Nevo Azul

    0
    31

    O que é nevo azul?

    Existem vários tipos de nevos ou lesões benignas que acometem o nosso corpo. Estas marquinhas são conhecidas popularmente como pintas ou sinais e são compostas de células pigmentares melanócitos que produzem melanina. Com isto eles podem ter variados tons de marrom sendo que o nevo azul possui coloração azulada devido a sua localização um tanto quanto profunda.

    Um nevo são lesões benignas ou seja que não se tornam um câncer. No entanto pode ser considerado maligno quando se transforma em um melanoma. Nevos assimétricos com bordas mal definidas variação de cores e de diâmetro maior do que 6 cm necessitam de atenção. Além disto quando um nevo começa a coçar muito e criar feridinha crescer ou mudar de cor é preciso consultar um médico imediatamente pois pode ter havido progressão maligna no local.

    Indivíduos com mais de 50 anos de idade exposição excessiva à luz solar histórico na família deste tipo de câncer e queimaduras solares deixam as pessoas mais predispostas a um nevo maligno. No caso do nevo azul a condição é benigna mas necessita de todo o cuidado.

    Como se adquire

    O nevo azul surge geralmente ainda na infância ou adolescência podendo no entanto ser algo congênito. Ele é resultado de uma proliferação benigna de células pigmentares ou melanócitos com intensa produção de melanina.

    Acredita-se que é a migração defeituosa de melanócitos da crista neural para a região da pele durante o período embrionário que gere a condição em questão. O nevo azul se manifesta de três formas diferentes sendo que cada uma delas acaba produzindo determinados sintomas.

    Sintomas

    De uma forma geral o nevo azul produz uma mancha arredondada com coloração meio azulada/escuro cinza. Esta é normalmente milimétrica e em alguns casos pode ficar um pouco elevada. Dependendo do tipo de nevo azul algumas manifestações clínicas podem ser diferentes.

    O nevo azul comum é a mais frequente variante e geralmente é caracterizado pela presença de pápula ou mácula de tamanho bem pequeno em média 05 cm. Os locais mais comumente afetados são o dorso das mãos e dos pés sendo também possível que se desenvolva nas nádegas couro cabeludo e face dificilmente em outros lugares.nevo azul

    O nevo azul celular é um pouco maior do que o anterior assim como tende também a ser mais elevado. Os nódulos ou placas medem em média de 1 a 3 cm e mais da metade das lesões são encontradas nas nádegas ou na região sacral. A superfície das lesões pode ter aspecto um tanto quanto irregular e a condição afeta mais o sexo feminino do que o sexo masculino.

    O nevo azul combinado é a última lesão benigna a ser destacada. Esta ocorre quando há associação do nevo azul a outra população de células névicas morfologicamente distintas. Na grande maioria dos casos a face é local mais acometido sendo que as lesões são geralmente nodulares e de variados tamanhos. Algumas vezes a área pode ficar enegrecida ou amarronzada sugerindo que esteja havendo transformação maligna. É muito importante ficar atento a estas manifestações pois o diagnóstico precoce pode ser fundamental.

    Diagnóstico

    Analisar as lesões é fundamental para que se estabeleça o diagnóstico. Este necessita ser o mais correto possível pois lesões malignas confundidas com benignas podem trazer uma série de transtornos e preocupações futuras.

    Um estudo clínico do aspecto das lesões geralmente produz bons resultados. O médico pode fazer perguntas sobre a mancha como se ela sempre esteve ali se ela cresce muda de tamanho de cor entre outras coisas. Devido ao seu aspecto e coloração frequentemente chega-se a um bom diagnóstico. Exames complementares podem ser necessários em alguns casos principalmente se houver suspeitas de lesão maligna. Assim que o diagnóstico for estabelecido deve-se dar início ao tratamento.

    Como é feito o tratamento

    Dependendo do caso do aspecto da lesão e da sua localização o tratamento varia um pouco. Além disto é preciso verificar se realmente há a necessidade de remoção da mancha pois frequentemente ela não provoca nenhum tipo de incômodo a não ser o estético.

    Caso haja necessidade de remoção o nevo azul será submetido à excisão e a uma sutura simples. É importante manter um acompanhamento do local acometido após o tratamento de forma a verificar o seu sucesso e de evitar recidivas.

    Como prevenir

    Para evitar recidivas é fundamental consultar um médico periodicamente e manter a área que foi acometida sob observação. Como a condição é decorrente de uma proliferação indevida de células pigmentares não há muito o que se fazer para evitar o surgimento das manchas.

    Entretanto é preciso ficar sempre atento ao aspecto das mesmas. Caso elas estejam coçando com coloração variada bordas mal definidas e assimétricas não hesite em procurar imediatamente por um médico. Lembre-se sempre que grande maioria das condições pode ser melhor tratada quando é precocemente detectada.

    Compartilhar
    Artigo anteriorArtrite Psoriática
    Próximo artigoDicas para evitar a queda de Cabelos

    Deixe uma resposta