Redução mamária com levantamento do peito

0
45

Umas sofrem porque têm de menos e outras reclamam porque têm demais. Há mulheres complexadas devido ao tamanho do seu peito, vítimas de um 42 ou 44 copas D a E, que lutam diariamente para dissimular o tamanho excessivo e que podem acabar por padecer de problemas graves nas costas devido ao peso extra que têm de suportar. Se este é o seu problema então pode optar pelas seguintes soluções, de modo a poder prevenir danos permanentes na sua coluna. Saiba como funciona a cirurgia, como se processa o pós-operatório e quais os exercícios que deve fazer depois.

Hoje, as cirurgias de redução mamária procuram a perfeição de forma a levantar também a mama. Francisco Melo, cirurgião plástico, explica-lhe como se realizam. A técnica consiste em retirar o tecido mamário excessivo e existem várias técnicas para o fazer. «A diferença mais marcante reside nas dimensões das cicatrizes. As técnicas actuais permitem manter a sensibilidade na aréola e mamilo, permitem a amamentação e procuram de um modo geral que as cicatrizes resultantes sejam menores e fiquem o mais camufladas possível», refere o especialista.

«O pós-operatório é relativamente indolor e bem tolerado», afirma o cirurgião plástico, mas «será necessário o uso de um sutiã de desporto no primeiro mês e evitar os esforços físicos nos primeiros 15 dias. Poderá retomar a condução ao fim de cinco a sete dias, e os pontos serão removidos entre o sétimo e o décimo dia». Quanto aos resultados, «são visíveis imediatamente, sendo que a mama irá melhorando de aspecto ao longo do tempo e as grandes transformações surgem no primeiro mês», sublinha Francisco Melo. Requer anestesia geral e uma noite de internamento.

Exercício combinado para reforço dos músculos de suporte

«Nos casos em que, associada a uma mama grande, existe excesso de peso ou obesidade, o exercício físico, combinado com um programa adequado de perda de peso, contribui para a diminuição do volume da mama e para uma melhor postura e reforço dos músculos de suporte da coluna vertebral», adverte Francisco Melo. Por outro lado, existem exercícios específicos que, «embora não tenham qualquer influência sobre as dimensões da mama, ajudam a tonificar os músculos de suporte da coluna cervical e dorsal».

Experimente este exercício muito simples dividido em dois passos:

– Sente-se com as pernas cruzadas, as costas direitas e os braços em cruz à altura dos ombros, e suba-os acima da cabeça até que as palmas das mãos se unam. Repita 20 vezes.

– Na mesma posição, junte os braços à frente com os cotovelos dobrados. Repita 20 vezes.

Texto: Rita Caetano com Francisco Melo (cirurgião plástico)

artigo do parceiro:

Compartilhar
Artigo anteriorRedução do peito melhora autoestima de muitas mulheres
Próximo artigoRefirme-se sem complexos com ácido polilático

Deixe uma resposta