Como calcular o tempo de Gravidez

    0
    36

    O tempo de gravidez

    É sabido por todos que a gestação humana tende a durar cerca de 9 meses. No entanto é muito comum escutarmos nas consultas pré-natais os médicos falando sobre semanas. Com isto uma confusão é criada na cabeça da gestante afinal devemos contar a gestação por meses ou por semanas? E ainda porque os médicos contam por semanas?

    O que acontece é o seguinte: durante a primeira metade da gravidez as mudanças são bem grandes e significativas por exemplo na terceira semana o zigoto se estabelece na parede do útero na quarta semana o coração se forma já na quinta semana dá para ver o embrião através da ultrassonografia e assim por diante. Caso os médicos fossem contar o tempo da gravidez por meses e não por semanas eles perderiam muitos detalhes importantes da gestação.

    Para que a futura mamãe e o futuro papai não fiquem confusos e possam acompanhar o desenrolar da gravidez basta entender direitinho como o tempo de gravidez é calculado. Alguns meses têm 30 dias outros 31 fevereiro pode ter 29… Então como fazer? E ainda a partir de quando se começa a contar? Vamos lá.

    A contagem das semanas

    Foi-se estabelecido que o mês lunar seria adotado para a contagem das semanas. Portanto a cada 4 semanas tem-se um mês. Desta forma quem está grávida há 28 dias ou 4 semanas está no primeiro mês da gestação e no primeiro trimestre da mesma.

    O primeiro trimestre vai da semana 1 até a semana 12. O segundo semestre vai da semana 13 até a semana 24. O terceiro trimestre vai da semana 25 até a semana 40 em média. Obviamente o número de semanas varia entretanto em uma gestação tida como normal o parto acontece entre a semana 37 a 41 na grande maioria das vezes durante a semana 40.

    Quando começa a primeira semana?

    Geralmente não se sabe ao certo o dia em que o óvulo encontrou o espermatozoide ou seja o dia em que houve a fecundação. Mesmo quando a mulher ou o homem sabem o dia em que aconteceu relação sexual a concepção não necessariamente se deu na mesma data. Isto porque o espermatozoide pode ficar até uma semana dentro da mulher possibilitando que a fecundação ocorra alguns dias após a relação sexual.tempo de gravidez

    Para evitar problemas estabeleceu-se que a contagem das semanas de gravidez começaria a partir da data da última menstruação. Este dia ficou conhecido como DUM ou data da última menstruação. Caso a mulher não se lembre desta data tenha um ciclo menstrual muito irregular ou tenha descoberto tardiamente a gravidez existem outras alternativas.

    A partir da quinta semana já dá para ver o embrião através da ultrassonografia sendo que o exame é de grande eficácia para tanto quando feito ainda no primeiro trimestre. Inclusive o cálculo da idade gestacional é feito até mesmo em mulheres que conhecem a data da última menstruação para que erros não ocorram. Outra alternativa é um exame para medir o tamanho do útero que a partir semana 12 dá para ser apalpado acima da sínfise púbica.

    Tem como saber o dia do parto?

    Na grande maioria das vezes o bebê nasce durante a semana 40 da gravidez. No entanto ele pode nascer tanto antes como depois sendo caracterizado como prematuro o que nasce antes da semana 37 e como pós-termo o que nasce depois da semana 42.

    O obstetra chega a DPP ou data prevista para o parto contando os dias a partir da DUM ou data da ultima menstruação. Geralmente após 280 dias é marcada a chegada do bebê. No entanto não se desespere pois é muito comum que esta data não seja específica. Na realidade é muito difícil saber o dia exato.

    Como o passar das semanas e com a aproximação da data prevista médico e paciente podem marcar um dia para a cesariana. Caso a mulher opte por um parto normal é mais complicado saber a data e é preciso ficar em estado de alerta durante um período.

    Conhecer o tempo de gravidez é fundamental para que se entenda o que está acontecendo. Os incômodos são diversos e alguns periódicos sendo que aprender a lidar com eles é muito importante para a manutenção do bem estar da futura mamãe; e do futuro papai também. É imprescindível o acompanhamento de um médico obstetra durante todo o processo. Fique também de olho nas vacinas e nos exames obrigatórios.

    Além disto vale a pena lembrar que nem sempre ausência de menstruação é sinônimo de gravidez portanto consulte um médico periodicamente para manter o seu organismo monitorado. A gestação pode trazer alguns incômodos como enjoos dores nos seios nas costas sono fome vontade constante de urinar entre outras coisas. Entretanto depois de meses vem a tão esperada recompensa.

    Compartilhar
    Artigo anteriorRosácea
    Próximo artigoTomei a pílula do dia seguinte: posso engravidar?

    Deixe uma resposta