Hipóxia

    0
    44

    O que é Hipóxia?

    A doença é caracterizada pelo baixo teor de oxigênio nos tecidos orgânicos.

    A doença pode levar o paciente a morte em curto espaço de tempo. Isso acontece por que em até cinco minutos algumas células cerebrais podem morrer e assim o paciente pode ir a óbito ou até mesmo ficar com graves sequelas.

    A doença afeta diretamente na respiração celular e com isso pode afetar o metabolismo que é responsável pela ativação das enzimas no corpo e assim acontece os danos na célula que causa as mais graves consequências ao paciente.

    Em situações consideradas dentro da anormalidade o oxigênio fica com 99% das funcionalidades em andamento correto.

    Já quando o paciente sofre de hipóxia a manifestação afeta também a circulação pulmonar que leva a pressão no circuito pulmonar. Assim afeta as região de suma importância do organismo que mantém a estabilidade do paciente.

    Como se adquire

    Com a alteração no mecanismo que faz com que o oxigênio trabalhe para o fluxo da circulação sanguínea a doença fica mais vulnerável ao surgimento.

    Isso acontece porque as células do cérebro são muito sensíveis a necessidade do oxigênio. Com a falta ou anormalidade dele é natural que os problemas de saúde possam surgir.

    Neste caso a consequência é grave e pode causar a morte. Quando existe a insuficiência na respiração o nível do oxigênio diminui e por isso resulta na hipóxia.

    Sintomas

    A referência da doença pode estar associada a alguns sinais como o desmaio sensação de suor e frio ao mesmo tempo mudança na coloração das unhas e boca. Essa região tende a ficar em tom de roxo.

    Dores de cabeça cansaço e insônia também fazem parte da lista de sintomas da doença. Alguns pacientes podem desenvolver sinais de diarreia não sentir fome e ainda apresentar problemas na coordenação motora para simples ações do dia a dia.hipóxia

    A variação dos sintomas vai depender do grau do estágio da doença. Pacientes ainda no começo da hipóxia tendem a desenvolver sintomas menos severos como a dor de cabeça por exemplo.

    De qualquer forma ao notar qualquer anormalidade o paciente deve procurar ajuda médica pois assim fica mais fácil de descobrir o nível da doença e meios de tratamento eficazes para o problema.

    Diagnóstico

    Existem dois métodos de identificar a doença. Depois de considerar os sintomasum exame clínico pode auxiliar na apuração do problema. Este é realizado por meio da coloração azulada da mucosa do paciente. Depois testes de gasometria arterial compõe a relação de procedimentos médicos a serem desenvolvidos.

    Ambos os exames e testes são realizados em hospitais e em alguns casos na UTI Unidade de Terapia Intensiva que proporciona mais recursos de análises médicas e procedimentos que podem garantir a estabilidade no tratamento do paciente em diversas ocasiões.

    Como é feito o tratamento

    O tipo de tratamento vai depender do grau de complexidade do problema no paciente. Em casos mais graves o paciente deve permanecer internado em UTI para que o tratamento seja realizado todo por lá. Este chama-se ventilação mecânica. Quando isso acontece as máquinas tem como objetivo fazer a função do aparelho respiratório que está com dificuldades em deixar o organismo do paciente realizar essa atividade tão importante sozinho.

    O maior objetivo do tratamento é devolver ao paciente as funções respiratórias que no desenvolver dessa doença ficam comprometidas causando os sintomas e desconfortos ao paciente.

    Com o tratamento em andamento o cansaço tende a desaparecer assim como as dificuldades em respirar são previamente solucionadas.

    Depois dessa primeira etapa pode ser que o paciente seja recomendado ao uso de medicamentos que tendem a controlar a objetividade da respiração. Não é um tratamento que o paciente precisa realizar pelo resto da vida. Apenas no inicio do tratamento e depois com a eficácia do processo de tratamento o paciente volta a poder desenvolver normalmente as atividades do dia a dia.

    Como prevenir

    A doença não mostra uma lista de ações que se o paciente executar pode ficar livre do problema o que dificulta a evitar a doença.

    Neste caso é interessante sempre realizar os exames preventivos e ida ao médico ao mesmo duas vezes ao ano.

    Depois disso sempre permanecer atento aos sintomas qualquer anormalidade no comportamento do organismo no dia a dia deve ser notado pelo paciente que deve procurar um atendimento médico para apurar as motivações dos sintomas depois disso partir para a parte de apuração diagnostico e tratamento da doença.

    Portanto sem uma lista e ações preventivas fica a cargo do paciente sempre se manter atento aos sinais da doença para que o diagnostico precoce proporcione a agilidade no tratamento.

    Compartilhar
    Artigo anteriorBenefícios do Quiabo para saúde
    Próximo artigoDoença Periodontal

    Deixe uma resposta