LASIK

    0
    93

    O que é?

    Lasik (iniciais do inglês de laser – assisted in situ keratomileusis). Trata-se de uma técnica das mais utilizadas para corrigir ametropias esférocilíndricas com laser que vem possibilitar a diminuição do uso de óculos e lentes de contato sendo até possível o abandono do uso.

    O procedimento Lasik é caracterizado por não fazer ablação na superfície avança sem a retirada do epitélio da córnea. O laser é utilizado nas três cirurgias: miopia hipermetropia e astigmatismo reconstruindo a curvatura da córnea até a chegada do resultado ou seja o grau desejado.

    Criada em 1990 é a mais inovadora e segura técnica da oftalmologia atual. Moldando-se a superfície da córnea consegue-se o efeito desenhado.

    Cirurgia Lasik

    Um raio laser extremamente preciso é operado por um profissional da oftalmologia altamente treinado com o propósito de remodelar a córneaLASIK fazendo com que a luz volte o seu foco de maneira adequada para exercer as seguintes tarefas:

    • Miopia: É utilizado o laser para aplainar a superfície da córnea fazendo com que o olho consiga focalizar a luz na retina.
    • Hipermetropia: O laser é utilizado pelo cirurgião como instrumento fazendo com que a borda externa da córnea fique plana possibilitando a projeção da porção central aumentando assim o grau de visibilidade.
    • Astigmatismo: O Profissional remodela algumas partes da córnea com o laser tornando-as planas e as regiões mais irregulares mais elípticas.

    Tipos

    O procedimento da cirurgia Lasik tem duas maneiras de ser efetuado:

    • Lasik normal ou terapêutica que é feita de maneira única atendendo a maioria do público.
    • Lasik personalizada: Tipo de procedimento realizado mediante um exame específico e particular do paciente seguindo um padrão especial para aquele determinado caso. Porém as duas maneiras seguem as mesmas etapas.

    Indicações

    É uma cirurgia indicada para os pacientes portadores de uma ou mais ametropias (miopia astigmatismo e hipermetropia) associadas ou não. A cirurgia só pode ser executada perante avaliação de um oftalmologista pois existem pacientes mais aptos ao procedimento PRK do que o Laser. Pacientes com tipos de ametropias combinadas podem se expor ao procedimento cirúrgico e resolver todas as deficiências em questão.

    Para fazer uso do laser é adequado que o paciente possua uma boa espessura de córnea para se aplicar o procedimento e conseguir realizar as alterações desejadas.

    Exames pré-cirúrgicos

    É necessário o oftalmologista efetuar uma completa consulta pois todas as cirurgias que envolvem procedimentos tão complexos e delicados tem por base extenso volume de exames pré-operatórios de: topografia; paquimetria central; avaliação da retina; medição da espessura da córnea; refração; mapeamento; pressão; dilatação da pupila.

    Esses exames são essenciais e indispensáveis segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia; Centro Oftalmológico Especializado em Superfície Ocular e Sociedade Brasileira de Cirurgia Refrativa.

    Outros exames também podem ser pedidos pelo profissional oftalmológico como: tomografia da córnea.

    Todos esses procedimentos são necessários para apurar qual o melhor tipo de cirurgia a ser aplicada em cada caso se a de padrão normal ou personalizado.

    O procedimento

    O Lasik é efetuado sob efeito de anestesia por gotas de colírio e de maneira indolor e ambulatorial. O procedimento é bem rápido sendo o tempo de aplicação da técnica de dois segundos por grau tratado com a permanência do paciente em sala de tratamento de menos de dez minutos. O procedimento é realizado nos dois olhos no mesmo dia.

    Alguns pacientes sentem um certo desconforto e ou lacrimejamento podendo também apresentar sensibilidade à luz (fotofobia). Esses efeitos tem a duração em geral de algumas horas.

    A melhora da visão é constatada por grande parte dos pacientes porem em alguns casos a melhora pode melhorar alguns dias.

    Alguns sintomas pós operatórios podem ocorrer como:

    Oscilações da visão; secura dos olhos; visão de círculos em volta das luzes (halos) durante o processo de cicatrização.

    A retomada das atividades como dirigir trabalhar costuma se dar em 24 horas após o Lasik.

    É de suma importância o uso continuado da medicação prescrita pelo médico após o procedimento cirúrgico como: colírios antibióticos anti-inflamatórios e as lágrimas artificiais para se evitar infecções e proteger os olhos controlando inflamações e ocorrência de olhos secos.

    Prevenção

    Logo após a cirurgia de Lasik é aplicada uma lente provisória de contato terapêutica que permanecerá durante uma semana no paciente independendo do grau de cada um. Sua finalidade é prover a cicatrização de maneira estabilizada. Assim que a cicatrização estiver completa a lente será removida e o uso de um colírio específico será iniciado para que os olhos se mantenham úmidos.

    Durante os primeiros seis meses visitas ao oftalmologista deverão ser feitas: uma no dia seguinte a cirurgia; uma semana após a cirurgia; trinta dias após a cirurgia; três meses após a cirurgia; e daí em diante uma vez por ano.

    Deve-se evitar:

    Qualquer trauma ocular; esportes coletivos por um mês; esfregar ou coçar os olhos; piscina mar saunas maquiagem por um mês; esforço físico.

    Começar o uso da medicação assim que chegar em casa após o procedimento cirúrgico.

    LEAVE A REPLY