Diferenças entre Bulimia e Anorexia

    0
    43

    Conhecendo um pouco mais

    Apesar de serem distúrbios alimentares bastante conhecidos estas duas doenças se confundem com frequência o que gera também um desconhecimento por parte de quem sofre com os problemas e também os familiares por não saberem como lidar com as situações. Existem diferenças importantes entre a bulimia e anorexia. Uma informação é fato. O culto ao corpo perfeito a “condenação” das gordurinhas a mais nas pessoas a pressão social do “padrão” de beleza se tornou um problema na vida de muita gente.

    Desde a antiguidade são registradas histórias de pessoas com essas doenças apenas não tinham nome oficial ainda. Algumas pessoas faziam jejum ou vomitavam várias vezes por dia para emagrecer ou manter o peso considerado “ideal”. Na Idade Média algumas santas e beatas da Igreja Católica como Santa Catarina de Sena e Santa Maria Madalena faziam jejum usavam ervas purgantes e vomitavam. Um padrão bastante conhecido do que é a anorexia hoje.

    Anorexia

    No distúrbio psiquiátrico da anorexia o emagrecimento é muito visível e acentuado. O índice para avaliação é o IMC (Índice de Massa Corpórea que éas diferenças entre bulimia e anorexia o peso dividido pela altura x 2). Números inferiores a 17 ou 175 já apontam uma perda de peso excessiva. Pacientes com essa doença jejuam vomitam usam moderadores de apetite fazem atividades físicas exageradas usam laxantes porque têm uma visão distorcida da própria imagem de que nunca está “magro” o suficiente. O estado dessas pessoas chega a ser tão grave em torno de 20 kg de peso corpóreo que ao chegarem no hospital são levadas direto para a UTI. Mas mesmo assim se perguntarem a elas se acham “gordas”. Não conseguem aceitar como são levando a um quadro de ansiedade extrema e por isso a busca em perder peso sem limites.

    As causas da anorexia ainda são desconhecidas. Estudiosos dizem que é uma combinação de fatores biológicos psicológicos e ambientais. Estudos genéticos já identificaram alguns genes que podem estar ligados à anorexia. Por muito tempo chegou-se a considerar que conflitos familiares problemas sociais seriam as causas mas hoje esta ideia não é mais utilizada para os diagnósticos. As mulheres sofrem mais dessa doença do que os homens. A maioria ainda é de adolescentes principalmente por conta da pressão social pelo corpo ideal e também pelas fortes mudanças hormonais.

    Sinais da anorexia

    O corpo logo “avisa” quando algo está errado. A mulher para de menstruar tem prisão de ventre dor abdominal pele amarelada e manchada boca seca problemas cardíacos mostra falta de energia e apresenta leve inchaço.

    Bulimia

    Diferente da anorexia no distúrbio de bulimia os pacientes geralmente apresentam um peso normal. Não é a magreza que chama atenção apresentam o IMC ideal e cuidam do corpo de maneira obsessiva. Passam os dias meses anos fazendo dieta. A diferença também está no fato de que em um restaurante pedem somente saladas e ao verem no prato outra coisa que não seja salada já colocam de lado e recusam qualquer outro tipo de comida. Então quando estão em frente a uma geladeira são capazes de comer tudo o que veem pela frente. Depois vomitam tudo e em muita quantidade.

    Uma dieta diária normal para uma pessoa gira em torno da ingestão de 2.000 a 2.500 kcal. Em um único episódio os bulímicos podem ingerir de 5.000 a 20.000 kcal. E podem vomitar de 5 a 15 vezes por dia com vômitos provocados por eles mesmos.

    Assim como na anorexia a bulimia atinge mais as mulheres adolescentes e jovens do que os homens. Acredita-se também que a deficiência de um hormônio chamado serotonina tenha relação com os casos de bulimia.

    Sinais da bulimia

    Os sintomas frequentes da bulimia são perda de esmalte dentário dentes lascados corroídos e serrilhados por conta da indução de vômitos repetidas vezes. Também surgem calor e cicatrizes no dorso das mãos e as glândulas salivares podem se atrofiar.

    Tratamentos

    Nos casos das duas doenças o mais indicado é procurar o tratamento o mais rápido possível. Um médico psiquiatra irá avaliar e conduzir o diagnóstico e juntamente com outros médicos poderá fazer o tratamento. Se você perceber que alguém próximo familiares amigos estiverem com esses sintomas a primeira atitude é conversar com a pessoa. É importante não forçar nenhuma decisão e mostrar que você está disposto a ajudar.

    No caso da anorexia promover o ganho de peso e mudar os hábitos alimentares são as primeiras medidas a serem tomadas. O objetivo é que o paciente ganhe peso de 05 a 14 kg por semana. Juntamente com terapias conversas podem ser usados medicamentos ansiolíticos e antidepressivos. A bulimia não é tão “visível” quanto à anorexia por isso o diagnóstico é mais tardio. E quando isso acontece pode se agravar para um caso anoréxico.

    Compartilhar
    Artigo anteriorDicas para quem tem ácido úrico
    Próximo artigoAbscesso

    Deixe uma resposta