Excesso de sal: Os Riscos para Saúde

    0
    54

    O sal

    Este composto iônico é tido como um dos grandes males atuais da sociedade mundial. No entanto ele em si não é nenhum vilão. É consumo desenfreado e sem medidas que acaba prejudicando a saúde dos consumidores aficionados por sal.

    Antigamente ele era muito mas muito valioso. A sua extração era difícil e ele era um item indispensável na conservação dos alimentos pois não existia geladeira. O sal já foi usado como moeda durante a Roma antiga daí a origem das palavras “salário” e “soldado” por exemplo. O imposto cobrado do sal foi um dos motivos que desencadeou a Revolução Francesa em 1789. Além disto ele possui um grande valor cultural e religioso em certos locais mundo afora. Nas tradições judaico-cristãs por exemplo este composto era aplicado de forma a purificar objetos e pessoas. Ele também já foi utilizado como oferenda em forma de esculturas entre outras coisas.

    Atualmente o principal uso do sal é no tempero de alimentos. Ele é item indispensável na cozinha de um número enorme de pessoas. No entanto o excesso de sal é altamente prejudicial à saúde. É necessário ter cuidado com o consumo desenfreado e é preciso encontrar outras alternativas para incrementar a refeição de todos os dias.

    Produtos que devemos evitar

    É fundamental esclarecer uma coisa: não é somente o sal que vende em saquinhos que faz mal à saúde. Uma série de produtos prontos vem com uma quantidade inacreditável de sal e muitas vezes nem mesmo sabemos.

    As sopas de pacotinho por exemplo são campeãs nesta história. Os macarrões do tipo instantâneo também não ficam para trás. Temperos prontos e refrigerantes dietéticos são outros produtos muito ricos em sódio. É preciso ter atenção ao que ingerimos. Uma boa alternativa é dar preferência a alimentos frescos e feitos em casa. Inclusive cozinhar a própria refeição é algo fundamental nesta luta.

    Por que faz mal para a saúde

    O consumo abusivo de sal traz uma série de transtornos. O excesso de sódio por exemplo principal componente do sal usado na cozinha está vinculado ao desenvolvimento de hipertensão arterial de doenças renais cardiovasculares entre outras.execesso-de-sal para saúde

    A Organização Mundial da Saúde orienta para que o consumo não ultrapasse cinco gramas por dia. No entanto o IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística apresentou uma pesquisa mostrando que o brasileiro consome em torno de 12 gramas de sal todos os dias. É algo realmente preocupante.

    Uma das principais consequências é o desenvolvimento da hipertensão. O sódio é responsável por regular a quantidade de líquido fora e dentro das células. Quando há muito do nutriente no sangue ocorre uma alteração na quantidade de líquidos. Com isto o corpo passa a reter mais água sobrecarregando o trabalho dos rins e do coração. A pressão alta é uma doença silenciosa que acomete as artérias e vasos do coração dos rins e do cérebro. Quando a enfermidade é diagnosticada pode já ser tarde demais. Portanto é importante ter atenção ao consumo deste composto de forma a evitar transtornos futuros.

    As complicações

    Além da hipertensão o hábito de utilizar sal em excesso pode desencadear outras condições preocupantes. As mais comuns enfermidades ligadas a este problema são as que acometem o coração. A insuficiência cardíaca por exemplo é uma realidade assim como os acidentes vasculares cerebrais e outras cardiopatias.

    Além dos danos causados à saúde de uma forma geral a retenção de líquidos produzida pelo sal deixa a pessoa com uma aparência inchada e envelhecida. O hábito de encher a comida de sal faz mal à saúde e à aparência. Tenha atenção ao que você come e viva mais e melhor. Atualmente o número de brasileiros que morrem devido ao consumo excessivo de sal é enorme. Realizar exames de rotina é fundamental para evitar transtornos futuros. Através desta medida o corpo fica melhor monitorado e condições podem ser precocemente previstas.

    O sal e a obesidade infantil

    Não é somente para o pessoal mais velho que o sal faz mal. Uma pesquisa realizada atualmente na Austrália alertou o mundo ao ligar o consumo de sal à obesidade infantil. Crianças que comem comida muito salgada tendem a ficar com sede. No entanto frequentemente os pais dão a estes pequenos sucos e bebidas doces ao invés de água.

    O erro está neste fator. A criança com sede passa a ingerir muito açúcar sendo que este está presente nos refrigerantes por exemplo. As principais causas da obesidade infantil são o consumo de alimentos industrializados o excesso de sal e o excesso de açúcar.

    Para evitar que seu filho se enquadre nesta situação procure não levá-lo a “fast-foods” e a outros locais que vendem comida industrializada. Dê a ele somente comidas saudáveis e frescas além de preferir sempre água a qualquer outro líquido. Cuidar da sua saúde e da saúde da sua família é algo fundamental.

    Dicas para evitar sal em excesso

    Muitas pessoas colocam sal em excesso na comida por não saberem ao certo como temperar os alimentos. É o item que está mais ao nosso alcance no entanto ele não é o único. Saber temperar com ervas e especiarias torna a comida mais saborosa e dá um toque diferente. É preciso experimentar arriscar e provar. Existem muitas opções no mercado.

    Substituir o sal por salsinha orégano e pimenta é uma boa medida. Evitar deixar o saleiro à mesa também pois desta forma fica mais difícil encher a comida de sal. Salgadinhos amendoins cajuzinhos e batatas fritas por exemplo precisam ser consumidos com moderação quando não cortados da dieta.

    Quando for comer um queijo sempre dê preferência aos menos amarelos como o branco ou a ricota sem sal. Evite comer carnes como bacalhau ou charque pois o preparo exige muito sal. Nada de conservas de embutidos ou de enlatados já que são itens frequentemente ricos em sódio.

    Com a introdução destas medidas o consumo de sal irá diminuir bastante. Diante de sintomas e de mal estar não hesite em consultar um médico. O sal pode ser muito prejudicial à saúde e precisamos tomar cuidado. Converse com quem entende do assunto para maiores esclarecimentos.

    Deixe uma resposta