Nidação

    0
    101

    O que é nidação?

    A nidação nada mais é do que a fixação do óvulo fecundado no útero. Após a fecundação do óvulo nas trompas de Falópio ocorre uma movimentação até o endométrio. Lá chegando o futuro embrião deve fixar-se nesta espécie de parede do útero de forma a permitir uma gravidez em perfeitas condições.

    A movimentação toda até o útero pode levar de 4 a 15 dias. Somente depois da fixação do óvulo fecundado no endométrio ou seja da nidação é que a mulher começa a produzir o HCG ou hormônio coriônico gonadotrófico. Por isto muitas vezes um teste de gravidez pode dar resultado errado já que enquanto não tiver hormônio no sangue ou na urina ele não irá indicar positivo no entanto a mulher pode estar grávida e passando por este processo de nidação.

    Enquanto o óvulo se desloca em direção ao útero vão ocorrendo divisões celulares. Neste período o ovo fica bastante vulnerável já que o corpo da mãe pode acabar considerando-o um agente nocivo e agir no sentido de exterminá-lo. Geralmente a cada 3 óvulos fecundados que percorrem este caminho somente 1 consegue chegar ao útero para a nidação.

    Por que ocorre?

    A nidação é a fixação do óvulo fecundado no útero. O óvulo sai do ovário e encontra com o espermatozoide nas trompas de Falópio. Para que este futuro embrião a junção do óvulo e do espermatozoide cresça e se desenvolva ele necessita fixar-se no útero. Somente no útero a gravidez irá ocorrer da maneira adequada sendo por este motivo que ocorre a nidação.

    O endométrio é uma camada que reveste internamente o útero. Para receber o óvulo fecundado ele fica mais espesso e a não nidação resulta na menstruação ou seja na descamação do endométrio. Após a devida fixação começa o processo de produção da placenta e de HCG.

    Sintomas

    Normalmente o mais comum sintoma da nidação é um leve sangramento que tende a durar cerca de 3 dias. Muitas mulheres acabam confundindo esta fixação do óvulo fecundado com a menstruação e depois de um tempo recebem a notícia da gravidez. O sangramento costuma ter aspecto de sangue aquoso ou de corrimento marrom como uma borra de café.

    Cólicas moderadas pode ser também um sintoma de nidação no entanto nem sempre a condição manifesta algum tipo de sinal. Em casos de sangramentos intensos fora do período e por mais de 3 dias procure nidaçãoimediatamente por um médico pois pode ser desde uma disfunção de progesterona como algo mais grave como uma gravidez ectópica ou o início de um aborto.

    Nidação e gravidez

    Depois que o óvulo fecundado se fixa no endométrio pode haver um pequeno sangramento devido ao processo de acomodação na parede do útero. Muitas mulheres confundem-se e acreditam estar menstruando quando na verdade estão entrando em uma gravidez. Caso o fluxo de sangue seja pequeno vale a pena fazer um teste no entanto caso o fluxo fora de hora esteja intenso e durando mais do que 3 dias procure por um médico.

    Os testes de farmácia e até mesmo o teste no Beta HCG podem dar negativo mesmo quando houve a implantação do espermatozoide no óvulo. A mulher pode fazer o teste e achar que não está grávida quando na verdade está. Isto ocorre pois após a fecundação existe um período de movimentação do óvulo fecundado em direção ao útero. Esta movimentação pode levar de 4 a 15 dias e somente após ocorrer a nidação ou seja a fixação o óvulo fecundado no útero é que a mulher irá produzir o HCG hormônio responsável pela acusação de gravidez nos testes.

    Diagnóstico

    Para saber se realmente houve nidação e o que está acontecendo com o corpo as mulheres devem procurar por um médico ginecologista. Inclusive todas as mulheres devem passar por exames de rotina e consultar periodicamente este profissional. A grande maioria das condições pode ser evitada ou melhor tratada quando é precocemente detectada.

    Para o diagnóstico de nidação e de gravidez o médico pode solicitar a realização de diferentes exames. Os mais conhecidos são os de sangue e o de urina sendo que ambos irão identificar a produção ou não de HCG ou hormônio coriônico gonadotrófico. A visualização do feto também é uma opção através de ecografias trans-vaginais após a 6ª semana de gravidez ou através de ecografias abdominais após a 8ª semana.

    Os batimentos cardíacos do feto também podem ser identificados via estetoscópio no entanto somente após a 17ª ou 19ª semana. Outra opção é através do tato do médico que pode localizar o embrião colocando a mão sobre o útero depois da 20ª semana de gestação.

    Não se precipite e consulte um médico antes de dar a gravidez por confirmada. Somente um profissional está apto a verificar o que realmente está acontecendo sendo que inclusive uma série de outras condições deve ser excluída antes do diagnóstico.

    Deixe uma resposta