Febre Amarela: O que fazer?

    0
    87

    O que é?

    A febre amarela é uma doença que já foi erradicada dos centros urbanos porém nas zonas de florestas e cerrados ainda ocorre e existe possibilidade de contágio. Se você vive em uma área com essas características ou irá viajar para um lugar que esteja no mapa da febre amarela saiba aqui o que fazer para prevenir a doença.

    Tipos de febre amarela

    São dois tipos da doença. A silvestre transmitida pela picada de um mosquito chamado Haemagogus e a urbana transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti o mesmo transmissor da dengue porém esta forma já foi erradicada em 1942 (último registro no Acre) segundo o Ministério da Saúde. O Aedes incuba o vírus da febre amarela também o que torna perigoso que a doença volte a ocorrer em centros urbanos.

    Formas de transmissão

    Como é uma doença transmitida pela picada destes dois tipos de mosquitos a febre amarela não é considerada uma doença contagiosa de uma pessoa para outra. A transmissão do vírus ocorre quando o mosquito pica uma pessoa ou um primata (macacos) infectados e depois pica uma pessoa saudável que não tenha tomado a vacina. Portanto se uma pessoa foi picada em uma área florestal e vai para uma área urbana pode infectar outras pessoas fazendo o vírus se alastrar.

    sintomas febre amarela

    Principais sintomas

    As reações à picada do mosquito são febre alta mal-estar dor de cabeça dor no corpo (muscular) muito forte cansaço extremo calafrios vômito e diarreia. Começam a se manifestar de 3 a 6 dias após a picada. Além destes sintomas caso não seja tratada com rapidez podem evoluir para um quadro mais grave como hemorragia comprometimento dos rins (anúria) fígado pulmão e coração que podem levar à morte. Após a recuperação o paciente não costuma apresentar seqüelas caso o tratamento inicie rapidamente.

    Como tratar?

    Identificada a febre amarela no paciente o tratamento é simples pois não existem medicamentos específicos para combater a doença. É necessário acompanhamento hospitalar para observação mas os remédios usados geralmente são antitérmicos que não contenham hidratação além de muita água para aumentar a hidratação do organismo. Nos casos em que evoluem para uma situação mais grave pode ser necessária transfusão de sangue e hemodiálise.

    Como saber se está com febre amarela?

    O diagnóstico da doença é muito parecido com o da dengue e da malária. Exames de sangue específicos são o caminho mais eficaz para identificar o vírus no organismo. O paciente deve informar onde esteve na última semana e caso seja confirmada a doença não pode retornar para os centros urbanos para evitar que o mosquito da dengue contraia o vírus e contamine outras pessoas.

    Como evitar?

    Já é obrigatória a aplicação da vacina em quem vive nas áreas de ocorrência da febre amarela e quem vai viajar para as zonas de risco. A vacina contra febre amarela pode ser aplicada a partir dos nove meses de idade e no caso de viagem 10 dias antes da partida para que o organismo possa produzir os anticorpos necessários. É a única maneira eficaz de evitar a febre amarela e o principal meio de controle da doença.

    Importante: Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP)

    Como a febre amarela é uma doença com ocorrência no Brasil os brasileiros que vão viajar para outros países precisam ficar atentos às exigências do CIVP para entrada nos países. Caso contrário não podem nem iniciar a viagem. Segundo a Anvisa é um documento obrigatório e pode ser emitido nos Centros de Orientação de Viajantes (existem 88 no Brasil) levando o comprovante de vacinação contra febre amarela recebido no posto de saúde e documento de identidade com foto ou certidão de nascimento (menores de idade). Austrália África do Sul Egito Arábia Saudita Uruguai e Rússia são alguns dos países que exigem esse certificado.

    Fique atento

    Além da vacina é preciso tomar os seguintes cuidados:

    • use sempre que possível calças e camisetas que cubram a maior parte do corpo
    • repelente é obrigatório e recomenda-se usar com alta freqüencia
    • se entrar na água e tiver contato com água reaplique o repelente
    • use mosqueteiro quando dormir em áreas de risco
    • ao viajar para outro país verifique se ele está na lista de países que exigem o certificado de vacinação (podem existir exigências de vacinas para outras doenças também)

    Deixe uma resposta