Conselho Regional de Fisioterapia do PI denuncia falta de profissionais no HUT

0
41

Problema é devido a suspensão do convênio entre a Fundação Municipal de Saúde e faculdades particulares, diz conselho.

HUT - Hospital de Urgência de Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)

HUT – Hospital de Urgência de Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)

Membros do Conselho Regional de Fisioterapia e de Terapia Ocupacional (Crefito/PI) denunciaram a falta de profissionais no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Segundo o presidente do Conselho, Marcelino Martins, o problema foi contatado após uma fiscalização realizada nessa terça-feira (2).

Para Marcelino Martins a carência de fisioterapeutas no hospital pode trazer sérios riscos à saúde dos pacientes. “Muitos pacientes que usam o respirador mecânico necessitam de um profissional para os procedimentos de recuperação, já que existem os parâmetros do funcionamento do aparelho e das técnicas aplicadas nessas pessoas necessitadas”, disse.

Segundo a direção do HUT, nunhum paciente ficará sem atendimento especializado.

A falta de fisioterapeuta estaria acontecendo nas alas amarela, vermelha, sala de estabilização, clínicas médica e pediátrica e urgência pediátrica do HUT. A carência de profissionais da área, que já era realidade no centro de saúde, ficou ainda maior devido à suspensão do convênio entre a Fundação Municipal de Saúde e faculdades particulares de Teresina, que disponibilizava 14 fisioterapeutas como prestadores de serviço ao HUT.

“Temos uma lista de 21 aprovados no último concurso e porque não chamam esses profissionais? Chamaram todos os aprovados de enfermagem e não convocam os fisioterapeutas. Não estou alarmando, estou falando porque convivo no meio e sei da necessidade e carência desses profissionais”, afirmou.


Veja mais noticias

Clínica de fisioterapia suspeita de falsificar assinaturas de pacientes é suspensa do SUS

O que é a fisioterapia?

Os benefícios da fisioterapia pós trauma


A direção do Hospital informa que o centro conta com 70 profissionais da área trabalhando em escalas de plantão, mas com fisioterapeutas 24 horas apenas nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva. Mas segundo Marcelino Martins, foi constatado pelo Conselho que o HUT conta com apenas 43 profissionais, sendo 35 estatutários e oito prestadores de serviço.

A agente fiscal do Crefito 14, Grazielle Assunção, esteve nessa terça-feira (2) no HUT e constatou a ausência de profissionais também na parte da manhã. A fiscal frisa que o Conselho produziu um relatório das vistorias e irá notificar a direção do Hospital.

“A primeira visita foi em março e percebemos a ausência de fisioterapeutas. Fizemos uma solicitação para o preenchimento dessas vagas e até agora nada. Tem pacientes sequelados em estado grave que necessitam de um acompanhamento fisioterápico. O que pode acontecer é se algum paciente do pronto atendimento precisar de um acompanhamento e não tiver a coisa pode piorar”, explicou Assunção.

Segundo a direção do hospital, os fisioterapeutas que ficaram estão sendo redirecionados para outros locais e aqueles lugares com pacientes mais críticos continuarão com assistência 24 horas. Ainda de acordo com a direção, nenhum paciente ficará sem atendimento.

Fonte – G1.com

Deixe uma resposta