Plicometria: o que, por que, quando

0
246

O que é Plicometria? 

A plicometria é um método utilizado para realizar uma ESTIMATIVA de massa gorda corporal, expressa em termos percentuais. A MEDIÇÃO exata da quantidade de gordura é, no entanto, possível obtê-la apenas com a dissolução com solventes orgânicos do cadáver. Melhor permanecer na incerteza

Em que consiste? 

Consiste na detecção, por um operador especialista, da espessura das dobras cutâneas por meio do plicômetro, calibre de mola cuja pressão é padronizada.

Cada dobra consiste em uma dupla camada de pele e seu tecido adiposo subcutâneo; mais ou menos o conceito é o de uma pitada lenta e profunda feita com as palmas das mãos e do polegar.

A detecção é realizada em pontos corporais padronizados que são considerados indicativos de toda a gordura subcutânea; As dobras detectadas com maior frequência são:

  • Tricipital
  • Bicipital
  • Subescapular
  • Suprailíaco
  • peitoral
  • axilar
  • abdominal
  • coxa

É isso que nós MEDIR e que mais interessa ao profissional: a espessura da plica, a distribuição de gordura subcutânea e a soma das medidas.

Com base em quais e quantas parcelas encontramos, existem equações matemáticas para estimar a massa de gordura corporal. As equações a serem usadas são essencialmente duas:

  • um para derivar a densidade corporal do valor das dobras
  • um para obter, a partir da densidade corporal recém-calculada, a estimativa da massa gorda

A escolha das equações mais apropriadas varia principalmente com base na condição de peso do sujeito e no grau de atividade física realizada.

O que é Plicometria

Por que e quando fazer plicometria? 

O saldo nos dá apenas um dado: a massa corporal expressa em quilogramas.
Em relação à estatura, podemos calcular o índice de massa corporal, graças ao qual é possível diagnosticar baixo peso, sobrepeso e obesidade.
É evidente, porém, que esse índice tem limitações: um poder desportista será prontamente com sobrepeso ou obesos e sedentários com um assunto muito poucos músculos pode ser de peso normal, enquanto tendo um depósito viscerale..ehm perturbador lipídica seria a barriga! (a chamada “gordura magra”)

Existem, de fato, questões que só a balança não consegue responder:

  1. Quanto pesa o músculo e quanto é gordura?
  2. Se meu peso mudou, o que realmente mudou? Eu perdi peso porque eu queimei gordura ou fiquei desidratado?

Nós não falamos mais apenas da massa corporal, mas da COMPOSIÇÃO DO CORPO.

A plicometria, embora com limitações, nos permite estimar a porcentagem de gordura corporal e ter números, dados para referir para monitorar o progresso.

Nesse sentido é muito interessante porque no emagrecimento, especialmente quando muito rápido, todos os componentes estão para cair (hidratação, músculo, glicogênio, gordura) e é difícil entender com o único equilíbrio disponível que é o principal responsável.

A plicometria, detectando por natureza apenas a gordura subcutânea, nos dá uma indicação mais qualitativa.