Remodelação total para ficar com um corpo que só apetece fotografar

0
37

Os tratamentos estéticos podem determinar o sucesso de quem não tem medo de arriscar e/ou está disposto a alterar os seus hábitos. Que o diga Fátima Silva, uma leitora da revista Ultimate Beauty que, ao ganhar um passatempo da revista, conquistou a oportunidade ideal para realizar o sonho de perder 15 quilos em cerca de 12 semanas. «Tenho um metro e oitenta e uma estrutura larga, por isso não havia uma zona específica que quisesse remodelar, era da cabeça aos pés», refere.

«Daí ser tão chamativo o passatempo de remodelação corporal, foi isso que me fez concorrer», recorda Fátima Silva. Em maio de 2011, esta contabilista e mãe com 47 anos pesava 102 quilos. Três meses depois, pesava 87 e tinha perdido 41 centímetros de volume. Veja a galeria de imagens que mostra a evolução da vencedora do passatempo durante os meses em que foi submetida a vários procedimentos estéticos.

«É possível recuperar as formas num curto espaço de tempo, basta o paciente estar motivado e ser acompanhado por uma equipa multidisciplinar que faça um seguimento rigoroso, à medida de cada caso», afirmava, na altura, Paula Henriques, diretora da Clínica iCare, em Lisboa, parceira da revista nesta iniciativa. Conheça o plano de tratamentos e as regras de alimentação e de exercício que Fátima Silva seguiu.

O plano de tratamentos a que Fátima Silva foi submetida:

1. Diagnóstico e avaliação

Fátima Silva foi à primeira consulta no final de abril de 2011. «Procedeu-se à investigação da história e antecedentes genéticos, seguida da avaliação antropométrica através de palpação, verificação do Índice de Massa Gorda, medição de pregas e termografia de contacto para diagnóstico do tipo de celulite instalada», relata Paula Henriques. Os dados recolhidos conduziram ao diagnóstico de «excesso de peso fruto de uma vida sedentária».

Mas não só. O problema era maior. «Pouco cuidado com a alimentação e ausência de qualquer tratamento estético, bem como celulite e gordura localizada, sobretudo na zona abdominal, ancas e glúteos», acrescenta a especialista. O acompanhamento médico manteve-se ao longo dos três meses, permitindo monitorizar a evolução de Fátima Silva e detetar a necessidade de alterações ao plano inicial.

«Na primeira consulta delinearam-me um plano alimentar e de tratamento e, na mesma semana, começámos os tratamentos. Inicialmente, fui seguida de 15 em 15 dias, depois de três em três semanas e, mais tarde, uma vez por mês, para ser medida, pesada e identificar aspetos que precisassem de ser corrigidos», conta Fátima Silva.

Veja na página seguinte: Os procedimentos que mudaram a silhueta de Fátima Silva

Ver artigo completo

Compartilhar
Artigo anteriorRemodelação nasal continua em alta
Próximo artigoRenato Luís comenta penteados de celebridades nos Globos de Ouro 2012

Deixe uma resposta