Escabiose

    0
    36

    O que é escabiose?

    Esta condição é também muito conhecida pelo nome de sarna. A escabiose é provocada por um parasita e pode ser transmitida de pessoa para pessoa de forma direta. A sarna é uma doença que acomete qualquer pessoa de qualquer idade. Ela é independe do sexo ou de hábitos de higiene.

    A complicação costuma provocar coceira intensa principalmente no período da noite. A região mais acometida é geralmente o umbigo as axilas e entre os dedos dos pés e das mãos.

    A escabiose causa pequenas crostas nas áreas mais quentes do corpo. Nas crianças ela tende a atingir o corpo inteiro inclusive o couro cabeludo e as palmas das mãos. As pessoas que habitam o mesmo lar do portador de sarna devem ter cuidado já que o contágio se dá de forma direta. Todos necessitam receber o devido tratamento diante dos primeiros sintomas de forma a cuidar da própria saúde e da saúde dos mais próximos.

    As roupas necessitam ser lavadas todos os dias. Medicamentos de uso tópico ou oral são indicados. Não há necessidade de se ferver roupas pois o ácaro parasita não sobrevive muito tempo fora do hospedeiro.

    Agente causador

    É um ácaro parasita que provoca a escabiose. O contágio se dá de pessoa para pessoa de forma direta. Durante uma relação sexual também é possível se adquirir escabiose. As pessoas que estão com sarna devem tomar cuidado com o contato com outras pessoas. As roupas e até mesmo lençóis utilizados podem passar a doença.

    A escabiose pode ser bastante incomoda e constrangedora. Diante dos primeiros sinais não hesite em consultar um médico. Todas as pessoas que habitam com o doente também precisam ser avaliadas.

    Como se descobre a doença (diagnóstico)

    Diante dos primeiros sinais o paciente tende a procurar por ajuda. O médico ira fazer algumas perguntas e analisar o organismo de forma a descobrir o que poderia estar causando tal transtorno.

    Com base em um sintoma de prurido noturno o profissional começa a suspeitar da condição. As lesões características e encontradas em áreas bem sugestivas também auxiliam no diagnóstico. Basicamente qualquer dermatologista capacitado é capaz de passar um diagnóstico de escabiose.Escabiose ou sarna

    Para ter certeza do caso muitos profissionais solicitam a realização de um exame de corpo raspado. Este material recolhido é estudado no microscópio e então se pode se ter o veredicto do diagnóstico. Todas as pessoas que habitam o mesmo lar do portador de sarna necessitam também ser avaliadas. A doença é altamente contagiosa e se dá de forma direta de pessoa para pessoa.

    Sempre que algo de estranho for notado no seu corpo peça pela ajuda de um profissional. Somente ele estará apto a avaliar o que está acontecendo. Muitas condições podem aparecer inofensivas no entanto são somente indícios do que ainda está por vir. Diante de qualquer espécie de sintoma não hesite em conversar com quem entende do assunto. Quando se trata de saúde todo cuidado é pouco.

    Sintomas

    A escabiose é uma doença provocada por um agente parasitário. Depois de um período de cerca de 3 semanas de incubação já é possível se ver os primeiros sinais. Uma erupção pruriginosa surge nos dedos nos punhos nos mamilos na genitália nas axilas nas nádegas e na área periumbilical.

    A sarna é caracterizada por bolinhas e por lesões em forma de túnel que surgem em trajetos sinuosos muitas vezes difíceis de serem vistos. Escoriações devido ao ato de coçar também podem ser notadas assim como infecções secundárias e até mesmo nódulos na região da bolsa escrotal.

    Em crianças estas marcas tendem a surgir também no couro cabeludo nas palmas das mãos e nas palmas dos pés. Estas são as principais características da escabiose. Caso algo deste tipo seja identificado busque imediatamente por ajuda médica.

    Prevenção

    Para evitar a escabiose algumas medidas preventivas podem e devem ser tomadas. Além disto é importante lembrar que diante dos primeiros sinais um médico deve ser consultado já que a condição é altamente contagiosa e é transmitida por contato direto de pessoa para pessoa.

    Aconselha-se por exemplo trocar diariamente a roupa de cama do paciente mesmo que o ácaro somente sobreviva algumas horas longe do corpo humano. É também importante lavar muito bem as roupas pessoais do doente de forma a evitar nova contaminação.

    A melhor maneira de se prevenir da escabiose é ficando afastado de quem a possui. Portanto caso seja algum familiar tome todas as medidas necessárias para dar início ao tratamento o quanto antes. A escabiose tem tratamento e este deve ser levado a sério. A saúde do doente e de outras pessoas ao seu redor está em jogo.

    Tratamento

    Atualmente existe uma série de medicamentos que podem ser usados no combate à sarna. Esta doença já foi alvo de muitos preconceitos no entanto hoje em dia é possível se curar devidamente da condição.

    Uma pessoa com suspeita de escabiose deve ser imediatamente direcionada a um médico. Este irá avaliar o estado da mesma e então dar início à melhor alternativa de tratamento. As opções vão desde medicamentos tópicos a orais sendo que a medida irá variar de acordo com o estado e com a idade do paciente.

    As soluções geralmente são aplicadas durante a noite por alguns dias até que se obtenha o resultado. Não há necessidade de se ferver as roupas de cama ou as roupas pessoais pois o parasita somente sobrevive algumas horas longe do hospedeiro.

    Medicamentos orais podem ser prescritos assim como sabonetes escabicidas. Esta última opção no entanto envolve algumas controvérsias. Mulheres gestantes ou que estejam lactantes precisam tomar muito cuidado quando do uso de certos fármacos. Inclusive nenhuma pessoa deve realizar auto-medicação. Este ato é extremamente perigoso já que um remédio errado pode piorar ainda mais um estado ou mascarar algo mais preocupante.

    Diante de dores ou de incômodos não deixe de consultar um médico. Somente um profissional está apto a verificar a situação e a indicar a melhor saída. A escabiose é uma condição que pode causar bastante desconforto. Não há necessidade de sofrer com isto. Converse com quem entende do assunto.

    Compartilhar
    Artigo anteriorEspermograma
    Próximo artigoCâncer de colo de útero

    Deixe uma resposta