Chá de boldo para o fígado

0
50
 Chá de boldo

O boldo é uma planta utilizada especialmente para tratamento de disfunções no fígado e da má digestão. Originária do Chile a planta possui um forte aroma parecido com o aroma do hortelã. O boldo contém uma substância de sabor amargo que recebe o nome de lactona. Esta substância é a principal responsável pela ação na digestão de gorduras efeito característico do chá em questão.

Além de agir no sentido de uma melhor digestão especialmente digestão de gorduras o chá de boldo é um excelente diurético. Outros efeitos positivos quando do consumo do chá é o alívio da azia da gastrite e da ressaca proveniente de exageros alcoólicos.

O boldo pode ser consumido tanto na forma de chá quanto in natura. O consumo das folhas secas é algo muito benéfico assim como do chá visto o seu poder desintoxicante. Pessoas que sofrem com má digestão ou que possuem alguma disfunção no fígado devem adquirir o hábito de beber chá de boldo todas as noites ou após as refeições não ultrapassando no entanto o limite de 4 xícaras por dia.

Benefícios do chá de boldo

Consumir diariamente chá de boldo é um hábito que pode trazer uma série de benefícios. Além de ser ótimo para quem possui problemas de digestão o chá de boldo é um excelente desintoxicante ajudando o fígado a se recuperar dos excessos do dia a dia.

O chá de boldo é também eficiente para o tratamento de ansiedade e de prisão de ventre. Ele auxilia no tratamento da gastrite e nos tratamentos da vesícula biliar assim como ameniza os efeitos incômodos do excesso de bebidas alcoólicas. O chá de boldo possui ação antifúngica e antibactericida assim como reduz a formação de gases. Apesar de todos os benefícios é o efeito positivo no fígado que merece maior destaque.

Chá de boldo para o fígado

A planta é muito eficiente para o combate à má digestão e para o bom funcionamento do fígado. Pela sua ação desintoxicante o boldo ajuda o fígado a exercer as suas funções evitando que o órgão fique sobrecarregado. Além disto ao auxiliar na eliminação de toxinas o chá de boldo ajuda a manter a saúde do fígado assim como do organismo como um todo.

Para preparar o chá de boldo basta picar um pouco das folhas cerca de uma colher de sopa e jogar em uma xícara com água fervente. Depois de fervida a água deixe a mistura tampada por mais ou menos 10 minutos e tome quando a temperatura estiver adequada. As versões em sache são também bastante eficientes e podem ser encontradas com facilidade em supermercados de uma forma geral.

cha-de-boldo

Contraindicações

O abuso do chá de boldo pode causar toxicidade da mesma forma que ocorre com qualquer outro item do tipo. A toxicidade do boldo é decorrente da ação da boldina um tipo de alcaloide que quando em alta concentração pode produzir perigoso efeito neuroléptico. O ideal é consumir uma duas ou três xícaras por dia sendo que o uso não é indicado durante a gravidez ou durante a amamentação. Também não é muito aconselhável crianças tomarem chá de boldo assim como fazerem uso de outras plantas medicinais.

Em casos de obstrução das vias biliares o chá de boldo também não é indicado apesar de seu efeito positivo para o bom funcionamento da veícula biliar. Isto porque é importante não beber infusões que estimulem a secreção de bilis nesta situação de forma a não piorar a obstrução.

Outros chás digestivos

Muitos chás são bons para a digestão sendo o hábito de consumi-los após as refeições algo excelente para a saúde e para o bem-estar. O chá branco por exemplo é muito bom a digestão além de ter um sabor gostoso. Ele também desincha e acelera o metabolismo assim como auxilia na eliminação dos excessos do dia a dia.

Outro chá bom para a digestão é o de alecrim. De sabor agradável e marcante este chá possui substâncias capazes de proteger a parede do estômago. Além disto o chá de alecrim acelera a digestão e ajuda a diminuir possíveis efeitos adversos de alimentos em geral. No entanto assim como no caso de outros chás o consumo fica proibido para gestantes.

O chá de salvia e o chá de alfavaca são também eficientes neste sentido. Ambos aceleram a digestão e o metabolismo assim como estimulam as enzimas responsáveis pelas quebras moleculares. O chá de alfavaca por sua vez ainda é capaz de reduzir a azia a queimação e previne a formação de gases. Por fim vale a pena destacar os chás de menta e de camomila. O de menta é capaz de acelerar a digestão e de aliviar cólicas intestinais. Já o chá de camomila além do efeito digestivo é eficiente para o controle da ansiedade e da gastrite assim como para o combate a inflamações e cólicas intestinais.

Deixe uma resposta