Causas das Manchas Escuras no Rosto

    0
    46

    Manchas escuras no rosto

    O rosto é um local que sofre muitas agressões diárias. Constantemente ele está exposto à poluição ao sol e ao frio por exemplo o que exige muitos cuidados. As manchas escuras podem ser o resultado de vários fatores e procurar por um médico para determinar exatamente o que vem causando a condição é medida fundamental. Manchas escuras no rosto são chamadas de melasmas e surgem mais frequentemente em mulheres de pele morena. A causa exata é desconhecida mas diversos fatores influem no sentido de fazê-las surgir tais como a predisposição genética estímulos hormonais e exposição solar por exemplo.

    Homens também podem apresentar manchas escuras na pele apesar de ser bem menos comum. Os melasmas podem surgir na epiderme na derme ou em ambas sendo a epiderme a camada mais superficial e a derme a mais profunda. Portanto o melasma pode ser classificado em epidérmico em dérmico ou em misto. Além disto os melasmas são classificados de acordo com os padrões. O melasma centrofacial afeta a testa as bochechas o nariz a boca e o queixo. Já o melasma malar afeta basicamente as bochechas e o nariz. Por fim o melasma mandibular é aquele que afeta as áreas em torno da mandíbula. A classificação é bastante útil e ajuda o médico a determinar o melhor tratamento. Além disto para que o tratamento seja efetivo é preciso determinar o que vem causando a condição.

    Causas das manchas escuras no rosto

    As manchas escuras no rosto são causadas principalmente pela exposição solar por alterações hormonais e por predisposição genética. Mulheres de pele escura estão mais vulneráveis à condição assim como mulheres com idade mais avançada pois melasmas são raros durante a puberdade.

    Além disto outras podem ser as causas das manchas escuras como uso de anticoncepcionais de DIU e gravidez. Devido a estes fatores os causas manchas escuras no rostomelanócitos células responsáveis pela síntese de melanina que por sua vez dão cor à pele começam a trabalhar mais do que o necessário gerando o escurecimento em determinadas áreas. Não se sabe ao certo porque os melanócitos começam a agir desta forma entretanto esses fatores influenciam nesse sentido.

    Diagnóstico

    O diagnóstico é fundamental para o bom tratamento da condição. Por isso é indicado consultar um médico assim que tiverem início os primeiros sintomas de forma a poder controlar melhor os melasmas.

    Apesar de não haver cura para o melasma as manchas podem ser amenizadas e pode-se evitar o surgimento de novas por isso consultar um profissional é medida fundamental. O diagnóstico é feito por um médico dermatologista e basicamente envolve o estudo das manchas. Perguntas sobre os hábitos de vida e sobre o histórico da família podem também ser feitas de forma a facilitar o diagnóstico. Estabelecida a causa do problema é preciso dar início ao tratamento.

    Tratamento

    Não existe uma cura para os melasmas mas as manchas podem ser amenizadas. Da mesma forma que as manchas surgem gradualmente o tratamento também é gradual portanto é preciso perseverança e disciplina.

    O tratamento é baseado no uso de protetor solar de cremes tópicos e de loções despigmentantes. Além disto é fundamental recorrer a alternativas como o peeling ou o laser. Cortar o uso de hormônios também ajuda bastante no tratamento pois a exposição ao estrogênio por exemplo é um dos fatores que leva ao desenvolvimento das manchas.

    Além de fazer uso de protetor solar diariamente é muito importante utilizar também chapéus ou bonés de forma a ajudar na proteção. O uso do protetor solar é fundamental mesmo em dias nublados já que ainda assim há exposição aos raios solares. Existem também alguns medicamentos orais que podem ser tomados para o tratamento de melasmas. Quanto antes a condição for detectada melhores serão os resultados por isso não hesite em procurar por um médico para dar início ao tratamento mais adequado.

    Prevenção

    A melhor maneira de prevenir o surgimento de manchas escuras no rosto e na pele de um modo geral é fazer uso de protetor solar constantemente mesmo em dias nublados. Os raios solares agem como uma espécie de combustível para os melanócitos que não param de trabalhar e de produzir melanina nestas condições.

    Além do protetor solar é fundamental fazer uso de bonés e de chapéus de forma a ajudar na proteção e na prevenção. Logo que as primeiras manchas forem notadas recomenda-se procurar por um médico para que o processo de clareamento tenha início o quanto antes. Mulheres de pele escura com casos na família e em idade de reprodução devem ter atenção redobrada ao surgimento de manchas escuras na pele pois estão enquadradas no grupo de risco.

    Por fim não se esqueça que manipular frutas cítricas quando da exposição ao sol pode ser perigoso especialmente no caso do limão já que estas frutas levam ao desenvolvimento de manchas escuras na pele.

    Compartilhar
    Artigo anteriorPoliomielite | Paralisia Infantil
    Próximo artigoSíndrome de Guillain-Barré

    Deixe uma resposta