Concurso Perfeitura de Uberlândia – MG

0
48

Prefeitura de Uberlândia Minas Gerais oferece mais de 600 vagas para cargos de todos os níveis de ensino. Os salário ofertados vão até R$ 2.86400.

Em Minas Gerais a Prefeitura de Uberlândia abriu um novo edital de concurso público n° 001/2016 com a intenção de ocupar 643 vagas imediatas e cadastro de reserva para cargos de nível fundamental médio e superior. Os rendimentos variam entre R$ 8.6882 e R$ 2.86403 para trabalhar em jornadas semanais de 20 a 30 horas.

Cargos

As chances são para os cargos/especialidades de Agente de Apoio Operacional Agente de Segurança Patrimonial Auxiliar de Serviços Administrativos Auxiliar Administrativo/Almoxarife Auxiliar Administrativo/Operador de Teleatendimento Auxiliar de Oficina Mecânica Auxiliar em Veterinária Auxiliar Técnico de Palco Oficial de Manutenção (diversas áreas)
Sepultador Agente da Autoridade de Trânsito Agente de Vigilância em Saúde Educador Infantil Fiscal de Abastecimento Fiscal de Defesa do Consumidor Fiscal de Meio Ambiente Fiscal de Obras Fiscal de Patrimônio Fiscal de Posturas Fiscal de Transportes Iluminador Instrutor de Língua de Sinais Instrutor (diversas áreas) Músico Instrumentista Oficial Administrativo Técnico de Som Técnico em Agropecuária Técnico em Enfermagem Técnico em Segurança do Trabalho Técnico Maquinista Analista em Controle e Regulação em Saúde Analista em Controle Interno Analista em Gestão Ambiental Analista em Orçamento e Finanças Analista em Políticas Públicas Auditor Fiscal da Receita Municipal Conservador –Restaurador Engenheiro Segurança do Trabalho Sanitarista Orientador Educacional Supervisor Escolar
Administrador Analista de Tecnologia da Informação Analista em Auditoria Analista em Vigilância Arquiteto Assistente Social Biólogo Biomédico Comunicólogo/Comunicação Social Contador Engenheiro Agrônomo Engenheiro Sanitarista
Engenheiro/Ambiental Engenheiro/Civil Farmacêutico-Bioquímico Fisioterapeuta Geógrafo Médico Veterinário Procurador Municipal Profissional de Educação Física Psicólogo Zootecnista e Docente de diversas áreas.

Inscrições

O concurso será conduzido pelo Instituto Bezerra Nelson Ltda (IVIN) e as inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet através do site www.ivin.com.br no período de 14 de outubro a 06 de novembro de 2016.

Para os candidatos que não dispuserem de acesso à internet o IVIN disponibilizará Posto de Atendimento na Avenida Alexandre Ribeiro Guimarães 5 – bairro Santa Maria em Uberlândia.

Taxas

Nível Superior Completo – R$ 4000;
Nível Médio/ Técnico Completo – R$ 2500;
Nível Fundamental Completo e Incompleto – R$ 2000.

Provas

Todos os inscritos serão classificados por meio de provas escritas objetivas discursiva/ redação títulos avaliação física prática avaliação mental e psicológica.

As provas objetivas serão realizadas na cidade de Uberlândia provavelmente nos dias 03 e 04 de dezembro de 2016. O gabarito sairá na data prevista de 05 de dezembro.

O concurso terá validade de dois anos contados da data da homologação de seu resultado prorrogável por igual período.

Edital e informações em: http://ivin.com.br/novo/concursosprefeitura-municipal-de-uberlandia56

Extra: Conhecimentos pedagógicos para as provas do concurso de Uberlândia

Se você pretende prestar o concurso de Uberlândia especialmente para os cargos ligados à Educação lembre-se de que serão cobradas questões sobre as teorias pedagógicas no Brasil e suas implicações na Educação Básica. Confirma algumas noções sobre: a pedagogia liberal; o tecnicismo; os crítico-reprodutivistas; e a educação progressista.

Sabe-se que a pedagogia brasileira e a didática foram influenciadas por grandes teóricos e filósofos que com suas ideias moldaram as escolas que conhecemos hoje. Claro que muitas delas sofreram alterações conforme o momento em que o país se encontrava mas isso não quer dizer que não houve reflexões importantes para cada período.

Para compreender melhor é preciso dividir as tendências pedagógicas em duas vertentes: a liberal (que compreende a tradicional renovadora progressiva escola nova e tecnicista) e progressistas (que inclui: libertadora libertária e crítico-social dos conteúdos).

Pedagogia liberal

Essa pedagogia visa ao aspecto instigador que a educação pode proporcionar ao aluno mostrando que ele pode aprender conforme suas aptidões e preferências. Não confunda liberal com democrático porque não traz nenhuma relação. A pedagogia liberal objetiva a cultura individual de cada aluno ensinando em como viver na sociedade em harmonia.

Tradicional

A pedagogia tradicional vinculada à liberal denota aquela aula em que o professor é o centro das informações que são absolutas e o aluno é apenas um ouvinte captando o conhecimento de forma passiva. Nesse método há muita repetição para que haja a memorização completa do aprendizado.

Renovadora progressiva

Nessa modalidade a ordem inverte-se. É o aluno que deve ser o centro das atenções olhando-o como ser ativo na sala de aula onde o professor é apenas um mediador entre a teoria e a prática. O aluno deve ser motivado a pesquisar descobrir e experimentar para assim aprender.

Escola Nova

Nessa tendência o autoconhecimento do aluno sua personalidade e caráter são os principais focos dos professores visando ao aperfeiçoamento da capacidade psicológica do discente levando à realização pessoal. A relação entre professor e aluno se torna mais afetiva para que haja significação pessoal para ambas as partes em que o conteúdo traga algo significativo para a sua vida.

Tecnicista

Desenvolvida pelo teórico behaviorista Skinner a pedagogia tecnicista promove uma relação completamente interpessoal entre docente e aluno. O professor é um agente que irá passar informações objetivas e claras para que os alunos absorvam a fim de que fiquem preparados para o mercado de trabalho. Enfatiza principalmente a profissionalização deles.

Pedagogia Progressista

A pedagogia progressista parte do princípio de que a realidade deve ser mostrada na educação para que o aluno seja mais crítico em relação ao modelo econômico vigente isto é o capitalismo. A educação para essa tendência deve ter uma finalidade sociopolítica.

Libertadora

Incluída na pedagogia progressista a tendência libertadora é muito conhecida devido ao teórico Paulo Freire. Busca-se investir muito na consciência crítica do aluno para com temas sérios como a política e problemas sociais da realidade. Com essa pedagogia é possível formar alunos que tenham a capacidade de transformar o meio em que vivem deixando de ser oprimidos. O professor e aluno atuam juntos em que o primeiro coordena as atividades e há uma discussão aberta na sala de aula.

Libertária

Nessa metodologia o aluno pode agir de forma democrática na sala de aula buscando o que quer aprender e tentando sempre aliar a teoria à prática com a ajuda do mediador o professor que não impõe seus ideais. O contexto cultural é bastante utilizado para que o aluno seja emergido nas situações cotidianos e consiga compreender o que deve ser feito.

Pedagogia crítico-social dos conteúdos

Esta última tendência configurada a partir da década de 1970 no Brasil prega a transmissão do conteúdo por meio das experiências e da realidade do aluno. O aluno deve estar preparado para enfrentar as diversidades e como combatê-las na sala de aula.

Deixe uma resposta