Sexo durante a gravidez faz mal?

    0
    46

    Sexo durante a gravidez

    A princípio pode-se dizer que não faz mal salvo algumas situações em específico. Mesmo com toda a penetração o pênis jamais atingirá o feto não havendo portanto possibilidade dele sair machucado.

    Nos primeiros meses da gravidez é muito comum a mulher sentir enjoos náuseas cansaço e dor nos seios. O estresse e as preocupações extras deixam-nas sem o mesmo desejo sexual que antes. Com o decorrer da gestação o quadro tende a mudar e muitas pessoas voltam a ter relações sexuais.

    Enquanto as mulheres se sentem desconfortáveis com as mudanças do corpo os homens costumam ter medo de machucar o futuro bebê ou de provocar algum trauma. Além disto a anatomia também não ajuda muito já que o corpo da mulher passa por uma série de transformações. O peso por exemplo pode ser um empecilho na empreitada. É preciso utilizar a criatividade e explorar posições variadas para que o sexo não seja muito desconfortável.

    O sexo oral fica liberado assim como o anal. Porém neste último caso alguns cuidados a mais devem ser tomados já que o período é propício para o surgimento de hemorroidas. A higiene também necessita ser grande de forma alguma bactérias presentes no ânus podem chegar próximas à região da vagina.

    Quando deve ser evitado?

    O sexo na gravidez é seguro e saudável no entanto em alguns casos específicos ele deve ser evitado para que não surjam transtornos ou complicações. Caso os partos anteriores tenham sido prematuros por exemplo o sexo não é indicado. Em situações de cérvix dilatada também assim como em casos de sangramento vaginal.

    Quando existe fuga de líquido amniótico ou quando houve aborto espontâneo em outro momento a prática fica vetada. Parceiros com DST ou gravidez múltipla são outros pontos que tornam a prática proibida. Na ausência destas contraindicações o sexo fica liberado até aproximadamente 2 semanas antes do parto. No entanto é sempre indicado conversar com um médico para que ele dê as orientações a serem seguidas.

    Quais cuidados devem ser tomados?

    Durante o ato é necessário ter muito cuidado para que nenhuma pressão seja feita sobre a barriga da mulher. É indicado usar a criatividade ou pesquisar novas posições para que tudo saia o mais prazeroso possível. Sexo violento e com penetrações demasiadamente profundas não é aconselhável assim como em locais como banheiras ou ambientes aquáticos.

    Cremes e lubrificantes podem acabar provocando algum tipo de reação alérgica desta forma é importante evitá-los. A higiene íntima deve ser extrema pois em hipótese alguma bactérias do ânus podem chegar próximas à região da vagina. O desejo sexual da mulher tende a aumentar durante o segundo trimestre de gestação momento em que há um aumento no fluxo sanguíneo. Existe uma variedade de sites na internet que trazem informações sobre quais posições são ideais para quais períodos.sexo na gravidez

    É imprescindível que a mulher e o parceiro façam exames para a verificação da presença de DSTs. Sexo com DST expõe o feto a uma enorme quantidade de riscos. Portanto é preciso procurar por um médico e realizar os devidos procedimentos.

    Mitos sobre a gravidez

    Além do mito de que sexo na gravidez faz mal ao bebê existe uma série de outros que foram espalhados por aí. É muito comum por exemplo as pessoas dizerem que após uma cesárea a mulher somente poderá realizar outra cesárea. Esta informação entretanto está incorreta. Outro mito é o que tem relação com o inchaço. Dizem que inchaço em grávidas é sinal de pressão alta. Mentira pois esta é uma condição extremamente comum ao final da gravidez.

    Muito se ouve por aí também que não se deve fazer tratamento nos cabelos até o término da gestação. Outra mentira pois o importante é ficar atento aos compostos do produto. Dizem também que grávidas não podem se submeter a procedimentos odontológicos e que é possível sentir o feto já a partir do primeiro trimestre de gestação. Outras duas mentiras.

    Verdades sobre a gravidez

    Uma verdade é que mulheres gestantes devem evitar permanecer muito tempo em banheiras quentes assim como devem evitar saunas. Exercícios físicos precisam ser estimulados e realizados durante toda a gestação. Atividades de baixo impacto como ioga pilates e hidroginástica são as mais recomendadas.

    A alimentação precisa ser variada e saudável. O médico nutricionista ou ginecologista pode ajudar bastante neste sentido. A ingestão de café ou de canela não faz mal para o bebê porém deve ser feita com parcimônia pois a cafeína em excesso pode ser prejudicial para o sistema nervoso do feto.

    Após o nascimento quanto tempo esperar?

    Após passado o período de gestação e a data do parto as atividades vão voltando à normalidade. É comum demorar um certo tempo para se acostumar com a presença de mais uma pessoa na casa. Pai e mãe podem sofrer um pouco com os horários do bebê e com as suas necessidades porém com o decorrer dos dias um ritmo é estabelecido e as novas tarefas se tornam rotineiras.

    Médicos orientam evitar relações sexuais quando estiver próximo da data do parto. Mais ou menos 2 semanas antes as atividades precisam ser interrompidas. Depois do nascimento o casal precisa esperar em média 6 semanas para voltar a ter relações. Cesarianas requerem ainda um cuidado mais especial. Deve-se evitar pressões na região do corte além disto a vagina fica mais seca do que o normal por algum período sendo preciso o uso de lubrificantes.

    Somente após a cicatrização é que o casal pode voltar a fazer sexo. Diante de dúvidas é importante conversar com médico. Ele é a pessoa mais indicada para ajudar nesta etapa. O tempo de cicatrização precisa ser levado em consideração caso contrário complicações podem surgir. Passadas as 6 semanas com o bebê já em casa e a barriga cicatrizada o sexo fica liberado. Métodos anticonceptivos precisam ser utilizados caso uma nova gestação não seja desejada no momento. Ter um bebê é uma responsabilidade e tanto. O trabalho é grande porém muito gratificante. Toda a espera vale a pena e o amor recebido em troca é incomparável.

    Deixe uma resposta