Quatro dicas financeiras para quem vai sair de casa dos pais

0
38

Sair de casa dos pais pode ser um dos principais passos em direção à independência financeira dos jovens. Esta é, normalmente, uma altura excitante, cheia de promessas de novas aventuras e experiências, no entanto, não deve ser uma decisão impulsiva e é importante que envolva algum planeamento. Antes de dar este passo arrojado, assegure-se que está preparado para o que o futuro pode trazer. Conheça quatro dicas para quem vai sair de casa dos pais. Leia o artigo: Como alcançar a independência financeira

1. Faça contas ao custo de vida

O custo de vida vai variar mediante alguns fatores, nomeadamente, a zona para onde gostava de mudar-se, se vai necessitar de utilizar transportes ou o estilo de vida que pretende adotar. Viver por conta própria envolve mais do que pagar uma renda, por isso, faça uma lista de despesas que irá ter. Conte com, pelo menos, as seguintes despesas: renda de casa, contas do mês (água, gás, eletricidade, telecomunicações), compras (alimentação, produtos de higiene e limpeza) e mobília. Leia o artigo: Quatro despesas inesperadas que deve considerar se vai viver sozinho

2. Elabore um orçamento familiar

Enquanto ainda vive em casa dos pais, faça um esforço para se familiarizar com os preços. Fale com os seus pais e pergunte-lhes quanto é que pagam em média com despesas acima referidas. As despesas que irá ter podem ser mais reduzidas, mas será sempre uma boa base de partida para fazer as contas. Quando souber estes números, faça um orçamento familiar para ter uma noção de quanto vai necessitar por mês e, muito importante, quanto é que pode pagar de renda. Saiba como fazer um orçamento familiar

3. Pague uma renda aos seus pais

Ser responsável pelas contas que paga pode ser muito difícil para quem nunca teve uma responsabilidade financeira mensal. Para que este impacto não seja tão penoso, pode oferecer-se para pagar uma renda aos seus pais. Se estes não aceitarem, ofereça-se para pagar as contas da eletricidade e da água. O importante é começar a assumir algumas responsabilidades financeiras para que a adaptação seja mais suave. Caso os pais não queiram mesmo receber dinheiro nenhum, aproveite essa quantia para fazer uma “almofada financeira”. Leia o artigo: Seis formas de poupar sendo sustentável

4. Tenha um fundo de emergência

Uma vez tendo saído de casa dos pais e assumido a responsabilidade de pagar as suas contas, poupar algum dinheiro pode ser difícil, pelo menos numa fase inicial. Por isso, é importante que, antes de dar esse passo, já tenha um fundo de emergência. Esta ferramenta será útil caso tenha despesas elevadas inesperadas ou fique sem rendimentos momentaneamente e deve conter até seis meses de despesas fixas (renda, contas e supermercado, pelo menos). Veja o guia prático para fazer um fundo de emergência

Leia também:

Oito formas de obter rendimento extra

Como ganhar dinheiro com a reciclagem

10 formas de poupar eletricidade no verão

Seis dicas para ter uma alimentação ‘low cost’

Como fazer refeições por menos de 1,25 euros?

artigo do parceiro:

Compartilhar
Artigo anteriorQuatro dicas de gestão de dinheiro para famílias muito ocupadas
Próximo artigoQuatro dicas para aumentar as suas poupanças

Deixe uma resposta