É preciso gastar muito em produtos para ter um cabelo saudável?

0
46

«Uma mulher que corte o cabelo está prestes a mudar a sua vida», proferiu uma vez. A frase de Coco Chanel foi dita há décadas, mas é intemporal. O cabelo diz (e dirá sempre) muito sobre a nossa imagem, autoestima e, até, sobre o estado da nossa saúde física e emocional. Merece, pois, cuidados e produtos à medida das suas necessidades. Mas significará isso que temos de investir muito dinheiro em cuidados capilares, nomeadamente no champô?

Não, responde a dermatologista Paula Quirino. «O facto de um produto ser mais caro não significa que seja melhor e, em termos de eficácia, o local de venda [farmácias, cabeleireiro ou supermercado] é irrelevante. O mais importante, ao comprar, é estar atento aos seus princípios ativos», refere.

«Quando não existe patologia capilar e/ou do couro cabeludo, pode ser usado um champô normal, suave, para uso frequente», acrescenta. «Se houver alguma patologia, esta deverá ser tratada com fórmulas específicas», afirma ainda a especialista. Veja também a lista de conselhos que vão melhorar a sua saúde capilar num ápice.

Lavar o cabelo todos os dias faz mal?

«O cabelo deve ser lavado as vezes que forem necessárias para se manter limpo, com bom aspeto e sem oleosidade, descamação ou prurido do couro cabeludo. Aliás, se houver uma descamação persistente e intensa, que não é retirada com a ajuda da lavagem, a aglomeração das escamas e a inflamação podem condicionar a queda do cabelo. Tudo depende do tipo de cabelo (fino ou grosso), do comprimento da estrutura (liso ou encaracolado) e da atividade diária da pessoa, laboral e desportiva», desmistifica a dermatologista Paula Quirino.

Lavo o cabelo todos os dias. Que cuidados devo ter?

«A lavagem diária implica a utilização de um champô suave, de uso frequente, para preservar a integridade da pele do couro cabeludo e a qualidade da haste capilar», elucida a especialista.

Lavar o cabelo com água muito quente danifica-o?

«A temperatura elevada da água e do ar do secador fragiliza a haste capilar, ocasionando fissuras, pontas secas e espigadas. O cabelo fica baço, sem brilho. A lavagem deverá ser efetuada com água morna e finalizada com água mais fria e o cabelo deve ser enxuto com uma toalha, sem esfregar», aconselha a médica.

O meu cabelo é oleoso. Se o lavar menos vezes, deixa de o ser?

«O cabelo oleoso tem de ser lavado mais frequentemente do que um cabelo normal ou seco. Lavar menos vezes não resulta na redução da produção de gordura, pois ela é geneticamente determinada», defende Paula Quirino.

O cabelo seco deve ser lavado menos vezes?

«O cabelo seco mantém-se com aspeto limpo durante mais tempo, devido à ausência de sebo na haste capilar. Por este motivo, tem necessidade de ser lavado menos vezes. A frequência da lavagem pode depender de fatores externos, como calor e humidade, ambiente de trabalho e prática de exercício físico. Mas o cabelo deve ser lavado as vezes que forem necessárias», assegura a dermatologista.

Veja na página seguinte: Usar uma dose de champô em cada lavagem é suficiente?

Ver artigo completo

Compartilhar
Artigo anteriorÉ possível viver uma reforma feliz?
Próximo artigoÉ uma golden lady?

Deixe uma resposta