Remodelar o corpo para uma silhueta irrepreensível

Margarida Bento, na altura com 30 anos, há muito que pensava fazer tratamentos estéticos para remodelar a silhueta. Mas ainda não tinha tido a oportunidade de os iniciar. Quando concorreu a um passatempo da revista Ultimate Beauty que oferecia uma remodelação corporal completa, queria muito ganhar. E ganhou! Três meses depois do início, está mais do que satisfeita com os resultados. Bastou uma primeira consulta para definir os objetivos que a levariam Margarida a uma remodelação corporal completa e eficaz.

Não que não gostasse do seu corpo mas, sem qualquer receio, confiou na CM Clínicas e nos conselhos da Utimate Beauty para melhorar a sua imagem e sentir-se ainda melhor. Reduzir volume, perder massa gorda, diminuir a retenção de líquidos e o inchaço, emagrecer quatro a seis quilos, refirmar a pele e ficar mais tonificada foram os pontos de partida para uma mudança de imagem que durou três meses. 25 sessões depois, Margarida Bento tem uma nova silhueta.

Os resultados estão à vista. O corpo está mais firme, mais bonito e delineado, pronto a exibir os novos biquínis na praia. Pelo caminho, ganhou outros benefícios como a redução da celulite e a diminuição da visibilidade dos derrames nas pernas, visto que houve enormes melhorias na microcirculação. Veja a galeria de imagens de antes e depois do tratamento.

Os tratamentos que foram feitos

Após a consulta de avaliação, os objetivos traçados centraram-se na perda de volume e no combate à má circulação e à celulite, instalada essencialmente da cintura para baixo. Para isso foram realizadas 25 sessões de dois tratamentos, a carboxiterapia e a algoterapia Gernétic:

– Carboxiterapia (2 vezes por semana)

É uma técnica que consiste na injeção hipodérmica de dióxido de carbono medicinal purificado. Esta substância atua diretamente na área que se pretende tratar. Durante o processo, é usada uma agulha muito fina e descartável que é ligada a um equipamento, permitindo medir o fluxo e a quantidade de CO2 administrada. O dióxido de carbono ativa a microcirculação e estimula o mecanismo dos fibroblatos para produção de novo colagénio, tendo um efeito muito positivo na elasticidade da pele.

Tem ainda um forte efeito lipolítico (redução da gordura). Este tratamento está indicado para diversos problemas estéticos (e alguns patológicos), sendo uma das técnicas mais recomendadas para tratar estrias (até mesmo as mais estabilizadas), combater a celulite, a gordura localizada e a flacidez da pele. No caso de Margarida Bento, o objetivo passou por perder volume, celulite e refirmar os tecidos das coxas e dos glúteos.

E o que é que a Margarida Bento sentiu? «Na primeira sessão assustei-me um pouco com as agulhas mas, gradualmente, fui começando a aguentar cada vez mais tempo», confessa. Na carboxiterapia as microagulhas são colocadas na pele e ficam injetadas enquanto é administrado o CO2. Quanto mais tempo o paciente estiver confortável com as agulhas, mais substância é injetada, logo, melhores serão os resultados.

Margarida Bento diz que a primeira sensação é a de estarem a insuflar ou a soprar ar para dentro da pele, «mas rapidamente essa impressão passa.» Não sentiu dores, apenas leves picadas «como se fosse um mosquito» e o único contra foram pequenos hematomas que ficaram na pele durante um ou dois dias.

De qualquer forma, os benefícios ultrapassaram qualquer sacrifício. «Notei uma clara melhoria na textura e na qualidade da pele e, como tenho alguns problemas de derrames, foi ótimo para activar a circulação e disfarçá-los!», confessa.

Veja na página seguinte: Outros tratamentos que foram feitos

Ver artigo completo

Deixe uma resposta