Rejuvenescimento facial combinado | SAPO Lifestyle

Nos países mais desenvolvidos, as adeptas de tratamentos estéticos já não passam sem os inovadores procedimentos de rejuvenescimento facial combinado, que garantem resultados relativamente rápidos, ainda que muitos não se prolonguem no tempo. Trata-se de um conjunto de técnicas de última geração criadas para revitalizar a pele e eliminar rugas e imperfeições no rosto, no pescoço e no decote. Nos meses que antecedem o verão, a procura tende a aumentar, mas há cada vez mais gente a recorrer a estes métodos nas outras estações do ano. Estes são alguns dos mais comuns:

– Tratamento de rugas com preenchimento

Para a parte superior do rosto utiliza-se toxina botulínica, mais conhecida como Botox, para relaxar temporariamente os músculos causadores das rugas de expressão (testa, entre as sobrancelhas e pés de galinha). Com a ajuda de uma agulha fina, o especialista injeta uma pequena dose de botox nas zonas a tratar, de forma a imobilizar os músculos cuja contração provocam as rugas. O procedimento é rápido, não dói, é feito numa única sessão (demora 10 a 15 minutos) e permite regressar à vida normal no próprio dia.

Esta aplicação deve ser feita por médicos treinados, pois os músculos que serão imobilizados são estrategicamente escolhidos e desnecessários para outros movimentos normais do rosto. Os resultados são visíveis a partir de 48 a 72 horas a expressão fica mais relaxada e as rugas desaparecem por um período entre os quatro e os seis meses. Depois, pode ser repetido. Em média, este procedimento estético pode custar entre 300 € a 600 € por sessão.

Para a parte média e inferior do rosto utiliza-se ácido hialurónico (Restylane), uma substância de preenchimento não permanente 100% compatível com o organismo, que promove uma micro-projecção da ruga para fora, preenchendo-a. Está especialmente indicado para o preenchimento dos sulcos nasogenianos, rugas perilabiais e cantos dos lábios descaídos, bem como para aumentar o volume dos lábios, queixo e maçãs do rosto.

Depois de aplicar anestesia local, o médico introduz a agulha ao longo da ruga e vai retirando-a ao mesmo tempo que deposita o produto. De seguida, faz uma pequena massagem para distribuí-lo. Permite tratar várias zonas numa única sessão e não requer testes cutâneos prévios. As rugas são imediatamente apagadas. Pode causar um pouco de hematoma e/ou inflamação que desaparece em dois ou três dias. Em média, dura entre seis e nove meses, dependendo de cada pessoa. Tem um custo que oscila entre 300 € a 600 € por sessão.

Veja na página seguinte: Peeling glicólico

Ver artigo completo

Deixe uma resposta