Quatro em cada 10 portugueses gozam férias no Natal/fim de ano

0
46

“Apesar de a maioria ter declarado que pretende ficar em casa, as intenções para viajar neste período (43%) são superiores às obtidas para o período de Natal e fim de ano de 2015, aumentando seis pontos percentuais”, refere o Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT) em comunicado.

De acordo com os resultados do inquérito Avaliação das Intenções de férias de Residentes em Portugal – Natal/Fim de Ano 2016, realizado pelo IPDT, dos 43% de portugueses que tencionam fazer férias no Natal e fim de ano, 78% vão ficar em território nacional, surgindo as regiões do Porto e Norte e do Centro como “destinos preferenciais”, com 53% das preferências.

Seguem-se Lisboa e a Madeira, com 14% e 11%, das respostas, respetivamente, sendo que entre os destinos europeus os mais escolhidos são Espanha, Reino Unido e França.

Para o presidente do IPDT, António Jorge Costa, “a expectativa para o gozo de férias neste período é muito positiva, confirmando-se o bom momento do turismo nacional”: ”O Porto e Norte é de novo o destino de eleição, numa escolha que coloca os destinos nacionais no topo das preferências para 78% dos inquiridos”, destaca.

Segundo as conclusões do inquérito, a duração da estada das férias do próximo Natal/fim de ano concentra-se entre duas a três noites, com 62% a viajarem em grupos de duas pessoas.

Ainda assim, 33% pretendem ficar quatro ou mais noites e 29% vão viajar em grupos de três ou mais pessoas, o que, face ao período homólogo de 2015, representa uma “pequena redução” na estada média e na dimensão do grupo.

O gasto turístico global previsto nas férias do próximo Natal/fim de ano concentra-se entre os 100 a 600 euros, predominando neste intervalo o consumo entre 200 a 400 euros, o que permite estimar que cada turista nacional gaste em média 209 euros, a que corresponde um gasto por noite e turista de 58 euros.

Segundo o IPDT, “estes resultados são semelhantes aos obtidos no estudo efetuado no período homólogo de 2015, não se observando diferenças significativas”.

A tipologia de alojamento escolhida “é muito variável”, sobressaindo o alojamento particular (41%) e os hotéis (40%).

Dentro do alojamento particular destacam-se as estadas em casa de familiares/amigos (24%), enquanto no segundo a preferência vai para os hotéis de quatro estrelas (20%), sendo estes resultados mais uma vez “idênticos aos obtidos no Natal e fim de ano de 2015”.

A recolha de dados do estudo de intenções de férias para o Natal e fim de ano de 2016 decorreu entre 14 e 28 de novembro passado, através de um inquérito ‘online’, tendo sido obtidos 612 questionários válidos, preenchidos por cerca de 70% de mulheres e por inquiridos na sua maioria casados ou em união de facto, com uma idade média de 38 anos.

Compartilhar
Artigo anteriorQuatro dicas para aumentar as suas poupanças
Próximo artigoQuatro mitos sobre a visão em que toda a gente acredita

Deixe uma resposta