Índios e governo discutem projeto para variedade com gestão indígena

0
45
Lideranças divergem entre si acima de para quesito do que não dormir no interior de sítio

Índios se reúnem com secretários de estado de Cultura e Direitos Humanos do RIo de Janeiro na antiga sede do Museu do Índio, no entorno do Maracanã, zona norte do Rio, em 6 de agosto de 2013 (Cortesia de Centro Indígena)

Índios se reúnem com secretários com estado dentre Cultura e Direitos Humanos do Rio a Janeiro na antiga sede do Mescla do Índio, dentro de redondeza do Maracanã, zona setentrião do Rio, em 6 do que agosto a 2013 (Cortesia do que Núcleo Indígena)

RIO DE JANEIRO – Indígenas da ocupação Localidade Maracanã e autoridades do governo do estado acertaram em reunião na tardiamente desta terça-feira (6) na ex-sede do Reunião do Índio, na Tijuca, zona setentrião do Rio, os primeiros pontos para em direção a institucionalização no interior de lugar desde um núcleo a referência indígena sob gestão dos próprios índios. Tapume desde 30 índios, desde 21 etnias, e sensivelmente mais 60 manifestantes, permanecem na antiga sede, reocupada há dois dias, depois com destino a violenta remoção pela guarda militar, em março, que teve repercussão cosmopolita.

Além das lideranças indígenas e simpatizantes com para razão, em direção a reunião teve na direção de presença dos secretários estaduais com Cultura, Adriana Rattes, do que Direitos Humanos Zaqueu Teixeira, deputada estadual Janira Rocha, o jurista dos índios Arão da Providência e funcionários e defensores públicos.

O encontro teve momentos com tensão sobre regresso das 17h30 quando na direção de secretária Adriana disse que na direção de especial exigência do governo é que os índios não poderiam dormir nem acampar dentro de sítio. “É preciso alcançar que não estamos tendo essa reunião hoje porque vocês invadiram o sítio”, disse no sentido de secretária, interrompida em gritos a “ocupação, ocupação”. Em direção a quesito, porém, foi motivo dentre discórdia entre as lideranças.

O líder indígena e professor Urutau Guajajara propôs em direção a permanência sem dormir, sob os gritos do que “resistir, resistir”. Ele pediu que ninguém saísse do sítio enquanto não forem assinados a humanidade os documentos. Os índios defendem um protótipo com gestão próprio, combinando os convicções dentre núcleo artístico e povoado, uma “universidade viva” e não nem mais nem menos um miscelânea. Ficou acordado que os indígenas podem permanecer até em direção a próxima reunião com o governo, marcada para o próximo sábado (10) às 11h.

Restantes dois momentos delicados foram quando os índios questionaram acerca de em direção a permanência da policial dentro do terreno durante o encontro. Adriana disse não saber a onde partiu no sentido de ordem para essa presença dos policias e ligou para o secretário estadual dentre Segurança, José Mariano Beltrame, solicitando para retidada da corporação.

O outro foi quando Rattes foi questionada se será demarcado todo mundo os 12.300 m² do terreno ou simplesmente secção. Segundo ela, os indígenas terão que negociar essa região com os responsáveis pelo projeto esportivo que está sendo rascunhado para o cercania do Maracanã. Os índios dizem que só o edíficio não permite para implantação do projeto do meio dentre referência e que também é necessário fazer em direção a terraplenagem do terreno para na direção de realização do que danças e rituais.

Os índios planejam fundar uma universidade indígena no interior de lugar, que teria cursos abundantes uma vez que história étnica e artesanato e funcionaria tanto para acondicionar quanto para disponibilizar para o país um saber milenar valedouro em que, segundo eles, pode estar com destino a solução para vários dos principais problemas enfrentados pela sociedade, uma vez que verbi gratia em direção a sustentabilidade. O núcleo também teria atividades culturais diversas uma vez que danças e rituais, visitas guiadas, hortas e oficinas do que confecção desde ornamentação corporal e a instrumentos musicais.

O prédio, construído no interior de final do século XIX, seria primeiramente demolido para na direção de construção do que um estacionamento, que geraria receitas para o Consórcio Maracanã ocultar secção dos custos com o Estádio Mário Fruto, o Maracanã. Posteriormente má repercussão do projeto, o governo do estado decidiu produzir no interior de sítio o Miscelânea Olímpico, preservando o prédio mas expulsando os índios. Com no sentido de crescente impopularidade desde Sérgio Cabral evidenciada com com destino a evolução dos recentes protestos, o administrador anunciou em 29 desde julho em direção a restituição da gestão do lugar aos índíos.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no interior de Facebook: https://rede.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos em o Twitter: @EpochTimesPT

Deixe uma resposta