Grávida pode usar colírio?

0
64
O colírio pode comprometer a saúde do feto

No período da gravidez é comum ocorrer irritação nos olhos secura e até problemas de visão mais sérios. O corpo da mulher passa por muitas mudanças nesse período com ênfase na maior da produção do hormônio estrogênio fato que compromete diretamente a saúde ocular. Após a percepção dos sintomas incômodos surge a dúvida: Grávidas podem utilizar colírios?

Infelizmente muitas pessoas têm o hábito de utilizar medicamentos sem receita médica tendo como base a indicação de pessoas que não são especialistas. O uso do colírio vasoconstritor mais facilmente encontrado em farmácias é extremamente prejudicial para mulheres grávidas pois a composição química promove a contração dos vasos sanguíneos da placenta e atrapalha a nutrição do feto. Por essa razão o uso contínuo desse colírio pode provocar o nascimento prematuro do bebê e causar alguma deficiência grave na formação do organismo do recém nascido.

Após incômodos o que as mulheres devem fazer?

belly-1616246_1280Toda mulher grávida apresenta algum tipo de indisposição. É normal o corpo muda uma gama de alterações hormonais é promovida no organismo para permitir o desenvolvimento do feto. Portanto irritações lágrimas excessivas coceiras e certa ardência podem acontecer nessa etapa. A primeira ordem é não se automedicar a segunda é procurar auxílio médico. Consulte o oftalmologista pois somente por intermédio de consultas e exames detalhados será possível apontar a causa verdadeira do problema nos olhos.

Não existe um único tipo de colírio. E assim depois de identificar a causa do incômodo nos olhos o médico irá prescrever o tratamento correto.

Quais os medicamentos corretos para problemas nos olhos de grávidas?

Para tratar os sintomas mais comuns são indicados o uso de lágrimas artificiais e a adequação de alimentos ricos em ômega 3 e outros nutrientes na dieta. É possível concluir que todo o cuidado para a saúde dos olhos em grávidas também é feito durante as consultas de rotina com o ginecologista. Este especialista irá indicar quais são os melhores alimentos para a saúde da mamãe e do feto e o que deve ser evitado. Nunca retardar consultas é imprescindível para a prevenção e até mesmo a garantia de um tratamento recente.

Se a gestante tiver glaucoma estigmatismo ou algum agravante nos olhos deverá fazer a reavaliação com o oftalmologista. Neste caso são indicados tratamentos específicos

Formas naturais de cuidar da saúde dos olhos

Não são apenas as gestantes que devem se preocupar com a saúde dos olhos. O cuidado deve ser freqüente por pessoas de ambos os sexos e de todas as idades afinal a evolução de um simples incômodo para um quadro realmente grave é possível se cuidados essenciais não forem priorizados. No caso das grávidas é ainda mais importante ter atenção porque a saúde do feto também está em jogo.

Para minimizar desconfortos e até mesmo reforçar o tratamento de coceiras irritações ou qualquer avaria é bom conhecer alguns hábitos simples.

Não coçar os olhos – O contato de dedos com os olhos piora as irritações e até potencializa o surgimento de doenças sérias. As mãos estão cheias de bactéria pois você pega no celular carteira aperta na mão de outras pessoas etc. Para aliviar coceiras iniciais use um algodão com água filtrada sem apertar os olhos.

Garantir limpeza da casa – Limpe os cômodos a roupa de cama computador para evitar que sejam contaminados com bactérias que podem prejudicar a saúde dos olhos.

Ingerir alimentos com vitamina A E e Ômega 3 – Inclua na rotina alimentar sardinha atum azeite extra virgem e frutas como: amora laranja tangerina e outros alimentos com estes nutrientes.

Evite exposição aos raios ultravioletas e luz do computador – Quando sair de casa use óculos escuros com filtro adequado para minimizar o contato com raios do sol e mantenha a distância adequada do computador no trabalho para que a luz do mão prejudique a sua vista.

Compartilhar
Artigo anteriorVacina contra Herpes-Zóster
Próximo artigoNoite de copos? Atenção evite fazer isto para não ter (tanta) ressaca

Deixe uma resposta