Anticoncepcionais cigarros e a trombose

    0
    66

    Os anticoncepcionais

    Desde o surgimento dos anticoncepcionais a vida da mulher nunca mais foi a mesma. Atualmente existe uma série de alternativas para quem deseja evitar uma gravidez indesejada no entanto nem sempre foi assim.

    A mulher possuiu e ainda possui em certa medida uma posição predeterminada dentro da sociedade. As revoluções feministas e o novo pensamento vieram para colocar fim a ideias machistas e para dar mais liberdade a todos. Hoje uma mulher pode escolher de quem e quando engravidar. Antigamente sua função era simplesmente colocar vida na terra e cuidar dos pequenos até que estes ficassem grandes.

    Ter filhos é uma coisa linda porém exige muita responsabilidade. Para que uma criança seja colocada no mundo é preciso muita reflexão e planejamento caso contrário os problemas podem ser imensos. Os métodos contraceptivos garantem que o casal determine a hora certa de engravidar. Além disto eles protegem o homem e a mulher de diversas doenças sexualmente transmissíveis ou DSTs.

    Para escolher a melhor alternativa é importante conversar com um médico ginecologista. A contracepção é um direito de toda mulher. Agende uma consulta e vá atrás de sua proteção.

    Quais são os mais conhecidos

    Os anticoncepcionais mais conhecidos são talvez a pílula e a camisinha. Esta existe na versão masculina e na versão feminina sendo que ambas nunca devem ser utilizadas juntamente devido ao grande risco de rompimento do material.

    O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente oito métodos contraceptivos. A população brasileira tem à sua disposição os preservativos masculinos e femininos a pílula do dia seguinte a pílula oral a injeção a minipílula o diafragma o dispositivo intrauterino e os anéis medidores. Entre em contato com um profissional para saber qual método é o mais indicado para você.

    cigarro pilula e trombose

    Qual é o mais eficaz

    É complicado falar em um método mais eficaz e menos eficaz. Na realidade o melhor método é o que será corretamente utilizado. Além disto é preciso que um profissional avalie o estado de saúde da pessoa o organismo e o estilo de vida de forma a encontrar a alternativa mais correta.

    Para mulheres mais esquecidas e que possuem uma vida corrida por exemplo a pílula pode não ser interessante já que exige cuidado com horários e não pode nunca deixar de ser tomada. Uma boa opção poderia ser o dispositivo intrauterino ou DIU que depois de colocado atua de forma a evitar uma gravidez por cerca de 3 a 5 anos.

    Atualmente existem muitas formas de contracepção. Através de uma conversa com o médico ginecologista a mulher pode descobrir a mais indicada para ela. É importante lembrar que mesmo fazendo uso de um método a camisinha é algo imprescindível durante todas as relações sexuais. Este método é ainda o único que protege de doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez indesejada. Muito tem se pesquisado no sentido de se descobrir outras alternativas no entanto a camisinha é ainda um dos métodos mais indicados.

    Relações entre anticoncepcionais cigarros e trombose

    Recentemente um estudo feito no Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo dentro do ambulatório de trombofilia revelou que o uso de anticoncepcionais somado ao costume de fumar aumenta as possibilidades de uma mulher desenvolver trombose.

    A pesquisa acompanhou 400 mulheres com idade entre os 20 e 45 anos que tinham trombose venosa. Dentre estas pessoas 180 eram fumantes e faziam uso de anticoncepcionais. Cerca de 6% das mulheres na pesquisa nunca fizeram uso de nenhuma das substâncias sendo que 197 já tinham tido contato com pílula e com o fumo em determinado momento da vida.

    Os resultados foram alarmantes e determinaram que anticoncepcional e cigarro é uma junção perigosa. A trombose é uma complicação decorrente da formação de coágulos em veias. Os hormônios liberados pelo anticoncepcional aumentam as chances de coagulação sanguínea deixando as mulheres ainda mais predispostas a tanto. O cigarro potencializa o quadro levantando ainda mais preocupações.

    O que é a trombose

    A trombose é uma enfermidade decorrente de distúrbios vasculares provocados pela formação de coágulos no sangue ou trombos dentro de vasos como veias ou artérias. Quando estes trombos estão presentes o fluxo sanguíneo sofre dificuldade ou até mesmo fica impedido de passar.

    Fatores como a hipertensão o sedentarismo o sobrepeso a diabetes o estresse e o fumo por exemplo podem deixar pessoas mais predispostas do que outras à formação dos trombos. A maior preocupação é quando os coágulos atingem os pulmões provocando com isto uma falta de oxigenação levando à embolia pulmonar.

    A trombose arterial pode também causar AVC ou acidente vascular cerebral assim como um ataque cardíaco ao afetar as artérias coronárias. O uso de anticoncepcional aumenta as chances da formação de trombos devido à liberação de hormônios. Quando esta prática é somada ao ato de fumar o quadro se torna mais preocupante. A trombose é capaz de resultar em um grande problema por isto todas as devidas medidas devem ser tomadas.

    O que fazer

    É muito importante que todas as pessoas adquiram o hábito de consultar um médico com frequência e de realizar exames de rotina. Desta forma o organismo fica melhor monitorado e uma variedade de complicações pode ser precocemente tratada ou evitada.

    O tratamento para a trombose é determinado pelo profissional de acordo com a idade do paciente e com o estado de saúde do mesmo. Medicamentos anticoagulantes costumam ser prescritos assim como terapias tendem a ajudar. Para evitar esta complicação consulte um médico com frequência. Indivíduos obesos fumantes diabéticos hipertensos estressados e sedentários necessitam ficar ainda mais de olho na saúde.

    Mulheres que fazem uso de anticoncepcional precisam estar sempre em dia com a consulta ginecológica. Caso sejam fumantes a preocupação é ainda maior. Para evitar a trombose corte o fumo pratique exercícios físicos e procure relaxar. Manter o peso dentro das medidas indicadas é importante e mulheres com idade superior aos 35 anos devem tomar cuidado com o uso de pílulas anticoncepcionais. Diante de qualquer espécie de sintoma não deixe de entrar em contato com quem entende do assunto. Muitas das complicações mais comuns podem ser evitadas quando são precocemente detectadas.

    Compartilhar
    Artigo anteriorDicas para quem tem ácido úrico
    Próximo artigoAbscesso

    Deixe uma resposta