Simara: “Portugal é um país riquíssimo em pessoas com mediunidade”

0
53

Simara nasceu em Porto Alegre, no Brasil, mas há vários anos que vive em Portugal onde exerce a atividade de astrologia. É com base na leitura do tarot e na cristaloterapia, que pretende devolver algum equilíbrio à vida dos seus clientes e ajudá-los a solucionar problemas relacionados com saúde, trabalho, dinheiro e amor.

“O meu envolvimento com a astrologia foi algo que começou muito cedo, devia ter mais ou menos 5 anos. Eu tinha duas bisavós – uma italiana e outra espanhola – que trabalhavam com a cura pelas ervas, óleos e com o esotérico, e eu ficava fascinada pois pensava que elas eram fadas. Então estava sempre a perguntar sobre chás e óleos para tratar as pessoas”, começa por explicar Simara ao SAPO Lifestyle.

A par dos diversos cursos que foi fazendo ao longo da sua vida – jornalismo, línguas, relações públicas e humanas, homeopatia e reiki -, a verdade é que o interesse pela arte esotérica e pela cristaloperatia, uma arte à qual se dedica há mais de 20 anos, estiveram sempre presentes na sua vida.

“Creio que aquilo que mais me fascina é o facto de, alguma maneira, poder orientar e ajudar as pessoas, já que quando temos algum problema muitas vezes bloqueamos e não vemos saída possível. É fantástico poder voltar a cidades onde estivemos a aconselhar clientes e recebê-los felizes, com os seus problemas resolvidos. O esotérico é um assunto que chega a muita gente, pois todos nós temos mediunidade (aptidão para ser médium): a única diferença é que uns desenvolvem-na e outros não.”

Para além das inúmeras participações televisivas que tem feito ao longo dos anos, Simara também colaborou com diversos jornais e revistas. Mais recentemente lançou a sua primeira revista ‘Simara’ e já tem novos projetos na manga.

“Atualmente entreguei-me de corpo e alma ao projeto ‘Ritual TV’ onde pretendo, até finais de 2016, ter um espaço aberto onde posso ajudar todos aqueles que me contactarem, dando-lhes orientação e desmitificando muitas coisas referentes ao esotérico. Para além disso, também estou a percorrer o país com um workshop de pêndulo e outras artes esotéricas, totalmente gratuitos”, revela.

A partir da próxima semana passa a integrar a lista de previsores da rede SAPO, um projeto que encara como uma grande oportunidade “de fazer algo diferente e positivo a nível espiritual e esotérico” e orientar até mesmo os leitores mais céticos.

“Espero trazer a abertura de caminhos espirituais, entretenimento, cultura espiritual e, principalmente, unir os utilizadores ao universo e fazer com que se sintam melhor consigo próprios. Portugal é um país riquíssimo em pessoas com mediunidade em desenvolvimento e é necessário ajudá-los a desenvolver esta aptidão”, refere Simara. “Eu digo sempre que as ciências esotéricas são um mundo à parte, lindo e energético. E mesmo para aqueles que não acreditam, a verdade é que esta arte acaba por ajudar muitas pessoas, portanto há que investir nela”, remata.

Compartilhar
Artigo anteriorSim, eu mereço ser feliz!
Próximo artigoSinais de falta de proteina

Deixe uma resposta