Refluxo em Bebês

    0
    212

    O que é refluxo?

    Quando comemos algo o alimento mastigado passa da boca para o esôfago e posteriormente cai no estômago. O esôfago é uma espécie de tubinho que conduz o alimento até a boca do estômago sendo que entre os dois existe uma pequena válvula que abre e fecha para a passagem da comida.

    Para a devida digestão dos alimentos existe no estômago o suco gástrico uma substância um tanto quanto irritante. Quando durante a passagem dos alimentos do esôfago para o estômago há uma falha no funcionamento da válvula o suco gástrico acaba caindo no esôfago o que irrita a mucosa que o reveste e provoca refluxo.

    O refluxo gera uma sensação incômoda de queimação na região e é algo a ganhar especial atenção quando ocorre em bebês ou recém-nascidos. Apesar de ser condição comum nesta época da vida pode provocar alguns transtornos e um médico deve ser consultado.

    Refluxo em bebês

    Bebês e recém-nascidos costumam sofrer com refluxo pois como estão em processo de desenvolvimento a válvula de controle entre o esôfago e o estômago ainda não funciona devidamente. Desta forma há um frequente retorno de alimentos para o esôfago assim como de suco gástrico o que gera o desconforto e a queimação característicos do refluxo.

    Até o bebê completar 1 ano de idade a condição é bem comum no entanto algumas vezes pode provocar certos transtornos como perda de peso dores de garganta e até mesmo problemas respiratórios. Não deixe portanto de conversar com um médico sobre quaisquer sintomas ou sinais.

    refluxo em bebês

    Sintomas

    O refluxo em bebês é algo recorrente e muito comum sendo que geralmente acontece logo após a mamada e provoca um pouco de vômito. Pode ser também que eles tussam depois de vomitar como se o leite tivesse entrado pelo local errado.

    Manter um paninho ou uma fralda por perto é algo fundamental já que o refluxo é frequente após a alimentação. Tanto os bebês que mamam no peito como os que mamam na mamadeira fórmulas específicas costumam sofrer de refluxo. Apesar de comum a condição pode levar o bebê a perder peso pois ele regurgita grande parte do que ingere. Além disto ele pode acabar desenvolvendo aversão ao leite devido ao gosto amargo que sobe quando o suco gástrico vai ao esôfago.

    O que fazer?

    Caso o bebê esteja apresentando muita tosse esteja perdendo peso irritadiço e choramingão consulte um médico. Especialmente se ele estiver vomitando muito pois é fundamental que um diagnóstico seja estabelecido de forma a excluir condições mais preocupantes e de encontrar um tratamento para o problema em questão.o que fazer refluxo

    O diagnóstico do refluxo em bebês é geralmente apenas clínico e com base nos sintomas e em exames físicos. O raio-x do sistema digestivo é um exame complementar que pode ser solicitado em casos de dúvidas sendo necessário o bebê ingerir contraste para tanto.

    Tratamento

    Geralmente o refluxo pode ser contornado através de simples medidas como mudanças na posição do bebê durante a mamada por exemplo. No entanto em casos mais sérios o pediatra pode recorrer a outras alternativas como o uso de anti-ácidos ou anti-refluxos.

    É importante não utilizar nenhum medicamento sem orientação médica além disto os bebês são tratados com remédios somente em últimos casos quando por exemplo a condição esteja colocando a saúde em risco. Por exemplo refluxos recorrentes e por muito tempo podem acabar fazendo com que o bebê desenvolva esofagite ou seja inflamação na mucosa do esôfago. Outra possibilidade preocupante e que leva ao uso de medicamentos é a passagem de refluxo para o sistema respiratório levando a problemas como pneumonias sinusites e até mesmo otites.

    Prevenção

    Existe uma série de medidas simples que podem ser tomadas com o intuito de evitar o refluxo como por exemplo mudar a posição do bebê durante a mamada. Procure deixá-lo em posição ereta cerca de 20 minutos após cada “refeição” e eleve a cabeceira do bercinho isto pode ajudar.

    Outra dica é diminuir a quantidade de leite a cada mamada e aumentar a frequência das mesmas. Com isto o bebê irá tomar menos leite e de uma só uma vez o que pode dificultar a regurgitação. Além disto é importante também a mãe ter atenção à sua saúde já que algo específico no leite pode estar levando o bebê a sofrer com refluxo. Por isto muitas vezes é recomendado que a mãe elimine o leite de vaca da sua alimentação pois proteínas neste leite podem ser as responsáveis pela intolerância e pelo refluxo do bebê.

    O refluxo é portanto uma condição comum e frequente em bebês e recém-nascidos. Simples medidas podem ajudar a contornar a condição sendo no entanto imprescindível que um médico seja consultado de forma a verificar a real causa da regurgitação. Cuide da saúde de seu bebê e não deixe de levá-lo periodicamente a um pediatra.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here