Mamoplastia

    0
    104

    O que é mamoplastia (redutora e de aumento)?

    É uma cirurgia plástica que possui como finalidade melhorar a mama prevenir problemas que poderiam ser causadas por uma mama muito grande e também ajudar no tratamento de doenças.

    Com o passar dos anos é comum que as mamas percam a rigidez. Durante a puberdade tal estado é mantido devido à quantidade de glândulas. A idade mais avançada diminui a quantidade de glândulas provocando a queda característica em muitas mulheres. O acúmulo de gordura é outro fator que contribui para esta condição. Com a mamoplastia é possível reverter este quadro. O especialista pode suspender a mama retirar o excesso de pele e de tecido e reduzir o tamanho.

    A anestesia pode ser local ou geral sendo esta a mais escolhida. O pós-operatório costuma ser fácil e não restam dores apenas um leve incomodo no local. Por alguns dias a paciente será orientada a não levantar os braços e a evitar esforços.

    Após a cirurgia a amamentação não fica prejudicada. Apesar dos resultados efetivos a condição de flacidez pode retornar com o passar do tempo. É um procedimento seguro e muito realizado. Pode auxiliar na melhora da auto-estima da mulher e em cerca de 2 meses é possível observar os resultados.

    Mamoplastia redutora

    Quando é indicado

    A mamoplastia é indicada em casos de necessidade de melhora da mama. Quando por motivos diversos como doenças ou a idade avançada ocorrem disfunções no formato da mama pode-se recorrer a uma cirurgia como esta.

    Necessita ser realizada por um cirurgião em ambiente hospitalar. Mulheres com mamas muito grandes podem enfrentar uma série de complicações de coluna de postura de respiração e de circulação por exemplo. É indicado a redução do volume para a prevenção destas.

    Como é o procedimento

    É necessário agendar o procedimento com certa antecedência. Geralmente alguns exames são pedidos antes da data para que alterações possam ser detectadas e tratadas. A mamoplastia é feita em ambiente hospitalar com anestesia geral ou local. A maioria das pacientes prefere a anestesia geral. A técnica utilizada para a correção das mamas será discutida com a pessoa. O médico informará as diferentes abordagens e as peculiaridades de cada uma delas. A cirurgia redutora ou contra a flacidez pode ser feita através de cicatrizes verticais em forma de “L” em forma de “T” invertido ou via periareolar.

    A anestesia e a sedação são realizadas e então dá-se início ao procedimento. O tempo inteiro a paciente é monitorada por uma equipe especializada. O cirurgião faz a incisão na pele de acordo com a técnica escolhida disseca e resseca o tecido mamário. As mamas são remontadas e faz-se a sutura final.

    O tempo da mamoplastia varia em média entre 90 e 180 minutos. Em alguns casos o procedimento pode se estender um pouco mais. O período de internação costuma ser de 12 a 24 horas. Certas pacientes podem ficar com a cicatriz um pouco mais aparente existindo tendência ao quelóide.

    Mamoplastia-redutora-fotos

    Quais são os preparativos

    Algumas medidas são necessárias após a decisão pela cirurgia. Exames de sangue e um eletrocardiograma devem ser feitos. Todas as atividades sociais escolares ou domésticas que não podem ser deixadas de lado precisam ser feitas já que esforços deverão ser evitados no pós-operatório.

    É preciso conversar com o médico no dia da mamoplastia caso tenha havido situação de gripe ou alguma indisposição. Antecipações do período menstrual também devem ser informadas. No dia do procedimento é importante chegar na hora marcada com os exames laboratoriais em mãos. Qualquer espécie de medicamento deve ser evitado especialmente os para emagrecer. Havendo a necessidade de tomar algum fármaco é preciso entrar em contato com o profissional para que este tome a decisão.

    Na véspera da mamoplastia é indicado evitar refeições muito pesadas e o consumo de álcool. É preciso comparecer ao hospital acompanhada e trajando roupas leves. É aconselhável levar uma troca de roupa já que a internação pode levar até 24 horas.

    Riscos e efeitos colaterais

    Não é comum haver complicações decorrentes deste procedimento. Na maioria dos casos tudo ocorre bem e o prognóstico é positivo. Riscos existem em qualquer espécie de método cirúrgico e não devem ser descartados porém a mamoplastia é em geral segura.

    Pessoas com tendência à cicatrização hipertrófica ou com tendência a formação de quelóides podem apresentar uma certa dificuldade na cicatrização. Pessoas com pele clara apresentam menos este tipo de problema. Nos dias após a cirurgia pode haver desconforto na região entretanto dores não são sentidas.

    Antes da decisão pela cirurgia é necessário fazer uma avaliação de risco. Também pode ser importante receber um acompanhamento psicológico em certos casos. Para evitar complicações exames de sangue são pedidos assim como um eletrocardiograma.

    Mamoplastia-de-aumento

    O que ocorre após o procedimento

    Após o procedimento a pessoa fica sob observação por um período. Geralmente a alta ocorre somente após 24 horas. Não é comum haver dores após a mamoplastia entretanto um leve incomodo pode ser sentido na região.

    Na maioria das vezes o banho completo só será permitido depois de 3 dias. Alguns casos podem necessitar de maior cuidado e a área operada precisa ficar protegida da água por até 8 dias. As mamas passarão por diversas fases no pós-operatório. O resultado final pode demorar um certo tempo para ser atingido em média de 8 a 18 meses.

    Nos 8 primeiros dias após a mamoplastia é preciso evitar esforços. Os braços não devem ser levantados e nem movimentados em excesso. O curativo não pode ser molhado até segunda ordem. A região não deve ser exposta ao sol ou ao frio. Todas as orientações médicas precisam ser seguidas com rigor para que o resultado seja positivo. A alimentação poderá ser normal e é indicado o consumo de frutas e de proteínas como carnes ovos e leite. Curativos subsequentes deverão ser feitos periodicamente. O profissional acompanhará a evolução da cicatriz e do estado da mama para tanto uma série de consultas precisarão ser agendadas.

    Diante de qualquer incomodo excessivo é indicado conversar com o médico especialista. Medicamentos quaisquer somente poderão ser tomados com a permissão do profissional.

    Compartilhar
    Artigo anteriorSintomas da Menopausa
    Próximo artigoTosse Seca

    Deixe uma resposta