Endocardite Infecciosa

    0
    65

    Saiba um pouco sobre a doença

    A endocardite infecciosa é considerada uma doença grave e acontece quando microorganismos as bactérias e fungos invadem o tecido que protege o coração e também as válvulas cardíacas.

    A doença acontece quando as bactérias ou fungos invadem a corrente sanguínea do paciente e com isso o coração é contaminado. Esse contágio acontece também durante processos de cirurgias cardíacas.

    Em alguns casos as células inflamadas podem se desprender do coração e atingir outros órgãos agindo de forma negativa no fluxo sanguíneo e quando isso acontece o paciente pode sofrer um derrame cerebral ou infarto.

    As bactérias também aparecem em forma de massa amorfa que pode afetar também o pulmão e cérebro. A doença é caracterizada por células inflamatórias que atacam as veias cardíacas.

    A doença pode ser dividida em dois tipos: a endocardite aguda fulminante que pode ser fatal em apenas alguns dias ou a endocardite subaguda que pode concluir a evolução em semanas ou até meses.

    Geralmente em cirurgias odontológicas o risco para contrair a doença é mais propício pois a região fica vulnerável e cuidados com higiene são indispensáveis para evitar a infecção no paciente que realiza o tratamento.

    endocardite infecciosa sintomas

    Como se adquire

    A doença acontece de forma infecciosa no sangue e atividades normais e aparentemente inofensivas como espremer uma espinha e escovar os dentes pode causar a doença.

    A presença das bactérias que causam a doença ou doenças cárdicas que predisponham o desenvolvimento da endocardite são situações que podem confirmar as causas do problema.

    Em alguns casos a doença acontece após o paciente realizar processos como cirurgias inserção de sondas ou extrações dentárias por exemplo. Pessoas que são usuárias de drogas injetáveis também sofrem mais riscos de desenvolver a doença que afeta as veias e corrente sanguínea.

    Sintomas

    Os principais sintomas que o paciente pode notar que sofre de endocardite infecciosa são febres altas e constantes a presença de sopro no coração diagnosticada por um cardiologista dores em diversas regiões do corpo e tosse são alguns dos principais sinais da presença da doença.

    Falta de ar sensação de calafrios e emagrecimento súbito são outros sinais da endocardite.

    A presença de pus nas válvulas cardíacas junto com inchaço nas pernas e infecções arteriais são outros meios que podem ajudar a diagnosticar a doença.

    Diagnóstico

    Após a análise histórica do paciente tanto com relação aos sintomas apresentados e também com a realização de procedimentos cirúrgicos o médico por meio de exames que analisem o sistema cardiovascular e também com exames que comprovem o aparecimento do sopro podem finalizar o diagnóstico da doença.

    Um dos exames que auxilia a equipe médica é a ecografia trans-esofágica que permite identificar a presença das bactérias ou fungos presentes na corrente sanguínea do paciente.

    Como é feito o tratamento

    Com a identificação da doença o paciente na maioria dos casos passa um período recluso ao hospital em uma internação que permite o paciente focar no tratamento com o uso de remédios indicados e observados pelos médicos.

    Essa doença tem alta taxa de mortalidade e por isso os cuidados na internação são mais eficientes que um tratamento realizado em casa. É preciso prevenir o paciente de contribuir com o aumento da taxa de casos fatais da endocardite.

    Geralmente a internação leva 30 dias. Se não houver sucesso com o uso de medicamentos pode ser que o paciente seja submetido a processo cirúrgico que vai realizar a troca da válvula sanguínea. Esse procedimento é feito após as tentativas de tratamento por meio de medicamentos e que não houve o sucesso.

    Como prevenir

    endocardite infecciosaAinda não existem cuidados específicos que o paciente possa realizar e que garanta a prevenção da doença.

    Existem dicas que podem auxiliar mas é muito importante que a pessoa seja atenta a todos os sintomas e notando um deles é essencial que vá procurar um médico para iniciar o processo de investigação da doença e em sequência o tratamento adequado para a cura da endocardite.

    Ao realizar procedimentos dentários é importante ter confiança no profissional que irá realizar o tratamento pois uma das formas de adquirir a doença é por meio de extrações dentárias e procedimentos realizados no dentista.

    Doenças cardíacas e procedimentos cirúrgicos também podem desencadear a doença por meio do contato que essas ações chegam com a corrente sanguínea. Doenças inflamatórias mal curadas também podem causar a doença com bactérias e fungos que ainda estejam presente no corpo do paciente

    Para as pessoas que um dia já tiveram a doença é importante avisar a médicos e dentistas que já passou pelo problema pois assim o profissional saberá quais os cuidados importantes e indispensáveis a ter com o paciente.

    A cada seis meses é importante fazer uma bateria de exames que atuam de forma preventiva para várias doenças e se em algum resultado for diagnosticado qualquer problema de saúde o tratamento precoce ajuda auxilia em mais resultados positivos.

    Deixe uma resposta