CARCINOMA

    0
    168

    Entenda um pouco sobre o Carcinoma

    Quando um câncer é originário do tecido epitelial este é chamado de carcinoma. Existem diversos tipos de carcinoma que levam às mais variadas espécies de câncer. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito desta questão considerando os seguintes tópicos:

    • O que é carcinoma;
    • O que são as células epiteliais;
    • Quais os tipos de carcinoma;
    • Como é feito o diagnóstico;
    • Como é o tratamento;
    • Como prevenir.

    O que é carcinoma?

    É o câncer originário de uma célula do tecido epitelial. Quando uma célula do tecido de algum órgão sofre uma mutação e continua se multiplicar possivelmente teremos o desenvolvimento de um carcinoma.

    O nosso organismo é composto por células que possuem tempo de vida limitado. Quando estas estão muito velhas ou quando sofreram algum tipo de alteração no DNA automaticamente elas se destroem através de um processo chamado apoptose. Este processo é uma espécie de defesa do corpo humano frente a mudanças de comportamento das células. Caso a apoptose não ocorra adequadamente uma célula com comportamento indevido pode ficar no organismo. Esta começa a agir por conta própria e a fazer coisas que não deveria. Quando se multiplica de forma incontrolável temos o surgimento de um carcinoma.

    carcinoma pintas

    O carcinoma é portanto a multiplicação destas células de comportamento indevido. Este tipo de câncer pode acometer células de diversos tecidos epiteliais. Caso atinja por exemplo uma célula epitelial do rim dá-se início a um carcinoma de células renais. Caso atinja células epiteliais do fígado dá-se início a um câncer de nome hepatocarcinoma e assim por diante.

    O que são as células epiteliais?

    O corpo humano é composto basicamente por quatro tipos diferentes de tecido: conjuntivo epitelial muscular e nervoso. O tecido epitelial é formado por uma série de células epiteliais. Todos os órgãos do nosso corpo são revestidos internamente pelo tecido epitelial. Este possui algumas funções específicas como proteção absorção de nutrientes reconhecimento de odores e de sabores por exemplo.

    O tecido epitelial pode ser formado por mais de um tipo de célula epitelial e com isto desenvolver mais de uma espécie de carcinoma. Algumas destas células possuem glândulas que secretam substâncias como suor saliva e gordura por exemplo.

    Quais os tipos de carcinoma?

    carcinoma tiposOs carcinomas podem se desenvolver nas células epiteliais de qualquer órgão. Dependendo do órgão o problema recebe um nome diferente. Os locais mais comumente agredidos por carcinomas são a boca a pele o estômago o pulmão e a mama por exemplo.

    Quando o carcinoma atinge um tecido epitelial que possui glândulas como o pâncreas ou a mama este recebe a denominação de adenocarcinoma. Os cânceres mais comuns de mama são adenocarcinomas. Estes ainda podem por exemplo serem diferenciados em carcinoma ductal de mama quando o câncer agride os ductos que fazem o transporte de leite ou em carcinoma lobular de mama quando o local atingido são os bulbos local onde o leite fica armazenado.

    Quando a complicação é dita in situ quer dizer que o carcinoma está em uma área bem delimitada e que o câncer ainda não se espalhou. Esta é a forma mais precoce de câncer e pode ser facilmente tratado através da remoção cirúrgica da área afetada.

    Como é feito o diagnóstico?

    Consultas periódicas ao médico e exames de rotina podem levar à detecção precoce de diversos tipos de carcinoma. O diagnóstico varia bastante em cada região afetada. Algumas vezes o carcinoma não deixa rastros que indiquem sua procedência. As mutações podem ser tão grandes a ponto de nem mesmo se saber mais a origem do problema. Exames físicos e laboratoriais serão realizados de acordo com os sintomas e sinais emitidos pelo corpo.

    Como é o tratamento?

    Os carcinomas são bastante diferentes entre si o tratamento mais adequado irá depender da área afetada da extensão e da gravidade do problema. Alguns possuem progressão mais lenta outros podem ser rapidamente mortais. Um carcinoma in situ geralmente possui bom prognóstico outros podem estar em estágio muito avançado para tratamentos quaisquer.

    carcinoma basal

    Como prevenir?

    A melhor forma de prevenção é a ida regular ao médico e a realização de exames de rotinas. Desta forma pode-se fazer um diagnóstico precoce e dar início ao tratamento o quanto antes. Manter uma vida e uma alimentação saudável também são importantes medidas na prevenção desta e de diversas outras complicações.

    Deixe uma resposta