José D’Elia: drible as velhas desculpas

    0
    48

    Já sabemos que o corpo humano pede movimento para funcionar regularmente mas ainda percebemos que há uma grande incoerência entre essa verdade e o atual diagnóstico de sedentarismo da nossa população.

    Querendo ou não gostando ou não quando a saúde se fragiliza em qualquer área do nosso corpo a recomendação médica hoje é unânime: junto com a prescrição médica vem o remédio complementar: fazer atividade física.

    É possível mudar esse quadro?

    Cada de um de nós tem internamente uma gama de possibilidades infinitas. Através do autoconhecimento podemos escolher algo que nos faça bem e que nos devolva o caminho natural do corpo: movimento.

    O corpo quando recebe o que precisa devolve em dobro energia saúde e disposição. Quanto tempo do seu dia você dedica ao que ele precisa?

    Veja algumas situações adversas e o que você pode fazer para driblá-las:

    Pouco tempo
    Tudo é uma questão de organização
    Você tem 1440 minutos como seus avós tinham e seus filhos terão. Por isso se você colocar na ponta do lápis seus horários e compromissos conseguirá encontrar um tempo hábil para praticar pelo menos 30 minutos (apenas 2% de todo o dia) de exercícios por dia. Claro tudo isso exige esforço e persistência. Não esqueça que dormir de 7 a 8 horas por noite ainda é fundamental.

    Trânsito
    Fuja do horário de rush
    O trânsito é uma questão de saúde pública. Todo mundo sabe o quanto os congestionamentos atrapalham nossas vidas. Para você que mora um pouco mais próximo do trabalho uma das alternativas é fazer a atividade física exatamente no momento que está indo trabalhar pode ser de bicicleta caminhando ou correndo. Quem não tem o privilégio de morar próximo do trabalho drible o horário do rush e faça após o expediente uma caminhada ou corrida próximo ao trabalho evitando assim o trânsito mais crítico e ganhando tempo.

    Problemas financeiros
    Sem gastar nem um tostão
    Este com um pouco de força de vontade é um dos mais fáceis de ser resolvidos. Hoje o conceito de esporte e atividade física ganhou os parques e as ruas. Você precisa apenas de um par de tênis e de um lugar ao ar livre para correr por exemplo.

    Excesso de trabalho
    Coloque o seu nome na sua agenda

    Negocie com o seu chefe horário de chegada e saída do trabalho alguns dias da semana para encaixar atividade física ou hobby. Em dias de treino planeje a agenda profissional como se tivesse apenas 4 horas de serviço. Calcule que as demais horas serão preenchidas com imprevistos se você comprometer 8 ou 10 horas não haverá tempo para incluir a atividade física.

    Agora é só começar!

    Confira artigos anteriores:

     

    Esta matéria foi produzida no site ativo.com

     

    Deixe uma resposta