Cancroide

    0
    50

    O que é cancroide?

    Este termo é referente a uma doença sexualmente transmissível provocada pela bactéria Haemophilus ducreyi. Conhecida também como cancro mole ou úlcera mole venérea a condição se manifesta especialmente na região genital. A doença acomete tanto homens quanto mulheres sendo que é mais frequente neles do que nelas. Além disto o cancroide é bastante comum em países pobres como alguns da Ásia África e América Latina.

    A bactéria responsável pelo cancroide é altamente contagiosa sendo que não há necessidade de ejaculação para que ocorra a transmissão. Ela pode ser passada tanto pelo sexo oral como vaginal e anal quanto pelo simples toque. Os sintomas costumam surgir após cerca de 10 dias no entanto podem aparecer já no dia seguinte do contato.

    É de extrema importância que se busque por ajuda assim que houver suspeitas ou que os primeiros sintomas surgirem visto que o risco de contaminação pelo HIV aumenta consideravelmente quando da presença do cancro mole.

    Como se adquire

    O cancroide é uma doença sexualmente transmissível provocada pela bactéria Haemophilus ducreyi sendo esta altamente contagiosa e capaz de penetrar a pele por pequenas feridas. Apesar de ser sexualmente transmissível não é preciso que haja relação sexual para que ocorra o contágio. Quando se toca as feridas por exemplo e depois se leva o dedo à boca a bactéria acaba sendo transportada provocando o desenvolvimento do cancroide. Além disto a condição pode ser adquirida via sexo oral anal ou vaginal.

    O cancroide é cerca de 20 vezes mais comum em homens do que em mulheres principalmente naqueles que não são circuncidados. Diante dos primeiros sintomas é imprescindível que se procure por ajuda para evitar transtornos futuros.

    Sintomas

    Muitas vezes as feridas provocadas pelo cancroide passam despercebidas tanto por homens quanto por mulheres. É importante realizar exames de rotina e consultar um médico com frequência para que o organismo fique monitorado e condições diversas detectadas a tempo.cancroide

    A bactéria possui um período de incubação de 4 a 10 dias manifestando-se logo após disto. Entretanto ela pode demorar até mesmo 30 dias para dar sinais assim como pode se manifestar no dia seguinte após o contágio.

    Os primeiros sintomas são pequenas lesões salientes que podem ou não ser de coloração vermelha. Passado algum tempo as feridas ficam cheias de pus e posteriormente se transformam em úlceras medindo em média de 1 a 2 cm.

    Diagnóstico

    Diante dos primeiros sintomas ou de suspeitas de cancroide é imprescindível que se busque por ajuda. O diagnóstico nem sempre é simples e pode ser de difícil realização muitas vezes sendo estabelecido de forma empírica via o estudo das lesões.

    Para que o tratamento seja o mais efetivo possível é importante fazer testes laboratoriais através de uma amostra da ferida. As bactérias em questão precisam ser cultivadas e isoladas para que se tenha certeza de que elas são as causadoras do problema.

    É fundamental também que se realize um diagnóstico diferencial da herpes genital da sífilis da donovanose e do linfogranuloma venéreo. O tratamento deve ter início assim que possível já que indivíduos com cancroide ficam mais vulneráveis ao vírus do HIV assim como a outras doenças sexualmente transmissíveis.

    Como é feito o tratamento

    O tratamento do cancroide consiste basicamente no uso de medicamentos específicos. Além disto é necessário cuidar da higiene local e cortar as relações sexuais até que a situação esteja controlada.

    Estima-se que cerca de 90% dos casos de cancroide consigam ser efetivamente tratados via o uso de medicamentos. É importante também que o parceiro sexual receba o devido tratamento caso contrário as chances de cura são bem reduzidas. Geralmente as úlceras têm uma melhora depois de 48h do início do tratamento sendo que em média após 7 dias a situação está bem controlada.

    Caso não haja melhoras neste período é bom conversar com o médico responsável de forma a verificar se o diagnóstico estava correto. Além disto pode haver resistência ao uso dos antibióticos dificultando um resultado positivo.

    Como prevenir

    O cancroide assim como todas as outras doenças sexualmente transmissíveis pode ser prevenido através do uso de preservativos durante as relações sexuais. Realizar exames de rotina e consultar um médico com frequência também pode ajudar a manter o corpo protegido deste e de outros transtornos. É fundamental cuidar da higiene pessoal e ficar de olho no surgimento de feridas e machucados. Diante dos primeiros sintomas não hesite em procurar por ajuda.

    Evite tocar em lesões antes de consultar um médico pois muitas vezes doenças são transmitidas para outras pessoas somente via simples contato. Procure ter poucos parceiros sexuais e mantenha relações saudáveis e seguras. Indivíduos com baixa imunidade devem ter ainda mais cuidado assim como aqueles que já possuam outra DST ou doença sexualmente transmissível. Use sempre preservativo e cuide da sua saúde. A grande maioria das doenças quando precocemente detectada consegue ser efetivamente curada.

    Deixe uma resposta