Dicas de Higiene Íntima

    0
    58

    Por que é importante?

    Manter a higiene íntima é fundamental. Através de algumas medidas uma série de probleminhas de saúde serão evitados. Assim como é preciso escovar os dentes várias vezes ao dia para que não surjam cáries e outros transtornos odontológicos as partes íntimas necessitam de cuidado para que não proliferem bactérias entre outras coisas.

    Além de eliminar maus odores a limpeza da região evita o crescimento de fungos e de bactérias principalmente em mulheres que possuem uma anatomia mais predisposta a tanto. A vagina tem uma população de microrganismos que faz parte de sua flora vaginal. Esta flora tem como finalidade proteger o local através da manutenção de um ambiente ácido. Os lactobacilos convertem a lactose e muitos outros açúcares em ácido láctico. Com isto o ph na região na área fica ácido impedindo a sobrevivência de fungos e de bactérias. Os lactobacilos da flora intestinal não conseguem proteger a vagina como um todo sozinhos portanto é preciso dar uma ajuda extra através da higiene pessoal.

    Muitas mulheres não possuem o hábito de limpar corretamente a região. Seja por vergonha ou por não acharem necessário as partes íntimas ficam sujas o que leva à proliferação de microrganismos indesejados. Estes poderão levar a um quadro de irritação de corrimento ou de coceira por exemplo. No entanto higiene íntima não significa higiene interna. Somente a região da vulva deve ser limpa sem que se atinja o interior da vagina.

    Onde deve ser feita?

    A higiene íntima deve ser feita em roupas objetos e na própria área íntima. Somente a região da vulva deve ser limpa. Nada pode ser direcionado ao interior da vagina. Quando comparada aos grandes e pequenos lábios a vagina possui menor acúmulo de gordura portanto não tem necessidade de uma limpeza maior.

    Além disto a região possui um nível ácido mais baixo. Desta forma qualquer jato d’água ou sabonete influi na diminuição da proteção natural deixando a região mais predisposta à invasão de fungos e de bactérias.

    Como dever ser feita?

    A recomendação é que ao menos 3 vezes por dia a higiene íntima seja feita. Para tanto pode-se usar somente água sabonetes especiais ou até mesmo os dedos. Objetos como espojas e cotonetes devem ser descartados pois podem machucar e causar ferimentos. Os dedos oferecem uma maior mobilidade na hora da limpeza além de não provocarem feridas.Higiene intima

    O clitóris precisa ser bem limpo e todo o esmegma necessita ser retirado. Este é um resíduo branco que se forma devido à combinação entre óleos e gorduras genitais e células epteliais. Os movimentos para limpeza precisam ser leves e circulares. Após a região da vulva o caminho para o ânus também necessita ser limpo. Para tanto movimentos horizontais devem ser feitos com os dedos em sentido de vai e volta da vagina para o ânus.

    O sabonete que será usado na tarefa precisa ser muito bem escolhido. Versões feitas especialmente para a higiene íntima devem ser os alvos. Estes produtos possuem geralmente um ph em torno de 5 ou 6 o que ajuda a manter o local equilibrado e longe de fungos e de bactérias. Sabonetes líquidos são mais indicados do que os em barra. Estes são mais alcalinos e a superfície pode acabar sendo compartilhada com outras pessoas o que não deve ser feito.

    Quais são os problemas mais frequentes?

    As mulheres muito mais do que os homens sofrem com pequenos probleminhas na região íntima. É comum haver casos de corrimentos de coceira ou de infecções. A limpeza correta da região ajuda na prevenção de uma série de transtornos. Portanto este é um importante hábito a ser adquirido.

    Os problemas mais comuns na parte íntima são decorrentes da falta de higiene. A tricomíase por exemplo é um dos principais males. A garnderella é outro transtorno comum provocada pela proliferação de bactérias do tipo Gardnerella vaginalis. O problema mais frequente é a candidíase causada pelo fungo Candida albicans.

    Todas três infecções possuem sintomas bastante característicos e facilmente reconhecíveis. Geralmente há um corrimento intenso odor desagradável coceira e prurido. Nesta situação um médico precisa ser consultado imediatamente.

    Mitos e verdades sobre a higiene íntima

    Existe uma série de mitos e de verdades envolvidos nesta história. Muito se ouve dizer por exemplo que sabonetes perfumados podem dar alergia. Verdade ou mentira? Verdade. O ideal é fazer uso de sabonetes sem fragrância pois a ação de substâncias perfumantes poderiam causar ardor ou irritações.

    É comum também ouvirmos dizer que usar sabonete íntimo todos os dias faz mal. Isto é um mito desde que o produto em questão tenha o ph neutro e seja sem perfume. Outra polêmica envolve o uso de protetor de calcinha. Pode este ser usado diariamente? Não não pode. O uso diário é contraindicado pois torna a região da vagina mais abafada. Além disto estes produtos podem causar infecções coceiras e corrimentos.

    Dicas de higiene íntima para o sexo feminino

    Algumas medidas podem ser tomadas para a prevenção de doenças e de transtornos. A higiene íntima deve ser feita com cuidado e atenção. Ela é imprescindível para a saúde do homem e da mulher. Como esta sofre mais com a condição do que os homens segue uma listinha de deveres a serem feitos:

    • Lave muito bem a região todos os dias com sabonetes especiais e água corrente;
    • Passe os dedos entre os grandes e os pequenos lábios de forma a retirar todas as gordurinhas produzidas naturalmente ou restos de papel;
    • Após o banho seque bem a região com uma toalha macia;
    • Mantenha os pelos da genitália aparados e cortados. O excesso de pelos favorece o acúmulo de secreções;
    • Dormir sem calcinha pode ser bem interessante pois permite o arejar da área;
    • Após ter relações sexuais a limpeza precisa ser feita como de costume;
    • Durante a menstruação o processo deve ser ainda mais frequente;
    • Perfumes são contraindicados no local pois podem acabar disfarçando um odor importante;
    • A ducha vaginal somente deve ser feita quando solicitada por um médico. O excesso ou a falta de limpeza podem alterar o ph local.

    Deixe uma resposta