“Brushing” feito em casa

0
105

Tenha um cuidado especial, em escolher bons aparelhos de secagem.a)- secadores: A escolha é determinante. Agarre-o; não pode ser muito pesado, nem grande demais para as suas mãos, porque assim dificultaria a utilização.

Também tenha em conta a potência… dependendo da qualidade do seu cabelo, deverá escolhe-lo, mais ou menos potente.

Privilegie sempre os secadores com pelo menos 2 potências de “sopro” e duas de “calor”, porque assim terá mais liberdade de ação. Lembre-se que o barato sai caro e os secadores “mini” são para “mini” cabelos…. e assim sucessivamente. Esta é uma peça fundamental, procure e escolha o seu secador com cuidado.

b)- Escovas: As melhores são as que são feitas com mistura de pelo “natural” (animal) e
sintético, seja de que formato, tamanho ou forma.

Escovas redondas: Existem de todos os diâmetros e de vários materiais. Dê preferência
aquelas que “assentam” confortavelmente na mão. Mas principalmente deve centrar a sua
escolha, consoante o tamanho do seu cabelo. É inútil a compra de uma escova redonda
grande, se o seu cabelo é médio-curto. Na duvida, prefira uma escova ligeiramente mais
pequena do que o seu cabelo. Advertência: estão muito de “moda” as escovas metálicas; se o seu cabelo for fino e com
tendência a ganhar “estática”, evite esta escova, pois tendem a sobreaquecer
o cabelo. Elas devem estar reservadas aos cabelos grossos.

c)- Escovas Planas: ( com formas diversas) São mais vocacionadas para cabelos longos, Algumas são fabricadas com a base ( onde assentam os “picos”) muito macia… como que cheia de  Ar; São as melhores para os cabelos muito compridos e espessos.

d) – ”Aranhas” Mais indicadas para cabelos curtos, quando se trata de fazer um “brushing” ajuda a levantar as raízes e, na hora de escovar o cabelo , devolve-lhe o

e) – Pentes : Existem no mercado uma infinidade de modelos, tamanhos, materiais, cores, etc. Mas na hora de escolher, deixa a razão prevalecer sobre o impulso.

O pente tem que ser de bom material: baquelite, plastico de boa qualidade, madeira nobre, etc.

Não pode arranhar o couro cabeludo, nem puxar os cabelos. Comece sempre a desembaraçar o  Cabelo pelas pontas… Nunca use uma escova para desembaraçar cabelos molhados. É mais fácil, mais rápido, mas parte o cabelo e forma “espigados” com muita facilidade.

Deve usar sempre um pente largo para desembaraçar o cabelo molhado!

ROLOS – quentes e outros

Quando escolher rolos quentes, dê preferência aos rolos com protecção (veludo)… não são tão agressivos para o cabelo. Devem ser aplicados com o cabelos sempre bem seco e protegido (serum etc…) Quando em seco os rolos “velcro” são de fácil manipulação a de grande conforto. Quando escolher os rolos, tenha sempre em conta o que realmente deseja: volume, forma, etc. Os rolos têm de ser fáceis de enrolar, e ficarem presos sem esforço.

Rolos grandes: Para qualquer tamanho de cabelo, formam ondas largas, e volume.

Rolos pequenos: Em qualquer comprimento de cabelo, fazem caracóis, volumes mais importantes, ondas pequenas.

FERROS (Babyliss e outros)

Reservados a quem sabe. São de difícil manipulação caseira… Embora haja quem goste, e não prescinda deles. São de manipulação muito delicada, pois aquecem muito, e se não forem correctamente usados podem queimar o cabelo, provocar “espigados” etc. A usar com muito cuidado.

Conclusão: Se você decidir “arranjar” o seu cabelo, lembre-se que tem de ser divertido, rápido, etc. Não “sobreaqueça”, não puxe, não se penteie como se fosse uma questão de vida ou de morte…

Deixe uma resposta