Somos a bola da vez! E agora?

    0
    31

    Em mais uma bem sucedida edição do MaxiMídia evento que reúne a nata da publicidade brasileira em uma grande festa interativa entre agencias veículos e anunciantes o assunto Copa do Mundo e Olimpíadas 2016 veio à tona por diversas vezes em discussões painéis e também conversas que tive com diversos profissionais da comunicação.

    Todos aguardam com ansiedade e euforia as oportunidades que estes mega eventos podem gerar para suas áreas.Um dos painéis que presenciei “As Olimpíadas e o pódio das marcas” contou com a presença do Diretor Geral do COB Leonardo Gryner e Marco Antonio Rossi do Bradesco Seguros e Previdência que já garantiu uma das cotas do evento. Segundo os dados apresentados por Gryner estamos falando de uma mobilização de mais de 100 mil pessoas entre funcionários e voluntários para mais de 6 milhões de torcedores de todos os cantos do planeta!

    Ouvindo os dois lados da moeda o de quem está nos bastidores do evento e o outro o de quem patrocina fiquei refletindo sobre o real significado de sediarmos estes eventos e a cultura de pensamento a curto prazo de nosso povo.
    Está certo que as Olimpíadas serão realizadas somente daqui há 5 anos e tem-se a impressão que temos muito “chão” até lá… mas até que ponto será que a “ficha já caiu” para os brasileiros além de pensarmos é claro no oportunismo que nos é peculiar?

    Há etapas desse processo de organização dos Jogos que precisam de muito planejamento e engajamento dos setores público privado e da sociedade em geral assim como não se cria um campeão olímpico em ano de Olimpíadas.

    Temos uma obrigação moral se não por nós pelo mundo todo que depositou essa enorme confiança em nos deixar organizar um evento de tamanho porte. Precisamos incorporar o espírito olímpico AGORA e este vai muito além da infraestrutura dos patrocinadores ou dos atletas… é um sentimento que deve estar de dentro de cada um de nós.

    Estes Jogos são uma chance incrível que temos de mostrar para nós mesmos e para o mundo que somos capazes e que podemos colocar de pé um grande show com tudo o que temos de melhor. Um divisor de águas que nos colocará em outro patamar frente aos grandes uma alavanca que colocará nossa autoestima nas alturas e que nos dará ainda mais orgulho de dizer: EU SOU BRASILEIRO!

    O tiro de largada já foi dado e o cronômetro está ligado… vamos ver como será essa chegada…

     

    Esta matéria foi produzida no site ativo.com

     

    Deixe uma resposta