Lúpus tem cura?

0
75
Você sabia?

Entre os mais de 80 tipos de doenças autoimunes no organismo humano a lúpus é uma das mais importantes. Conhecida como o “camaleão” das doenças Os sintomas são confundidos com manifestações de outras doenças são bastante específicos tornando o diagnóstico mais difícil para os médicos. É mais frequente nas mulheres do que nos homens

Como se manifesta?

O organismo passa a produzir anticorpos que atacam as proteínas presentes no núcleo das células. Apesar da complexidade e variedade dos sintomas o Lúpus apresenta inicialmente emagrecimento rápido lesões cutâneas dor nas juntas queda de cabelo aftas febre perda de apetite e fraqueza. Até 80% dos pacientes com Lúpus apresentam algum tipo de envolvimento cutâneo principalmente nas áreas expostas ao sol. O rim também pode ser atacado causando insuficiência renal que é considerada uma das mais graves consequências ocasionadas pelo Lúpus. A causa ainda é desconhecida mas existem fatores que precipitam o aparecimento dos sintomas como a exposição ao sol infecções estresse emocional cirurgias e gravidez. No entanto ainda não são claros os problemas exatos. É preciso uma particularização do diagnóstico de acordo com a rotina de cada paciente.

lupusPesquisas indicam que a doença seja resultado de uma combinação de fatores genéticos e meio ambiente. Isso faz estimular pessoas que ao ter pré-disposição ao Lúpus entra em contato com algum elemento do meio ambiente capaz de estimular o sistema imunológico a agir de forma errada. A dificuldade da Ciência é descobrir quais são esses elementos. Os exames usados para definir o diagnóstico geralmente são exames de anticorpos incluindo teste de anticorpos antinucleares (FAN) hemograma completo radiografia do tórax biópsia renal exame de urina.

A Sociedade Brasileira de Reumatologia estima que 65 mil pessoas tenham Lúpus no país. A maioria mulheres entre 20 e 30 anos podendo acontecer também em crianças e idosos. Esses dados são estimativas já que o Ministério da Saúde não oferece dados exatos sobre a ocorrência da doença.

Tipos de Lúpus

A doença apresenta três tipos de manifestação. Lúpus Discoide é a inflamação da pele. Geralmente é identificado quando lesões avermelhadas costumam aparecer no rosto na nuca e no couro cabeludo. Lúpus Sistêmico é a inflamação no organismo comprometendo vários órgãos ou sistemas do corpo. Algumas pessoas com Lúpus Discoide podem evoluir para o tipo Sistêmico. Os locais de manifestação podem ser os rins coração pulmões e até no sangue além das lesões cutâneas e às articulações.

Existe ainda uma forma de Lúpus induzido por drogas. Algumas drogas ou medicamentos podem provocar uma inflamação temporária durante o uso e provocar sintomas parecidos com o Lúpus Sistêmico. Porém as manifestações desaparecem com a interrupção do uso das drogas ou medicamentos.

Sintomas variados (dá para fazer um quadrinho)

Como é uma doença “camaleão” os sintomas são diversos e precisam ser rigorosamente avaliados. Em geral são os sintomas abaixo:

Sintomas gerais

  • Fadiga
  • Febre
  • Dor muscular

Sintomas na pele

vermelhidão/ inflamação da pele nas partes expostas à luz como rosto colo. Responsável pela famosa lesão em “asa de borboleta” nas maçãs do rosto e em volta dos olhos e outros tipos de lesões cutâneas além da perda de cabelo.

Sintomas nas articulações

  • Artrite (dor calor inchaço nas juntas)
  • Rigidez matinal (dificuldade em movimentar as juntas pela manhã ou após inatividade prolongada que melhoram com movimentação)

Sintomas respiratórios que podem acometer o pulmão

  • Dor ao respirar
  • Derrame na pleura
  • Falta de ar
  • Sangramento pulmonar

Sintomas nos vasos sanguíneos

  • Fenômeno de Raynaud (mãos pálidas roxas ou vermelhas ou a progressão destas cores com o frio. É presente em grande parte das pessoas normais)
  • Tromboses
  • Dor abdominal
  • Alterações visuais

Sintomas nos rins

  • Maioria das vezes “silencioso”. Exames de rotina apontam o acometimento.
  • Alterações no exame de urina (sangue restos celulares proteína)
  • Insuficiência renal

Sintomas neurológicos

  • Dormências formigamentos disistesia (sensação ruim ao tato)
  • “Derrames” (acidentes vasculares cerebrais)
  • Fraqueza muscular
  • Convulsão
  • Quadros psiquiátricos (psicose depressão)

Mas Lúpus tem cura?

Infelizmente ainda não foi encontrada a cura para o Lúpus assim como diabetes e pressão alta também não têm cura por exemplo. Porém os tratamentos evoluíram bastante na redução e sofrimento dos sintomas permitindo melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Tratamentos

O tratamento é feito de acordo com os sintomas geralmente são usados cortisona imunosupressores antimaláricos e recentemente estão em estudo medicações “biológicas” que podem aliviar os pacientes que tem sintomas mais agressivos da doença. É fundamental ter um médico reumatologista de confiança pois será uma relação de longo prazo para que os pacientes possam conviver com a doença da melhor maneira.

Deixe uma resposta