Dor durante relação sexual

    0
    55

    Conheça a dispareunia

    A dor durante a relação sexual pode ser chamada de dispareunia e é muito mais frequente do que se pensa. Estima-se que cerca de 50% das mulheres sexualmente ativas sofram deste transtorno que pode ter origens e motivos diversos.

    Apesar de mais comum entre o sexo feminino a dispareunia também pode acometer os homens. Caracterizada como uma dor que vai desde algo superficial a algo mais profundo a condição gera um desconforto que muitas vezes diminui o desejo sexual e compromete um relacionamento.

    Para que receba o nome de dispareunia a dor durante o sexo não pode ser causada exclusivamente pela falta de lubrificação ou por contrações involuntárias nos músculos da vagina. Abaixo destacamos alguns dos tipos de dispareunia e fatores que levam ao desenvolvimento da mesma.

    Tipos de dispareunia

    De uma forma geral podemos dizer que existem quatro tipos de dispareunia. A dispareunia primária é a que está presente desde a primeira relação sexual da pessoa ou ao menos desde a primeira tentativa de relação. Já a que recebe o nome de secundária é aquela que antes não existia sendo que depois de determinada época a pessoa começou a sentir dor.

    Outro tipo de dispareunia é a situacional ou seja é uma dor que surge apenas com certos parceiros e em algumas ocasiões. Ainda podemos indicar a existência da dispareunia generalizada. Neste caso a pessoa não consegue manter nenhuma relação sexual sem algum tipo de desconforto.

    Causas da dispareunia

    São diversos os fatores que podem levar um homem ou uma mulher a sofrer com dispareunia sendo que alguns podem ser orgânicos e outros psicológicos. Basicamente podemos dizer que os fatores orgânicos são aqueles provocados pelo corpo enquanto que os psicológicos surgem da mente.

    Infecções genitais como a candidíase por exemplo podem gerar dor durante o sexo assim como irritações ou infecções urinárias. Doenças de pele que atingem a região genital também podem levar à condição como por exemplo foliculite ou chato. Nos homens a dor pode ter origem devido a alguma doença nos testículos ou na próstata. Além disto dor no sexodoenças sexualmente transmissíveis como o cancro mole ou o granuloma inguinal por exemplo são outros motivos que podem gerar a dispareunia.

    Os fatores psicológicos são diversos. Existem inúmeras causas que podem levar à condição como por exemplo sensação de culpa durante o ato traumas de infância vergonha medo tabus falta de desejo sexual falta de informação entre outras coisas. Muitas vezes problemas no trabalho e na família por exemplo fazem com que não estejamos presentes durante o sexo. Ou então qualquer outro conflito que nos afaste do momento como os destacados acima podem tornar o que está acontecendo incômodo. Depois que a dor é sentida uma vez a pessoa pode ficar com medo de senti-la novamente e desta forma passa a evitar a relação sexual. É preciso ter cuidado pois isto tende a se tornar um círculo vicioso. Buscar ajuda médica é importante para que o problema seja solucionado. Na grande maioria das vezes a dispareunia pode ser resolvida.

    Formas de tratamento

    Caso esteja sentindo dor ou incômodo durante o sexo não hesite em procurar por um médico. Antes de tudo é preciso ser dito que não há motivos para vergonha ou culpa pois ter relações sexuais é algo extremamente saudável. É importante no entanto buscar informações e conversar com alguém de confiança seja os pais ou um médico assim que se der início à vida sexual. Desta forma você poderá entender melhor o seu corpo a prática e como se proteger de possíveis transtornos.

    Conforme mencionamos a dispareunia é uma condição relativamente comum. Todas as pessoas que sintam dor durante o sexo precisam conversar com um profissional para que a causa seja descoberta. Além disto a ajuda psicológica também é importante portanto não deixe de consultar um terapeuta sexual ou algum outro profissional especializado.

    Caso a dispareunia seja decorrente de infecção doença de pele doença sexualmente transmissível ou irritação por exemplo o médico irá indicar os medicamentos e as medidas necessárias para solucionar o transtorno. Fatores psicológicos também podem estar envolvidos e é importante que a mulher ou o homem converse com alguém para determinar o que provocou o trauma o medo a vergonha ou a culpa de forma a tentar melhorar a situação.

    Não adianta tratarmos somente a parte física pois o organismo também envolve a parte psíquica que muitas vezes é esquecida. Para o tratamento desta e de uma série de condições é indicado buscar ajuda de uma equipe de profissionais sempre que possível. Com isto o problema será entendido de uma forma mais completa e o tratamento poderá ser abrangente e efetivo. Não deixe de buscar a causa dos seus transtornos a grande maioria das condições pode ser devidamente tratada quando se busca por ajuda a tempo.

    Deixe uma resposta