Médico afirma que diversos estudos científicos não são confiáveisEpoch Times em Lusíada

Uma vez que médico, sou simpatizante da ciência, relativamente falando. Digo ‘relativamente’ porque, apesar da mesma possibilitar considerável justificação, certamente não dá todas as respostas essa todas as coisas.

Existem muitas coisas que podem fruir préstimo, mas que não foram ainda submetidas com destino a estudos científicos adequados. Vg, não existem estudos (fazendo uso dentre controles aleatórios) que mostrem conclusivamente que deixar do que fumar é proveitoso para essa saúde, entretanto, isso não me impede desde sugerir que alguém pare dentre fumar, caso solicitem o prezado recomendação.

Exatamente quando um tanto foi submetido em direção a estudos científicos sistemáticos, o conjunto do que resultados pode, em verdade, fornecer uma imagem bastante distorcida da veras. Uma das formas desde isso ocorrer é mediante viés da publicação.

Imaginemos que exista essa crença generalizada a que para banha saturada provoca doenças do coração. Estudos que reforçam isto teoria são vistos uma vez que positivos; os que contrariam o usualmente aceito são vistos uma vez que negativos. Existe na direção de tendência porque as publicações médicas e científicas preferencialmente publicarem estudos positivos.

Em outras palavras, os estudos científicos que estão em risca com para manante com pensamento aceita serão provavelmente mais facilmente publicados na literatura científica relação aos que apontam no interior de sentido contrário. Desta forma, o mistério vivente pode essencialmente permanecer inquestionável. Alguma coisa que é inerentemente não-científico. Os próprios cientistas agravam o problema.

Vale essa pena contar em mente que os pesquisadores ganham com no sentido de publicação com duas maneiras diferentes. Primeiro, aumentam em direção a sua reputação e posição na comunidade científica. Aliás, os pesquisadores mais publicados têm mais possibilidade desde atrair investidores para o Sr. trabalho. Para número reduzido de cientistas, publicar regularmente é uma questão desde sobrevivência profissional

Os pesquisadores sabem quais tipos desde estudos têm maior possibilidade com serem escolhidos para publicação. Pode possuir uma tendência inata para os cientistas produzirem pesquisa que pouco ou zero faz para aprofundar na direção de compreensão dentre um tópico em privado.

Pesquisadores da Universidade do que Edimburgo, Escócia, publicaram em setembro com 2011 uma estudo desde cienciometria com 4,6 milénio fadário com investigação relativos para uma vasta série a disciplinas que incluía medicina clínica, psicologia, psiquiatria e farmacologia.

Os pesquisadores analisaram afazeres que foram publicados entre 1990 essa 2007. Os resultados mostraram um declínio persistente na proporção dentre estudos estudo contraditórios na direção de traço conservadora durante oriente período desde tempo. Em 1990, 30% dos estudos eram contraditórios, mas em 2007 oriente número tinha encolhido para exclusivamente 14%.

Existem evidências que apontam uma tendência crescente para em direção a comunidade científica produzir qualquer vez mais do igual. Para pressão para pesquisadores e cientistas produzirem resultados ‘significativos’ pode, em última estudo, levar no sentido de uma visão pré-concebida da veras.

Na superfície, pode simular que o aumento desde resultados positivos significa que determinada evidência está qualquer vez mais comprovada. Na verdade, essa evidência pode estar tornando-se progressivamente menos controverso.

Oriente é unicamente um exemplo do justificativa em direção a ciência nem continuamente é digna dentre crédito implícita.

O Dr.John Briffa é um médico sediado em Londres e responsável com interesse em nutrição e medicina originário. O senhor página da Internet é DrBriffa.com.

LEAVE A REPLY