritação e queimação local gerando os sintomas da azia.

O refluxo ocorre geralmente devido ao mal funcionamento do esfíncter esofágico uma espécie de válvula que controla a entrada dos alimentos no estômago. Após ser ingerido o alimento passa pela boca pelo esôfago e então com a abertura do esfíncter passa para o estômago. Quando a válvula não está funcionando corretamente pode ocorre uma abertura fora de hora e um vazamento do ácido para o esôfago. Esta situação é chamada de refluxo ou doença do refluxo gastroesofágico.

Alguns fatores são considerados de risco para o desenvolvimento do refluxo. Na grande maioria das vezes são os hábitos alimentares que levam à tanto sendo que certas atitudes tendem a piorar a condição. O refluxo é de fácil diagnóstico e tratamento por isso não deixe de procurar por um médico diante dos primeiros sintomas.

Por que ocorre o refluxo?

O esfíncter espécie de válvula que fica entre o esôfago e o estômago abre e fecha para os alimentos caírem no estômago. Quando durante esta passagem o ácido gástrico responsável pela digestão cai no esôfago temos um caso de refluxo e consequentemente de azia.

Quando esfíncter não fecha tudo o que está no estômago pode passar para o esôfago. Esta é a principal característica do refluxo e diante dos sintomas um médico deve ser procurado. O refluxo leva ao desenvolvimento de azia e de queimação assim como de uma leve dor na parte de trás do esterno.

alimentos que mais causam refluxo

Fatores de risco

Para o desenvolvimento do refluxo alguns fatores são considerados de risco ou seja deixam as pessoas mais predispostas à condição. A obesidade por exemplo é um fator de risco para o refluxo assim como a asma e a gravidez.

Indivíduos que fumam ou que bebem em excesso ficam mais predispostos ao refluxo. Pacientes com hérnia de hiato precisam ter atenção redobrada da mesma forma que aqueles com diabetes ou ressecamento bucal.

Distúrbios do tecido conjuntivo assim como a síndrome de Zollinger-Ellison deixam os indivíduos também mais vulneráveis ao refluxo. Por fim a alimentação está bastante relacionada com a condição e merece muita atenção.

Alimentos que causam refluxo

Alguns alimentos são considerados vilões para as pessoas que sofrem de refluxo. Isto porque eles contribuem para a acidez do estômago ou deixam o esfíncter mais relaxado do que deveria ficar.

O tomate por exemplo é um alimento que deve ser evitado por pessoas que sofrem de refluxo assim como a cafeína e o chá preto. Tomar bebidas alcoólicas em excesso pode aumentar as chances do refluxo e devem portanto serem evitadas. O cigarro também é um grande vilão nesta história e deve ser cortado do dia a dia de pacientes com refluxo.

Frutas cítricas alho e vinagre são outros itens que podem levar ao desenvolvimento do refluxo. O chocolate também deve ser evitado pois deixa o esfíncter gástrico muito relaxado e favorece a passagem de ácido gástrico para o esôfago. Alimentos gordurosos ou picantes devem ser evitados assim como o hortelã.

Comer devagar e em porções pequenas ao longo do dia é essencial para evitar o refluxo. Beber bastante água pode também ajudar e recomenda-se não deitar após as refeições. Evitando estes alimentos o refluxo pode melhorar bastante. Lembrando que todos estes itens podem fazer bem à saúde no entanto é indicado que se evite por quem sofre de refluxo ou de azia.

O que fazer?

Diante dos sintomas do refluxo um médico deve ser procurado. O refluxo tende a provocar azia queimação dificuldade para engolir dor na garganta náuseas rouquidão tosse seca dor no peito e inchaço na garganta por exemplo. Ter atenção a estes sintomas e procurar por um médico é medida fundamental para o tratamento do refluxo.

O diagnóstico costuma ser bem simples e baseado em perguntas e na análise dos sintomas. Caso haja dúvidas alguns exames complementares podem ser solicitados tais como o raio-x e a endoscopia por exemplo. Depois de determinado o diagnóstico é preciso dar início ao tratamento. Lembre-se de nunca realizar automedicação pois o uso incorreto de certos fármacos pode piorar uma situação e ainda mascarar outra mais importante.

O tratamento do refluxo é baseado no uso de antiácidos e de outros medicamentos assim como em mudanças nos hábitos alimentares e de vida. Recomenda-se por exemplo evitar consumir os alimentos acima mencionados. Recomenda-se também não tomar café após as refeições assim como não deitar depois das mesmas. O refluxo pode ser evitado reduzindo o estresse consumindo os alimentos corretos e comendo devagar pequenas porções ao longo do dia.

Compartilhar
Artigo anteriorDISLEXIA
Próximo artigoMastopexia

Deixe uma resposta