Infográfico: Linfoma Hodgkin

    0
    63

    Linfoma

    O linfoma é um tipo de câncer que pode ocorrer em pessoas de qualquer idade sendo mais comum em pacientes na fase adulta de 25 a 30 anos. A doença se desenvolve quando uma célula do sistema linfático começa a crescer e de espalhar pelo organismo do paciente.

    Existem dois tipos de linfoma Hodgkin e o linfoma não Hodgkin.

    Linfoma Hodgkin – Trata-se do câncer no tecido linfático que se localiza no baço fígado e medula óssea. Pacientes portadores do vírus HIV correm mais riscos de ter sofrer de linfoma. A doença pode se espalhar no corpo do paciente por meio dos vasos linfáticos. Geralmente são afetados com esse câncer jovens de 25 a 30 anos de idade

    Linfoma não – Hodgkin – Esse tipo de linfoma se agrega a mais 20 tipos diferentes. Desenvolvem a doença pessoas que sofrem com baixa imunidade além do uso de drogas e portadores de HIV que são vítimas frequentes dos dois tipos de linfoma. A doença afeta órgãos que são responsáveis pelo sistema linfático e que ajudam na defesa do organismo e a doença age justamente para que a defesa do corpo fique abalada e não desenvolva suas funções.

    Ambos podem levar o paciente à morte. Mas se descoberta precocemente o paciente pode vencer o linfoma com tratamentos e acompanhamento médico mas ainda assim a taxa de mortalidade de vítimas do linfoma é alta. A doença é a quinta causa de morte por câncer nos país.

    Sintomas

    Por ser uma doença que pode atingir várias partes do corpo os sintomas variam de acordo com a localização de onde está o câncer mas geralmente pode ser diagnosticado por caroços próximos ao pescoço virilha axilas. Os caroços aumentam mas são indolores.

    Se os sintomas forem classificados por tosse dispneia (falta de ar) o câncer pode estar alocado na região torácica.

    Outros sintomas ajudam a identificar a doença.

    • Perder peso sem fazer exercícios físicos;
    • Cansaço além do normal afetando o paciente em horários incomuns;
    • Febre constante;
    • Sentir suor durante a noite quando está dormindo;

    Informações importantes

    São diversos os exames para poder concretizar o diagnóstico do linfoma independente do tipo que for.

    A biópsia é procedimento obrigatório para constatar a doença. Além deste são importante exames de imagem como tomografia e raio-X.

    Confirmada a doença é hora de tratar. Os cuidados para pacientes com linfoma não-Hodgkin geralmente são realizados por meio de quimioterapia e radioterapia. Em alguns casos pode até haver a combinação dos dois tratamentos.

    Para os pacientes portadores do linfoma Hodgkin o tratamento muda em alguns aspectos pois inclui além da quimioterapia e radioterapia a necessidade de poliquimioterapia isso vai depender do estágio da doença. Só depois de constatado o nível em que o linfoma está no paciente é possível estimar uma linha de tratamento a seguir.

    Linfoma Hodgkin

    Coloque este Infográfico em seu blog ou site basta copiar o código abaixo.

    LEAVE A REPLY