Esclerose lateral amiotrófica (ELA)

    0
    67

    O que é esclerose lateral amiotrófica (ELA)?

    É uma doença rara degenerativa que leva à paralisia de músculos do corpo. A ELA ou esclerose lateral amiotrófica é provocada pela degeneração do primeiro neurônio motor superior localizado no cérebro e do segundo neurônio inferior localizado na medula espinhal. Estas células nervosas possuem funções bem específicas e quando ficam incapacitadas dão origem à condição.

    Não se sabe exatamente o que leva à esclerose lateral amiotrófica entretanto suspeita-se que tenha alguma relação com o uso excessivo da musculatura. Estudiosos acreditam também que a doença possa ter relação com o consumo excessivo de glutamato assim como com a falta de uma proteína a parvalbumina.

    A esclerose lateral amiotrófica acomete tanto homens quanto mulheres apesar de ser mais frequente entre o sexo masculino. A condição tende a manifestar-se em indivíduos com idade igual ou superior aos 40 anos. O diagnóstico precoce é fundamental para o tratamento. Apesar de ainda não existir cura a progressão da doença pode ser devidamente controlada. Muitas pessoas conseguem viver bem por vários anos quando recebem todos os cuidados necessários.

    Como se adquire

    Não se sabe ao certo o que leva à degeneração dos neurônios e à progressiva perda dos movimentos. Suspeita-se que a condição tenha relação com o uso excessivo da musculatura já que os atletas estão entre a população de risco.

    Estudiosos também vêm pesquisando a relação entre a doença e a falta de uma proteína chamada de parvalbumina. Além disto acredita-se que uma dieta rica em glutamato possa ter relação com a esclerose lateral amiotrófica em pessoas já predispostas a tanto.

    Sintomas

    A degeneração dos neurônios é progressiva e a doença evolui aos poucos. Ficar atento a quaisquer manifestações no corpo é fundamental para a detecção da esclerose lateral amiotrófica. O sintoma mais característico é a fraqueza muscular. Indivíduos portadores da doença sofrem também com o endurecimento dos músculos chegando até mesmo ao ponto de não conseguirem fazer nenhum movimento nem mesmo enxugar uma lágrima.

    O endurecimento dos músculos tende a ter início em um dos lados do corpo assim como a atrofia. Outros sintomas comuns são câimbras tremores perda da sensibilidade e espasmos musculares. Apesar da perda da movimentação corporal o portador da esclerose lateral amiotrófica não tem sua capacidade intelectual afetada. Quanto antes a doença for diagnosticada melhor será a condição de vida do indivíduo.

    ELA

    Diagnóstico

    O diagnóstico precoce é fundamental para um bom tratamento. Apesar de ainda não haver cura para a esclerose lateral amiotrófica a progressão da doença pode ser controlada e os sintomas amenizados. Não deixe de procurar por um profissional logo que notar qualquer manifestação incomum em seu corpo.

    No caso da esclerose lateral amiotrófica o diagnóstico pode ser um tanto quanto complicado o que faz com que a condição seja muito temida. Os sintomas ELA são bastante parecidos com os de outras condições e é preciso recorrer a um processo de exclusão entre cerca de 40 outras doenças. Frequentemente é preciso consultar 4 ou 5 profissionais diferentes para chegar a um correto diagnóstico sendo que pode levar até mesmo mais de um ano para tanto.

    Depois de diagnosticada a condição é preciso que o tratamento seja realizado o mais efetivamente possível. Algumas vezes pode ser difícil até mesmo para a família visto que o portador pode ficar totalmente incapacitado. Apesar de não haver cura é possível controlar os sintomas e a progressão da esclerose lateral amiotrófica por isto não deixe de buscar por ajuda médica.

    Como é feito o tratamento

    O tratamento da esclerose lateral amiotrófica é multidisciplinar e envolve diferentes profissionais da medicina. Fisioterapeutas fonoaudiólogos e nutricionistas são também fundamentais para o controle dos sintomas.

    Apesar de não haver uma cura para a condição é possível retardar complicações e controlar os sintomas. Portadores da esclerose lateral amiotrófica podem viver bem por muitos anos quando recorrem ao tratamento. Atualmente diversos estudos vêm sendo feitos com o intuito de descobrir uma forma de reverter o quadro. Certos medicamentos já são utilizados com sucesso e impedem o progredir da condição. O acompanhamento médico constante é também fundamental para o bom tratamento assim como ajuda de familiares e de amigos.

    Como prevenir

    Não há uma maneira de prevenir o surgimento da esclerose lateral amiotrófica. Até mesmo porque ainda não se sabe exatamente o que provoca a doença. O diagnóstico precoce é fundamental para o controle da sua evolução assim como para o tratar dos sintomas.

    É muito importante que tenhamos atenção às manifestações do nosso corpo. Quaisquer sintomas devem ser estudados e avaliados já que grande parte das doenças possui um melhor prognóstico quando são logo descobertas. Não deixe de realizar exames de rotina e consultar um médico com frequência de forma a manter o organismo monitorado. Portadores de esclerose lateral amiotrófica podem viver bem por muitos anos quando recebem o devido tratamento.

    Deixe uma resposta