Sabe qual é a sua personalidade financeira?

0
39

A atitude em relação ao dinheiro influencia o futuro, por isso, deverá ser capaz de identificar os seus pontos fortes e fracos quando se trata de gastar e poupar. Se conseguir identificar as suas fragilidades tem mais hipóteses de corrigir maus hábitos e ter um futuro financeiro mais saudável. Conheça quatro tipos de personalidades financeiras, de acordo com o site Igrad.

1. Gastador

É o tipo de pessoa que gasta muito dinheiro, com o objetivo de tornar os seus desejos realidade, quer se trate de uma carteira ou de um automóvel. Para o gastador, a única coisa que importa é que todos os seus desejos se tornem realidade, mesmo que isto signifique que a conta da eletricidade fica por pagar. Frequentemente gasta mais do que o que ganha. Por este motivo, as contas por pagar acumulam-se e pode acabar com problemas de sobre-endividamento. Conheça os oito sinais de sobre-endividamento

O que fazer?

O mais importante é controlar o impulso gastador e começar a ter noção do dinheiro que ganha e o que gasta. A melhor forma de fazê-lo é através do orçamento familiar. Comece a delinear este documento com duas colunas: uma para as receitas e outra para as despesas. No lado da coluna das despesas, é importante que não se esqueça de colocar em primeiro lugar os itens fixos, como renda, créditos e contas fixas, e ainda reservar uma parcela (pelo menos 10%) para poupança. Esta é a melhor forma para saber qual é a margem que tem para gastar. Saiba como fazer o seu orçamento

2. Inseguro

É alguém que teme o futuro, e, na perspetiva de que algo negativo vai acontecer, está sempre a contar e a acumular dinheiro debaixo do colchão. Apesar de ter dinheiro guardado, o inseguro é, por regra, avarento não goza a vida porque está sempre a preparar-se para uma potencial crise financeira. Também não empresta dinheiro, mesmo que o outro esteja muito necessitado. Quer se trate de ganância ou medo do futuro, esta atitude impede-o de desfrutar plenamente da vida. Conheça três motivos para não guardar o dinheiro debaixo do colchão

O que fazer?

Poupar dinheiro é sempre uma boa ideia, no entanto, tê-lo debaixo do colchão ou guardado num pote não será a melhor forma de fazê-lo. Em primeiro lugar porque não é seguro, em segundo porque, na realidade, não está a poupar, mas antes a perder dinheiro, devido ao efeito da inflação. Se se sente inseguro em relação ao futuro, faça um fundo de emergência que contenha, pelo menos, seis meses de despesas fixas mensais para fazer face uma eventualidade e coloque-o num produto seguro, como um depósito a prazo. O restante dinheiro da sua poupança aplique-o noutros produtos financeiros adequados ao seu perfil de investidor. Não se esqueça que diversificar os investimentos é um princípio fundamental da boa gestão das poupanças, pois contribui para a diminuição do risco. Informe-se sobre várias alternativas junto de um gestor financeiro. Conheça três produtos para acumular poupança

3. Desorganizado

Também conhecidas como “avestruzes”, as pessoas com este traço de personalidade têm dificuldade em admitir que tem problemas financeiros, porque simplesmente preferem não olhar para os factos. Estão em negação. Isto significa que não fazem ideia qual é o tamanho da sua dívida, a quem devem dinheiro, quanto dinheiro entra na conta bancária mensalmente ou quando é que têm de pagar as contas. Saiba como organizar o orçamento quando está sem dinheiro

O que fazer?

Ser desorganizado pode trazer custos enormes e é o primeiro passo para o caos financeiro. Para ter alguma ordem, comece por organizar toda a informação financeira relevante. Isto passa por reunir toda a documentação relativa a contas para pagar, informação bancária ou seguros, ou seja, qualquer informação que mexa com as finanças. Depois faça um orçamento familiar para ajudá-lo a ter algumas regras e a conhecer a sua vida financeira. Conheça oito formas de obter rendimentos extra

4. Organizado

É o mais equilibrado de todos. O organizado sabe quando gastar o dinheiro e quando poupar. Conhece os seus objetivos financeiros, como lá chegar, e sabe como é importante ter um orçamento familiar para conquistá-los. Tem uma relação saudável com o dinheiro e sabe que, para viver confortavelmente, é importante ter alguma organização e planeamento. Saiba como as emoções podem arruinar as suas poupanças

O que fazer?

Não há muito a melhorar. É continuar a gerir o dinheiro da melhor forma, procurando novas alternativas de investimentos. Conheça o risco dos seus investimentos

Leia também:

Como ganhar dinheiro com a reciclagem

O que fazer para que todas as faturas entrem no IRS

Como usar corretamente os cupões de desconto

Cinco formas de diminuir o despedicio alimentar em sua casa

artigo do parceiro:

Compartilhar
Artigo anteriorSabe qual o tratamento mais adequado ao seu tipo de pele?
Próximo artigoSabe qual é o seu signo chinês?

Deixe uma resposta