DERMATITE ATÓPICA

    0
    58

    Breve resumo sobre a Dermatite

    Espécie de inflamação da pele que gera lesões e coceira na região afetada. Estas lesões podem ser desencadeadas por diversos motivos. Neste artigo vamos falar um pouco a respeito da dermatite atópica considerando os seguintes tópicos:

    • O que é dermatite atópica;
    • Como se adquire;
    • Quais são os sintomas;
    • Como é feito o diagnóstico;
    • Como é o tratamento;
    • Como prevenir.

    Leia também sobre: Psoríase e Hanseníase

    O que é dermatite atópica?

    Esta doença é uma espécie de processo inflamatório de motivos ainda não totalmente conhecidos. Lesões avermelhadas surgem geralmente no rosto de crianças pequenas e nos cotovelos e joelhos de crianças mais velhas e de adultos. Inflamação crônica que gera muita coceira na região das lesões podendo até mesmo ocorrer descamação local.

    Esta doença está bastante associada à asma bronquite rinite e ao outras atopias. Acomete tanto homens quanto mulheres de todas as idades. Também é conhecida como eczema atópico.

    dermatite

    Como se adquire?

    Não se sabe exatamente as causas que fazer surgir um quadro de dermatite atópica. Porém alguns mecanismos são reconhecidos por gerar algum tipo de estímulo que provoque as lesões. Por exemplo sabe-se que diversos fatores imunológicos e não imunológicos são capazes de estimular esta reação cutânea. Fatores genéticos também são poderosos índices de influência.

    Alimentação como ingestão de leito de ovos de frutos do mar amendoins e soja por exemplo são motivos para que uma crise surja em certas pessoas. Outros fatores como pólen animais fungos e ácaros por exemplo também são gatilhos para uma crise. Podemos ainda destacar substâncias que atuam como irritantes cutâneos por exemplo lãs amaciantes solvente e suor. Fatores emocionais também podem influir muito no desenvolver de uma dermatite atópica assim como infecções causadas por vírus ou bactérias.

    dermatite atópicaQuais são os sintomas?

    As lesões que geralmente surgem no rosto de crianças pequenas e nas dobras dos cotovelos e joelhos de crianças mais velhas e de adultos costumam gerar muita coceira. Estas lesões são avermelhadas e promovem inchaço local. A transpiração parece piorar o estado das lesões. Devido à coceira e às reações do organismo ocorre secreção no local da coceira e a pele pode descamar. Outros locais comuns de lesões em pessoas com dermatite atópica são a parte posterior das pernas anterior dos braços e também os punhos.

    • Descamação da Pele;
    • Vermelhidão;
    • Coceira;
    • Pele muito seca;
    • Feridas.

    Como é feito o diagnóstico?

    Através de alguns critérios é possível de se realizar corretamente o diagnóstico de dermatite atópica somente por meio clínico. Por exemplo as lesões e as coceiras são sintomas claramente perceptíveis. A localização das lesões também é um outro fator que auxilia muito no diagnóstico do problema. A cronicidade também ajuda a levantar algumas suspeitas.

    Além disto outros fatores como histórico familiar de dermatite atópica dor na região da lombar e vasoconstrição prolongada também acabam levando o médico à certeza do diagnóstico. Após a descoberta do problema deve-se dar início imediato ao tratamento.

    Como é o tratamento?

    Não há uma cura definitiva para o transtorno da dermatite atópica. O tratamento consiste basicamente no controle dos sintomas. Através do uso sistemático de alguns medicamentos espera-se que ocorra uma involução espontânea da doença com o passar dos anos.

    Desta forma fatores que sem dúvidas desencadeiem novas crises da doença devem ser evitados pelo paciente. Somado a isto a hidratação da pele torna-se algo fundamental. Alguns medicamentos como anti-inflamatórios tópicos por exemplo pomadas ou cremes podem ser indicados pelo médico. Anti-histamínicos ajudam a controlar a coceira e diminuem o surgimento das lesões. Durante o tratamento também podem ser indicados pelo médico outros medicamentos como imunossupressores ou imunomoduladores por exemplo.

    Como prevenir?

    A dermatite atópica não possui tratamento. Além disto não se sabe ao certo quais são os fatores que levam a pessoa a desenvolver as lesões. Entretanto analisando-se cada caso é possível se notar em pacientes diversos algumas situações que pioram o quadro e geram novas crises. Estas situações devem portanto serem evitadas.

    Substâncias que irritam a pele fatores emocionais alimentos diversos suor animais entre outras coisas podem acabar contribuindo para o surgimento de novas crises. Manter a pele sempre hidratada é fundamental para pessoas que possuam este tipo de doença crônica. Consultas periódicas ao médico especialista para o monitoramento do organismo também é bastante indicado. Desta forma fica possível identificar precocemente o aparecimento de novas lesões.

    LEAVE A REPLY