Doenças comuns em Grávidas

    0
    81

    Doenças comuns em grávidas

    A gestação é um período muito especial na vida da futura mamãe e do futuro papai. A mulher passa por uma série de alterações tanto físicas quanto psicológicas e hormonais para estar pronta para a chegada do bebê e para garantir o devido desenvolvimento do mesmo ainda no útero. Ter atenção à saúde da mãe é medida fundamental para que a saúde do feto fique protegida por isso durante a gestação alguns cuidados extras devem ser tomados.

    O período da gestação é muito especial afinal de contas um novo membro é adicionado à família. Passados 9 meses com aquela barrigona com enjoos constantes e muita dor nas costas a chegada do bebê é uma grande recompensa e para que tudo corra bem é preciso ter atenção à alimentação e a alguns cuidados básicos de higiene durante a gestação.

    Mesmo mulheres com boa saúde ficam consideravelmente mais vulneráveis a certas condições quando da gravidez. Alterações emocionais e físicas são as que mais contribuem para tanto devendo ser feito o devido pré-natal quando do diagnóstico da gravidez para que tanto a futura mamãe como o futuro bebê fiquem protegidos e com a saúde em dia. Confira abaixo 5 doenças que são mais comuns em grávidas e fique atenta aos sintomas.

    Anemia ferropriva

    A anemia ferropriva é uma condição provocada pela deficiência de ferro no organismo o que consequentemente interfere na produção de hemoglobinas uma proteína do sangue que é a responsável por levar oxigênio para toda as células do corpo.

    A condição surge como decorrência de uma dieta inadequada durante a gravidez o que faz com que haja pouco ferro e com que o sangue fique mais diluído devido ao aumento de retenção de líquidos. A condição gera fraqueza palidez sono excessivo e falta de ar.

    A anemia ferropriva pode ser tratada através de medicamentos necessitando para tanto de indicação médica. A doença pode ser prevenida com um bom pré-natal e com uma dieta adequada por exemplo com feijão lentilha espinafre e ovo.

    doenças comuns na gravidez

    Asma

    A asma é uma condição que pode afetar mulheres grávidas especialmente devido ao aumento do volume do útero e às alterações no metabolismo que são comuns na gestação o que podem levar a mudanças fisiológicas na respiração. Infecções respiratórias refluxo e queda de imunidade são também fatores que podem contribuir para tanto.

    Alguns dos sintomas da asma são chiado no peito ao respirar tosse secreção e falta de ar. O tratamento é baseado no uso de medicamentos e em alterações no estilo de vida. Somente um médico pode indicar a melhor opção de tratamento especialmente no caso de mulheres grávidas.

    Cistite

    Durante a gravidez é muito frequente as mulheres sofrerem com infecções urinárias sendo a cistite a mais comum delas. A progesterona hormônio predominante na gravidez é o principal motivo que leva a tanto já que pode provocar uma dilatação excessiva das vias urinárias e impedir que a bexiga esvazie por completo o que favorece infecções.

    Alguns dos sintomas da cistite são vontade constante de urinar ardor ao urinar sangramento e dor no baixo ventre. O tratamento é geralmente feito com o uso de antibióticos e após os exames necessários o médico faz a prescrição. A cistite pode ser prevenida através da ingestão de bastante líquidos durante a gestação.

    Diabetes gestacional

    Outra condição bastante comum durante a gravidez é a diabetes gestacional. Esta costuma se desenvolver durante a 26ª ou 27ª semana e mais frequente em mulheres que possuem histórico de diabetes na família ou que engordam demais durante a gestação. No entanto mesmo mulheres magras podem sofrer de diabetes gestacional durante a gravidez por isso um pré-natal adequado é fundamental.

    A placenta possui hormônios diabetogênicos por isso mulheres que produzem pouca insulina podem vir a sofrer com a condição. Sede e vontade frequente de urinar são alguns dos sintomas. Na grande maioria das vezes a diabetes gestacional quando controlada não apresenta riscos à saúde da mãe ou do bebê.

    Pré-eclâmpsia

    Por fim a pré-eclâmpsia é basicamente a hipertensão arterial junto de proteinúria achados de proteína na urina ou de edema. A condição tende a se manifestar por volta da 20ª semana de gestação até o fim da primeira semana depois do parto.

    Esta é a mais preocupante das mais comuns doenças que afetam mulheres grávidas e é provocada por uma modificação vascular na placenta que leva a um aumento da pressão arterial. Com isso a placenta pode acabar envelhecendo e o parto pode vir a ser prematuro. A pré-eclâmpsia pode ainda acabar se tornando em uma eclampsia que quando não tratada pode levar a convulsões e até mesmo à morte.

    Alguns dos sintomas mais comuns da pré-eclâmpsia são vista embaralhada dores na barriga espuma na urina dor de cabeça e inchaço. Caso o diagnóstico seja confirmado algumas alterações na dieta serão necessárias assim como uma possível internação hospitalar.

    SHARE
    Previous articleDiástase
    Next articleCarboxiterapia

    LEAVE A REPLY