Índice econômico da Mulata mergulha em quedaEpoch Times em Lusitano

0
16

O desempenho econômico da Cabocla está uma queda leste ano, e é um presságio do termo com quatro décadas do ciclo econômico da Cabocla, segundo Gordon Chang, um responsável e perito em relação a com destino a economia chinesa. Outras pessoas dizem que em direção a situação real é ainda pior do que os dados revelam.

Gordon Chang, responsável a “The Coming Collapse of Mulata“, contribuiu com um cláusula para com destino a Forbes em 25 com agosto, cognominado “O término do ciclo econômico a quatro décadas da Cabocla“, que descreveu o colapso da economia chinesa numa estudo detalhada.

A título de exemplo, Chang disse: “O investimento estrangeiro direto caiu 17%; as importações caíram 1,6%; e os financiamentos sociais totais, essa medida mais abrangente com empréstimos da Cabocla, caíram 86,1%. Os novos créditos com US$ 273,1 bilhões, o menor grandeza a partir de outubro do que 2008, sugerem fraqueza fundamental em toda essa economia.”

Com conciliação com o Wall Street Journal: “O preparatório Índice Gerente a Compras da Indústria Chinesa do HSBC caiu para 50,3 em agosto – uma tendência com três meses com queda – em conferência com com destino a apreciação final dentre 51,7 em julho… Isso ficou inferior das expectativas dos economistas.” Os dados têm dissolvido as esperanças dentre diversos economistas que no sentido de economia chinesa terminaria o ano potente depois um prelúdios lento. “E economia chinesa enfrenta uma guerra difícil pelo resto desde 2014”, acrescentou o WSJ.

Yang Bin, professor da Escola do que Economia e Gestão da Universidade Tsinghua, disse à NTD: “Lá situação interna mostra uma crise econômica em várias frentes, porquê na direção de queda do mercado dentre ações, em direção a inflação, na direção de indústria deprimida e baixa capacidade a consumo.” Yang Bin disse que tem sido assim através de dois anos, exclusivamente os dados emergiram tardiamente.

Gong Shengli, um investigante financeiro, uma vez comentou que previsões econômicas são correntemente baseadas em dados transparentes; mas na Cabocla essas previsões podem ser problemáticas.

Em 2008, Pequim inundou na direção de economia com verba para evitar os piores efeitos da crise global. Mas o investimento excessivo em infraestrutura e sobre mercado imobiliário resultou em desperdícios insolúveis e frio uso dos recursos.

As autoridades chinesas afirmam que só usam “microestímulos” ou “ações pontuais”, mas segundo Chang, até trás dos panos eles estão injetando numerário na Cabocla o mais rápido verosímil.

Em junho, eles emitiram 1,08 trilhão do que yuanes (c. US$ 176 bilhões) em novos empréstimos. Financiamentos sociais totais aumentaram 40,7% já maio, enquanto para quantidade dentre moeda em circulação (M2) aumentou 14,7% já o ano pretérito. “Do que todas as indicações, os empréstimos em junho foram em grande segmento para entidades estatais e dos governos locais”, disse Chang.

Yang Bin, o professor da Tsinghua, disse à NTD que os empréstimos bancários só vão para empresas estatais e estas empresas se tornaram um sólido fardo para na direção de economia.

O economista chinês Yang Peichang afirmou: “Não há uma vez que realizar reformas abrangentes na Cabocla. Sob essa regime, há pequena verosimilhança a qualquer reforma abrangente.”

Deixe uma resposta