Ceratocone | Será que tem cura?

    0
    62

    Ceratocone

    É uma doença que afeta os olhos e por conta de modificações na córnea faz com que o formato seja modificado e se torne mais fina causando a distorção da visão ou até fazendo com que o paciente tenha a visão das coisas e pessoas multiplicadas.

    A doença também afeta a sensibilidade dos olhos ao contato com a luz. O problema afeta uma pessoa par cada duas mil.

    O diagnóstico acontece geralmente na fase adolescência e pode se agravar quando o paciente chega aos 30 anos de idade.

    A princípio a doença aparece como um astigmatismo irregular e aumenta os sintomas e gravidade de forma progressiva.

    A doença também é conhecida como córnea cônica e a característica principal da doença é a modificação na espessura e formato da córnea.

    A baixa visão e miopia também são sintomas da doença que é um dos principais motivos na realização de transplante de córnea pelo menos no Brasil.

    ceratocone tem cura?

    Como se adquire

    A medicina desconhece as causas exatas da doença mas sabe-se que pode ser uma patologia hereditária.

    Pessoa que criam o hábito de coçar os olhos possuem mais chances de desenvolver a doença que vai apresentar os sintomas apenas na adolescência.

    Os pacientes que sofrem dessa doença são adolescentes entre 15 anos e adultos de 30 a 40 anos de idade. Dentro desse período a possibilidade de desenvolver a doença é maior. Portanto é importante estar alerta aos sintomas de acordo com a faixa etária de cada pessoa.

    Não existem pesquisas que confirmem que o ceratocone é um problema hereditário mas havendo casos na família é importante procurar um oftalmologista e informar sobre o caso para que o médico possa avaliar as possíveis chances do desenvolvimento da doença no paciente.

    Sintomas

    ceratoconeOs sinais da doença vão aparecer nos paciente por volta dos 15 anos de idade afetando então a fase escolar da pessoa onde é essencial que o problema seja diagnostica com precocidade para não causa limitações na educação do paciente.

    Os sintomas que aparecem na fase inicial da doença são sensações de embaçamento e ofuscamento da imagem além de em alguns casos o paciente enxergar imagens duplicadas.

    Conforme o desenvolvimento e crescimento da doença o paciente sente os sintomas mais fortes e agressivos com relação a visão fazendo com que nesta situação o paciente já não consiga efetivar a leitura por exemplo.

    Diagnóstico

    Para confirmar a doença os sintomas informados pelo paciente é o primeiro contato que o oftalmologista vai pesquisar e em seguida solicitar exames que possam ser os aliados na busca da causa e evolução do problema.

    Exames como topográfica coreana e paquimetria ultrassônica são procedimentos realizados para auxiliar no diagnóstico do problema possibilitando que o paciente passe em seguida para a fase de tratamento da doença.

    Todos os procedimentos de investigação da doença devem ser realizados pelo oftalmologista que irá solicitar os exames auxiliares que vão agir de forma aliada ao paciente no diagnóstico da doença.

    Como é feito o tratamento

    A definição do tratamento vai depender de cada caso. Geralmente a primeira forma de tentar corrigir o problema é indicar ao paciente o uso de lentes de contato ou óculos que de primeiro momento já devolvem ao paciente a possibilidade de enxergar normalmente.

    Alguns pacientes não gostam e não se adéquam ao uso de óculos por exemplo. Neste caso existe a possibilidade de realizar o transplante de córnea mas que mesmo com a cirurgia o paciente não consegue se desfazer do uso da lente de contato.

    ceratocone sintomasA cirurgia é realizada com intuito de trocar a córnea que está doente para uma saudável que permita ao paciente a visualização perfeita das imagens. O processo é simples e é o mais solicitado pelos pacientes que preferem se submeter ao processo cirúrgico ao ficarem rendidos ao uso dos óculos.

    Após a realização da cirurgia o paciente recupera a visão voltando a enxergar normalmente tanto de perto ou longe sem dificuldades para realizar qualquer atividade.

    Como prevenir

    Algumas ações no dia a dia podem ajudar a prevenir a córnea e evitar o desenvolvimento da doença.

    Se o paciente sentir coceira nos olhos e tiver a retina seca é importante o uso de lubrificantes mas estes devem ser receitados pelo médico oftalmologista.

    Ao contato com o sol ou outros tipos de radiação proteja-se com o uso de óculos escuros pois a luz causa sensibilidade a visão e proporciona o desenvolvimento da doença.

    Em algumas regiões existem poeiras e é o ambiente natural de muitas pessoas. Com isso é importante sempre levar bem os olhos com água corrente mantendo seus olhos limpos e livres de poeiras que causam coceiras e em seguida podem surgir inflamações oculares prejudicando a visão do paciente.

    Cuidado com produtos como sabonetes. Usados no dia a dia se não forem produtos indicados por oftalmologista pode causar irritações aos olhos.

    Compartilhar
    Artigo anteriorRosácea
    Próximo artigoTomei a pílula do dia seguinte: posso engravidar?

    Deixe uma resposta