Câncer de Intestino

    0
    82

    Saiba mais

    O intestino é formado por duas grandes regiões. Uma chamada de intestino delgado que é uma pare mais fina responsável pela digestão e a absorção dos alimentos e outra região mais grossa que é o intestino grosso relacionado com a absorção da água armazenamento e eliminação dos resíduos da digestão.

    O câncer no intestino delgado ou seja na parte mais fina do intestino é muito raro. Normalmente o médico não vê mais do que meia dúzia de casos em toda sua carreira. Em compensação câncer no intestino grosso é muito frequente. A doença começa sempre com uma lesão benigna que vai caminhando lentamente para um tumor maligno. Na fase de benignidade que é longa é possível retirar a lesão e com isso impedir sua degeneração e o aparecimento do câncer.

    Sintomas

    O câncer de Intestino é caracterizado pelos sintomas de diarreias constantes a incidência de sangue nas fezes ou dor de barriga. Esses sintomas podem ser difíceis de identificar devido ao fato de serem muito comuns em diversas situações do dia a dia. O próprio estresse e a presença de sangue nas fezes podem ser sinais de hemorroidas. Por isso se existir alguma suspeita de câncer de intestino e quando os sintomas durarem mais de um mês recomenda-se consultar um gastroenterologista para que sejam feito exames de diagnóstico como o exame de fezes ou câncer de intestinocolonoscopia para se identificar a causa.

    É importante falar sobre câncer de intestino pois ele é muito mais comum do que se imagina. No Brasil a incidência está aumentando cada vez mais mesmo sendo um câncer que pode ser prevenido.

    O câncer de intestino é um câncer traiçoeiro. Quando ele se manifesta o tumor já é razoavelmente grande pois na fase inicial costuma não ter sintomas.

    Os sintomas são diferentes dependendo da localização. Se estiver situado no lado direito do intestino os sintomas principais serão: enfraquecimento anemia e alteração da frequência da defecação. Se estiver do lado esquerdo haverá alteração do ritmo intestinal com predominância de constipação intestinal ou seja prisão de ventre. No reto o principal sintoma é o sangramento. Sangue ou puxo ou tenesmo caracterizado pela vontade periódica de ir ao banheiro e insatisfação provocada pela sensação de evacuação incompleta são sinais de câncer ou de doença inflamatória no reto.

    Alterações do trânsito intestinal como diarreia ou prisão de ventre quando se mantem por mais de seis semanas;

    Sangue nas fezes: deve ser avaliado em pacientes com mais de 50 anos e com menos se não houver outra causa aparente ou sangramento por mais de seis semanas;

    Perda de peso: quando acontece muito rapidamente e quando não estiver associado a atividades físicas;

    Dor de barriga ou barriga inchada: mais comum após comer podendo resultar em perda de apetite ou diminuição da quantidade de comida ingerida;

    Diminuição da quantidade de ferro nos exames de sangue;

    O câncer de intestino é traiçoeiro portanto qualquer alteração no ritmo intestinal constipação diarreia anemia sangue ou catarro nas fezes e emagrecimento são indícios de que a pessoa pode estar com a doença.

    Diagnóstico

    Muitas pessoas operam as hemorroidas sem saber que logo acima no canal anal existe um tumor de reto. Por isso fique de olho nem tudo que sangra é hemorroida! Hemorroida sangra mas câncer de intestino também.

    Há uma diferença entre sangramento de hemorroida um sangue vivo não misturado às fezes e o do câncer que embora seja vivo vem misturado às fezes. Para o leigo é muito difícil perceber essa diferença. Como consequência toda a pessoa que tem sangramento pelo ânus deve procurar o médico para se submeter ao exame de toque retal e passar um aparelho a fim de diagnosticar corretamente a doença.

    O exame de toque é um exame importantíssimo que deveria ser considerado de rotina. Além desse no próprio consultório do gastrenterologista ou coloproctologista é possível fazer um exame endoscópico que permite avaliar 20cm da parte terminal do intestino grosso. O aparelho se chama retossigmoidoscópio. Com ele se faz uma endoscopia semelhante à do estômago para examinar a região e colher material para a biopsia quando existirem lesões.

    O exame de toque retal é imperativo porque o câncer de reto é muito frequente e um simples toque retal possibilita examinar além do ânus e do reto a próstata nos homens e colo de útero e vagina nas mulheres.

    Colonoscopia

    É um exame que permite ao médico analisar o revestimento interno do intestino grosso e parte do delgado correspondente ao reto e ao cólon. A colonoscopia ajuda a encontrar pólipos tumores inflamações úlceras e outras alterações do órgão. O exame é feito com o colonoscópio uma haste flexível da espessura de um centímetro com cerca de um metro de comprimento. Ele tem uma câmera na sua extremidade que capta a imagem e a transmite para um monitor de televisão.

    Tomografia Computadorizada

    É usada quando não é possível realizar o exame de Colonoscopia como no caso de alterações da coagulação ou dificuldade respiratória por exemplo.

    Antes de realizar esses exames o médico pode pedir ainda algumas alterações na dieta e no estilo de vida do paciente para confirmar que os sintomas não estão sendo produzidos por situações menos graves como Intolerância Alimentar ou Síndrome do Intestino Irritável evitando assim o uso de técnicas mais invasivas.

    Tratamento

    A cirurgia é o tratamento inicial retirando parte do intestino afetada e os nódulos linfáticos (pequenas estruturas que fazem parte do sistema imunológico) próximos à região. Em seguida a radioterapia associada ou não a quimioterapia é utilizada para diminuir a possibilidade de volta do tumor.

    O tratamento depende principalmente do tamanho localização e extensão do tumor. Quando a doença está espalhada com metástases para o fígado pulmão ou outros órgãos as chances de cura ficam reduzidas.

    Prevenção

    Baseia-se na alteração do hábito alimentar. Fazendo uma dieta equilibrada e balanceada ingerindo muita fibra vegetais legumes frescos cereais e frutas. Deve-se também evitar as carnes defumadas as assadas na brasa as gorduras animais o álcool e o fumo. Pessoas com parentes com câncer de colo – retal e aquelas acima de 50 anos devem fazer avaliações periódicas para detectar precocemente um possível câncer que pode ser curado em mais de 70% quando tratado em fase inicial.

    Deixe uma resposta